André Pedrotti Bridal GuideANDRÉ PEDROTTIFloristasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio tem um extenso currículo no mercado de casamentos, com mais de 18 anos de carreira. Parceiro de alguns dos melhores decoradores do país, ele vem, ao longo dos anos, imprimindo uma assinatura bem característica em seus trabalhos. Seu profundo conhecimento sobre arte floral serve de base para a criação dos mais variados projetos. Independentemente do estilo, o objetivo é sempre o mesmo: surpreender e emocionar as pessoas – com flores em abundância! Num bate-papo descontraído, Pedrotti nos contou um pouco sobre seu processo criativo, indicou tendências e deu boas dicas para noivas.

Bate-Papo-andre-pedrotti-flores-casamento

Como tudo começou?

Meu pai trabalhou com flores por mais de 40 anos e eu sempre gostei de ajudá-lo. Com 13 anos, ele me levou na montagem de um evento de fim de ano de um banco. As donas da empresa gostaram de mim e começaram a me chamar para outros eventos. Com 14 anos, já estava trabalhando fixo, por conta própria. O casamento da decoradora Renata Chapchap foi um dos primeiros que participei. Com 17 anos, mudei completamente de áerea e fui trabalhar com funilaria e mecânica. Acreditem, minha segunda paixão. Depois de quase um ano e meio fora do mercado de festas, resolvi voltar a trabalhar com meu pai. Logo veio uma parceria com a Neka Gastronomia e, paralelo a isso, fui fazendo diversos casamentos. No final de 2000, fui indicado para fazer o casamento do Fabio Jr com a Patrícia de Sabrit. Foi aí que as coisas realmente deslancharam e surgiu a marca André Pedrotti Flores.

E a André Pedrotti Flores já está completando 15 anos! O que mudou no mercado ao longo desses anos?

O mercado inovou muito rápido, mas se profissionalizou pouco. Temos mais acesso à informação e os projetos realmente se tornaram muito mais complexos e grandiosos. Por outro lado, ainda fazemos parte de um mercado autodidata, que aprende com seus próprios erros. Não temos escolas profissionalizantes, por exemplo. Temos curso de gestão de eventos, mas não é focado em eventos sociais. Não temos formação de florista, de técnico de iluminação etc.

Agora estamos passando por um momento importante. A crise do último ano está servindo como um filtro. Quem não se profissionalizou e não se estruturou, o mercado está eliminando naturalmente. Não há mais espaço para amadorismo.

Como funciona o seu trabalho de criação e como acontece a parceria com o decorador de casamento?

É uma troca. O decorador capta o conceito da festa e, dentro de tudo o que ele imaginou, eu crio a parte floral. Mas claro que depende muito do decorador. Com alguns eu preciso imaginar tudo do zero, com outros as coisas já vêm mais “mastigadas”. É importante salientar que tudo é feito de acordo com o estilo da festa – rústica, clássica, moderna etc. Nós fazemos um estudo dentro do gosto da noiva para criar um projeto com personalidade. Depois disso, vejo quais as flores e folhagens mais bonitas da época, estudo qual o suporte que vamos utilizar para os arranjos (prata, porcelana etc) e por aí vai.

Normalmente, a noiva fala as flores que ela não gosta e qual a flor que ela gosta mais. Hoje, o ideal é não trabalhar com um só tipo de flor, para não ficar sujeito a questões climáticas. Além disso, dá para personalizar mais quando se pode usar um leque variado de flores.

Existe tendência em flores para casamentos?

Antes de entrar nesse assunto, queria fazer um parêntese sobre o conceito de “flores nobres” que o mercado utiliza. Para mim, todas as flores são nobres. É o que de mais bonito uma planta pode dar. Também não existe “flor do campo”, toda flor é plantada no campo! São nomenclaturas que, muitas vezes, depreciam algumas flores. Vocês já viram a flor do cacto, por exemplo? É linda! E o cacto é uma espécie exótica, mas não exatamente bonita. Me inspiro na perfeição e nas imperfeições da natureza.

