Babies & Kids Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

Bate-papo com Renata Bernardo

Renata BernardoFornecedoresRENATA BERNARDOAcessórios de NoivaSão Paulo (Capital)Leia mais é formada em arquitetura, mas, no mercado de joias desde os 16 anos, se tornou especialista em noivas. Apesar de ter uma tendência ao clássico, ela cria acessórios todos os estilos, prezando tanto pelo design, quanto pelo conforto das peças. Em entrevista ao site, Renata deu ótimas dicas para que as noivas fiquem lindas no casamento e se sintam seguras com suas escolhas!

– Como tudo começou?

Eu segui os passos da minha mãe, que está no mercado de joias há 47 anos! Trabalhei na empresa em que ela era sócia desde os 16 anos até 2010, quando nos desligamos para abrir nossa própria empresa. Eu era responsável pelo departamento de criação. Como ainda era nova, pensei em ter outra opção e me formei em Arquitetura e Urbanismo, mas acabei me rendendo ao mundo da joalheria. Em 2012, foquei exclusivamente em noivas.

Foto: Fernando Louza

– Como você define o estilo da noiva Renata Bernardo?

Eu tenho uma natureza clássica, mas, como desenho pensando sempre em mulheres com estilos diferentes, ofereço coleções que agradam a diferentes personalidades e expectativas. Nossas clientes elogiam muito o design propriamente dito e respeitam a qualidade e o acabamento do nosso trabalho. Acho que o que mais escuto no atelier é “nossa, como a peça brilha!”. Aprendi a ter essa visão durante minha fase de produção de alta joalheria. Isso ficou intrínseco ao meu trabalho e, hoje, na produção, somos extremamente criteriosos e detalhistas. Nada passa. Simetria, cravação, peso das peças, conforto… Tudo! Buscamos a excelência. Somos perfeccionistas. E as pessoas que buscam esse cuidado e carinho refletidos no desenho vêm até nós!

– Quais são as suas inspirações?

Inspiro-me em ícones de elegância, pessoas que, de alguma forma, deixaram sua marca no mundo. Também busco ideias e formas em qualquer lugar por onde ando. Minha cabeça está sempre ligada! Idealizo mulheres de diferentes estilos e personalidades e, assim, busco criar peças com diferentes características, mantendo minha técnica, linguagem e traço.

Foto: Drausio Tuzzolo

– Quais são as tendências em acessórios para noivas em 2017?

Eu acredito que as composições com flores continuem em alta, e também aposto nas pérolas. Sempre. São atemporais! Claro que sempre existirá uma tendência no mercado, mas o importante é que a peça escolhida tenha a ver com o estilo de cada noiva, sua personalidade, suas referências. Esse é o dia em que ela pode ousar, brilhar, mas também o dia em que precisará se sentir muito segura com suas escolhas.

– Que tipo de acessórios você indica para casamentos na praia e no campo?

Composições florais sempre. São atemporais e lindas! Tiaras leves também compõem muito bem!

Foto: Felipe Lessa

– Como funciona o atendimento à noiva?

Em primeiro lugar, escuto o que ela tem a dizer, suas inspirações e referências. O vestido já mostra seu estilo. Com essas informações, filtramos as peças que harmonizam com todas essas referências. Em seguida, passamos para a cadeira do Thiago (cabeleireiro, trabalhamos juntos). Ele esboça o penteado e provamos as peças selecionadas pela noiva, para que ela consiga visualizar melhor o look e, assim, se sentir segura com sua escolha.

– Qual o momento ideal para que as noivas escolheram os acessórios?

Quanto antes, melhor. Especialmente se ela quiser uma peça sob medida, já que todas as nossas criações são feitas à mão. Desde as primeiras conversas e esboços até a peça pronta, levamos entre 4 e 5 meses. Já para as peças de coleção, por volta de 3 meses antes do casamento, no momento em que o vestido começa a tomar corpo, em que ela consegue ter uma ideia melhor de como ele realmente será.

– A noiva já precisa saber que penteado irá fazer para o casamento para escolher o acessório?

Depende muito de cada noiva. Quando ela tem certeza de como quer usar o cabelo, buscamos peças que se encaixem melhor ao penteado e que seja adequada aos detalhes do vestido. Mas, às vezes, a noiva se apaixona por uma peça que define como será o cabelo.

Foto: Larissa Felsen

– Que peça da sua coleção faz mais sucesso?

As coroas em geral, as tiaras de folhas da coleção Athena, as peças de pérolas da coleção Audrey e todas as da coleção Elisa, que são feitas com flores preservadas.

– Você tem alguma história de pedido inusitado?

Uma noiva me ligou às 16h de uma sexta-feira, me pedindo socorro! Ela estava no salão, fazendo as unhas e se preparando para o casamento. Ela havia decidido que não usaria nada no cabelo, mas mudou de ideia. Detalhe: ela casaria no dia seguinte, às 10h. Mas no final deu tudo certo e ela casou super feliz!

– Quais são os três conselhos que você daria para uma noiva na hora de escolher os acessórios de casamento?

  1. Em primeiro lugar, se sinta segura com o que vai usar. Busque algo que combine com sua personalidade e estilo, com a linguagem do vestido, além do local e horário do casamento.
  2. Não se esqueça do conforto! A noiva irá usar a peça por horas, então é bom evitar peças pesadas ou que estejam incomodando.
  3. Uma dica muito importante para o dia é o cuidado com o spray de cabelo. O produto forma uma película que tira todo o brilho das pedras. Se for necessário para dar o acabamento após a peça colocada, é super importante que o profissional cubra a peça com um lenço de papel. É um detalhe, mas que, às vezes, pode tirar toda a vida da peça.

Casamento em Trancoso: Daniella Alvarenga + Kevin Maloy

Daniella Alvarenga conheceu Kevin Maloy quando foi estudar na Inglaterra, em 2010. “Uma amiga nos apresentou por e-mail, mas demoramos para nos conhecer pessoalmente. Já tinha desistido, quando ele me ligou, se desculpando pela ausência e me convidando para um almoço. Durante a conversa, eu disse que estava mudando de casa e, coincidentemente, a flatmate dele estava saindo de lá. Então, ele me ofereceu o quarto dela. Moramos juntos por mais de um ano e ficamos muito próximos, mas nunca tivemos nada”, conta. Daniella voltou ao Brasil e, então, os dois perceberam que o que tinham era mais do que amizade“Vinte e um dia depois, ele estava em Belo Horizonte. Tivemos uma conversa sobre os nossos sentimentos e decidimos arriscar um namoro a distância, explica. Em 2013, Kevin se mudou para BH e foi quando os dois voltaram a morar juntos – mas, desta vez, como casal!

pedido de casamento aconteceu durante uma viagem românticaBruges, na Bélgica. “Estávamos andando pela cidade, o dia estava lindo, a cidade vazia. Aí ele perguntou se havia algo faltando. Quando me virei para responder, o vi ajoelhado. Na hora, perguntei se ele estava se sentindo bem, não estava entendendo. Foi quando ele perguntou ‘will you marry me?’. Começamos a chorar e a rir sem parar!”, relembra.

Daniella e Kevin decidiram fazer apenas um casamento intimista (para menos de 100 pessoas), em vez uma festa para cada família. “Nunca tive o sonho de me casar na Igreja, vestida de branco. A princípio, pensamos em Portugal, pela língua, para brasileiros, e pela proximidade, para os estrangeiros. Mas não tínhamos um vínculo emocional. Foi quando o Kevin sugeriu a Bahia, onde sempre passávamos as férias”, explica. Os preparativos duraram apenas oito meses, e trouxeram alguns desafios para a noiva. “Foi difícil organizar tudo de tão longe, ainda mais tendo que lidar com as diferenças culturais e de idioma. Nós dois tivemos que ceder, mas deu tudo certo!”, explica.

Para a decoração, Daniella fez questão de um projeto que valorizasse o cenáro do casamento. “Queria muitas cores, flores e frutos, que passassem a mensagem ‘aqui é Brasil, aqui é Bahia’. Queria que fosse um statement e fizesse sentido naquele contexto: praia, casamento multicultural, tropicalidade…”, conta. Para isso, Daniella e Kevin escolheram Katia Criscuolo, da CongregabahiaFornecedoresCONGREGABAHIADecoração & CenografiaPorto Seguro, TrancosoLeia mais, que lançou mão de sua “brasilidade sofisticada” para atender aos pedidos do casal.

A escolha do vestido de noiva foi super prática. “Vi alguns vestidos na Inglaterra, mas não achava nada parecido comigo. Quando fui para BH, para o casamento de uma grande amiga, fui à loja onde ela havia comprado o dela e encontrei o modelo perfeito. Originalmente, eu havia imaginado algo bem leve, por ser praia. Mas, por causa do kilt do Kevin, não poderia ser tão leve. Fiquei muito feliz com a minha decisão!”, conta Daniella. Penteado meio-preso e coque foram as escolhas da noiva para a cerimônia e a festa, respectivamente. “Sempre soube que queria algo inspirado na Frida Kahlo, por isso, optei por uma tiara de flores naturais, que se adaptou aos dois looks”.

A Olga Filmes registrou todos os detalhes do casamento em vídeo. E o filme já começa super emocionante, com a linda declaração de amor de Kevin!

Vídeo: Olga Filmes | Assessoria: GKF Wedding Planner | Espaço, buffet e bar: O Cacau | Decoração, flores, materiais e objetos: Katia Criscuolo (CongregabahiaFornecedoresCONGREGABAHIADecoração & CenografiaPorto Seguro, TrancosoLeia mais) | Vestido de noiva: Oleg Casini | Convite e papelaria: Grafam BH

Casamento em Santa Catarina: Gabriela Gomes + Marcelo Tiscoski

Gabriela Gomes Marcelo Tiscoski começaram a namorar quando ela tinha 14 anos e ele 18“O namoro foi curto, pois ele foi fazer intercâmbio e eu queria aproveitar a vida. Três anos depois, voltamos, mais vividos e experientes, com a certeza do nosso futuro a dois”, conta Gabriela. Com cinco anos de namoro, Marcelo fez o pedido de casamento – e em grande estilo! “Foi durante uma viagem de férias com a minha família, para a Turquia. A ideia era fazer o pedido durante um voo de balão, mas, infelizmente, no dia em que estávamos lá, o balão não subiu. Imagina a tristeza dele? Então, à noite, após o jantar, sentados à beira-mar, ele fez o pedido! Foi lindo e emocionante!”.

A ideia inicial de Gabriela e Marcelo era um casamento em Trancoso. “Víamos muitas referências e até fomos até lá, para estudar melhor a ideia. Adoramos tudo, mas a logística de Santa Catarina até lá não era muito fácil, por isso, desistimos”, comenta. Então, o casal começou a procurar por espaços de festa em Florianópolis, sem perceber que o local ideal estava logo ali, no sítio dos pais da noiva.

Hora do BuquêFornecedoresHORA DO BUQUÊAssessoria & CerimonialSão Paulo (Capital)Leia mais ajudou Gabriela nos preparativos, que duraram um ano, e foi fundamental para a organização da festa“Como o sítio não tinha estrutura para o casamento, tivemos que construir muita coisa e a Ju, da Hora do BuquêFornecedoresHORA DO BUQUÊAssessoria & CerimonialSão Paulo (Capital)Leia mais, me ajudou muito com a escolha dos fornecedores. No dia, elas também foram incríveis e permaneceram envolvidas do início ao fim!”, elogia.

Gabriela fazia questão de que seu vestido de noiva fosse assinado por Junior Santaella. “Imaginei um modelo leve, com renda, tule bordados e aplicações em couro, nada clássico. Escolhi fazer um super decote nas costas e uma cauda móvel, presa a um cinto bem fino, usando o mesmo desenho do bordado do vestido”, explica. Os desenhos geométricos foram combinados a padrões florais, dando um ar moderno ao look da noiva. Para a cerimônia, Gabriela usou os cabelos soltos. Na hora da festa, optou por um rabo de cavalo.

Em verde e branco, a decoração seguiu o estilo clássico-campestre. No projeto floral, rosas, orquídeas e muitas folhagens.

“A árvore no centro da festa foi uma releitura de uma árvore muito antiga da casa, e foi uma atração à parte!”, explica Gabriela.

Fotos: Bruno Stuckert | Assessoria: Hora do BuquêFornecedoresHORA DO BUQUÊAssessoria & CerimonialSão Paulo (Capital)Leia mais | Decoração: Silvia Flores | Móveis: ME MovelariaFornecedoresME MOVELARIAAluguel de MóveisCuritibaLeia mais | Buffet: Styllus Buffet | Bar: Drink it | Bolo: Rita Mandelli | Vestido de noiva: Junior Santaella | Sapatos: Manolo Blahnik | Cabelo e maquiagem: Krisna Carvalho | Traje do noivo: Gucci | Convite e papelaria: Phatt Design