Já falamos aqui no site sobre o roteiro Grace Kelly (neste link) e dos restaurantes mais incríveis (aqui), mas atividades e experiências não faltam em Mônaco para os noivos e convidados que desembarcarem no principado para um destination wedding ou mesmo uma viagem à dois. A primeira dica que dou é pesquisar, com antecedência, os festivais, apresentações e concertos que acontecerão durante a sua viagem. São inúmeras opções. E além desses pontuais, ainda há opções “fixas” em Mônaco. Dá uma olhada nos programas que separamos:

1 – SPA METROPOLE BY GIVENCHY

Há vários spas com tratamentos incríveis em Mônaco. Dentre eles, o Spa Metropole by Givenchy, o primeiro spa da House of Givenchy do principado, que vale a pena conhecer. Ele fica dentro hotel Metropole Monte-Carlo, e foi desenhado pelo arquiteto Didier Gomez. O projeto é lindo, com acabamentos em mármore e um design clean. E a experiência é completa, porque até a música é personalizada. Por todo o ambiente se escuta faixas da premiada musicista francesa Béatrice Ardisson – os clientes podem personalizar as playlists de acordo com o que mais gostam.

O spa possui dez salas, incluindo duas suítes equipadas com banho turco privativo, e oferece o pacote “Heat Experience”, com sauna, banho turco, caldarium, fonte de gelo e chuveiros sensoriais. E para quem deseja colocar os exercícios em dia, há também uma academia.

2 – THERMES MARINS MONTE-CARLO

O Thermes Marins Monte-Carlo é um complexo de quatro andares com vista para o Mar Mediterrâneo e acesso direto do Hôtel de Paris Monte-Carlo e do Hôtel Hermitage Monte-Carlo. O grande chamariz daqui é a crioterapia, que são duas câmaras com temperatura de -60 °C e -110 °C que amenizam os problemas de sono, pele e estresse.

3 – JARDINS DE MÔNACO

No roteiro Grace Kelly (neste post), tem o roseiral construído em homenagem a ela, mas há inúmeros outros jardins em Mônaco – considerando o tamanho, o país é o segundo com mais áreas verdes na Europa. Para colocar no roteiro: Les Jardins du Casino – Em frente ao Cassino de Monte-Carlo, o jardim tem um gramados lindo e fontes de água magníficas. Do outro lado do cassino, terraços ensolarados conduzem ao “Hexa Grace”, uma surpreendente obra multicolorida de Vasarly voltada para o mar.

Le Jardin Japonais – Com 7 mil m², o surpreendente espaço verde é uma autêntica obra de arte que foi construída em respeito aos princípios do pensamento zen. Sua colina, cascata e riacho criam um ambiente de relaxamento em meio à paisagem urbana.

Le Jardin Exotique – Este jardim extraordinário foi inaugurado em 1933 e reúne milhões de espécies de suculentas. E a 60 metros sob a terra há uma gruta pré-histórica que revela espetaculares rochas calcárias formadas ao longo dos séculos.

Princess Antoinette Park – A encantadora entrada do parque é decorada por uma linda cortina de flores e te leva ao reino das sagradas árvores oliveiras de Mônaco. Provavelmente era um dos passeios mais populares de domingo para muitos monegascos. Hoje é um parque de diversões para todos que amam belos jardins e para crianças de diferentes idades.

4 – ADEGA DO HÔTEL DE PARIS

Para os amantes do vinho, visitar a adega do Hôtel de Paris é indispensável. É uma adega centenária, sem dúvida, um dos maiores trunfos do Hôtel de Paris. Inaugurada em 1874, ela foi construída por mais de cem pessoas durante 18 meses e leva o título de maior adega dentro de um hotel no mundo. O local servia para engarrafar vinhos que chegavam em barris provenientes de Bordeaux. Durante a Segunda Guerra Mundial, uma parte da adega foi fechada por uma parede formada por sete camadas de garrafas. O intuito era esconder e, portanto, impedir a apreensão, das cerca de 20 mil garrafas, inclusive as mais preciosas. O tesouro do hotel ficou protegido, assim como sua prataria e até mesmo a fortuna de alguns hóspedes do hotel. Suas portas foram reabertas no final de 1945, confiadas a um célebre hóspede, Sir Winston Churchill, quando a Europa já estava em paz.

5 – MUSEU OCEANOGRÁFICO

Construído à beira do rochedo de Mônaco, o Museu Oceanográfico criado pelo Príncipe Albert 1º é dedicado a preservação dos oceanos há mais de um século. Com know-how mundialmente reconhecido, o museu apresenta mais de 6.000 espécimes. Da ornamentação das fachadas àquela das salas, tudo na arquitetura do Museu evoca o mundo marinho. Desde a sua inauguração, em 29 de março de 1910, ele impõe-se como referência internacional.

6 – CASINO DE MONTE-CARLO

Parada mais que obrigatória para quem visita Mônaco, o Casino de Monte-Carlo une o novo da máquinas de jogos tecnológicas com a estética Belle Époque do final do século 19, decorados com vitrais, esculturas e pinturas exclusivas. Minhas dicas são: passe em todas as salas (são muitas), porque cada uma tem uma decoração especial e um tipo de jogo; e não deixe de ir até o terraço da Salle Blanche, a vista privilegiada do principado rendem lindas fotos!

7 – BALLET DE MÔNACO

Os ballets de Monte-Carlo constituem uma das mais prestigiadas manifestações artísticas do principado. Uma tradição de longa data, nascida da paixão de um empresário de artistas genial, Serge de Diaghilev, e que ganhou, décadas depois o apoio e incentivo de Grace Kelly, que deu o nome à Academia Princesa Grace.