Voltando ao assunto, sou contra tendência. Casamento é tradição e o clássico nunca sai de moda. Mas o engraçado é que, de tempos em tempos, aparecem algumas flores e cores que as pessoas começaram a usar mais. Há três anos, por exemplo, surgiu a moda do lilás. Só que se você for perceber, não foi a maioria que aderiu. É algo que se destaca porque foge do convencional, mas não é regra. A grande tendência daqui pra frente é a personalização, ou seja, festas cada vez mais individualizadas. E se for pra falar de uma flor que está “bombando”, tenho que citar as peônias, que viraram o sonho de toda noiva. A orquídea passou a ser uma flor comum e eu acredito que, daqui a algum tempo, vai acontecer o que aconteceu com a gérbera há dez anos – ela vai perder esse status especial.

Tem alguma flor que você não indica para casamentos?

Todas as flores podem ser usadas em casamentos, tudo vai depender da competência do profissional. O lírio, por exemplo, tem um cheiro forte, mas é só saber trabalhar com ele. Se você tira o polén do lírio, já melhora bastante essa questão do odor. Num lugar pequeno e fechado, não é o mais indicado, mas por outro lado tem muito lírio sem cheiro hoje em dia. Também não indicaria flores que não são resistentes para um casamento na praia no verão, como as tulipas. Se for um lugar com ar condicionado, tudo bem, mas à beira mar, não aconselharia. E claro que não indicaria uma flor que não tem na época.

E quais as melhores flores para cada época do ano?

Hoje em dia não existe mais tanto isso de época, apenas para algumas flores. Vou dar alguns exemplos. A tulipa há 10, 15 anos atrás só era encontrada em maio, junho e e julho, mas hoje ela é encontrada do final de fevereiro ao final de setembro. Sobre a peônia, nós ainda não temos uma produção garantida dela. Os produtores ainda estão se ajustando a essa novidade. Ela dá o ano inteiro, mas não dá para garantir para a noiva que ela estará disponível na data desejada. Flores de jardim, que não são cultivadas em grande escala, como o agapanto, só tem em novembro e dezembro.

Você tem feito muitos casamentos fora do Brasil. Como funciona a questão da logística?

Nunca enfrentei nenhum grande problema. Quando faço casamento fora do Brasil, procuro os fornecedores mais próximos do local. Para casamentos na África e Europa, utilizo fornecedores da Holanda, país que tem know how para exportar flores para qualquer lugar  do mundo, até para o meio do deserto, com boa qualidade. O bouquet é feito na hora, porque é realmente um trabalho manual, aramado, feito com todo o cuidado.

Quais são seus planos para o futuro?

Criar uma escola de arte floral sempre foi meu grande sonho. Então minha próxima meta é fazer um curso técnico para disseminar conhecimento, profissionalizar e capacitar gente para trabalhar nesse mercado.

Por fim, gostaria que você desse três conselhos para as noivas:

1. Contrate bons profissionais, cheque bem o histórico deles.

2. Ouça o profissional de cada área, e não apenas a sua assessora. O florista entende de flor, a doceira entende de doce e por aí vai. É importante ouvir e ponderar a opinião do expert.

3. E se quiser algo realmente personalizado, contrate a André Pedrotti Flores! (risos)

Abaixo, alguns projetos da André Pedrotti Flores Bridal GuideANDRÉ PEDROTTIFloristasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio:

Tal pai, tal filho: André Pedrotti com seu pai, Wanderley

Tal pai, tal filho: André Pedrotti com seu pai, Wanderley

Criação de arranjo no novo espaço da André Pedrotti Flores, no Butantã, em São Paulo

Criação de arranjo no novo espaço da André Pedrotti Flores, no Butantã, em São Paulo

decoracao-casamento-adriana-helu-jose-antonio-de-castro-bernardes-03

Decoração: José Antonio de Castro Bernardes | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Renata ChapChap | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Renata ChapChap | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Marina Schoroeder Philipp | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Marina Schoroeder Philipp | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Roberta Fasano | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Roberta Fasano | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Suva Piva de Albuquerque | Projeto floral: André Pedrotti

Decoração: Suva Piva de Albuquerque | Projeto floral: André Pedrotti

d-filipa-home-by-suva-aluguel-material-festas-17

Projeto floral André Pedrotti para evento D. Filipa + Home by Suva

Ficha Técnica

Fornecedores que

Floristas: ANDRÉ PEDROTTI Bridal GuideANDRÉ PEDROTTIFloristasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio