Na última quinta-feira, desembarquei em Belo Horizonte para a festa de 20 anos da Vivaz Bridal GuideVIVAZ BRIDESVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio (marca super bacana de vestido de noiva e de festa, com lojas em BH e em São Paulo) + uma noite de autógrafos do meu livro Constance Zahn: O Guia Essencial de Casamento (à venda neste link).

Aproveitei minha passagem pela cidade para bater um longo papo com Camila, que comanda a marca ao lado da irmã, Isabela, e da mãe, Elizabeth Faria. Para quem não conhece, a Vivaz Bridal GuideVIVAZVestidos de FestaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio começou sua trajetória com vestidos de festa, chegando a ganhar até o mercado internacional com exportações para Europa e Oriente Médio. Hoje, a marca segue com vestidos de festa, mas se especializou no mundo bridal com modelos lindos e um trabalho artesanal primoroso (e aqui, vocês podem ver a campanha da nova coleção da marca!).

Dá uma olhada no que a Camila me contou e as dicas que ela deu para as noivas:

Como nasceu a Vivaz e qual a filosofia da marca naquela época?

Minha mãe sempre foi autodidata e apaixonada por moda. Ela desenhava suas próprias peças. Vários amigos e familiares encomendavam, de maneira informal, alguns modelos para ela. Isso foi crescendo, e começaram as encomendas de vestidos de festa, foi aí que ela percebeu a carência neste mercado. A marca chamava Elizabeth Faria, e começou lá em casa. Quando decidiu sair e abrir seu atelier, renomeou-a e assim nasceu a Vivaz Bridal GuideVIVAZ BRIDESVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio, em 1998. Aqui, no comecinho, ela tinha vestidos da própria coleção e modelos de outras marcas. Mas isso foi mudando, porque as clientes só queriam modelos desenhados por ela. Foi então que decidiu parar com os outros fornecedores e seguir só com a Vivaz. Neste segundo momento, as vendas eram no atacado para todo o Brasil.

Em que momento você e sua irmã Isabela entraram no negócio?

Desde os meus 15 anos eu viajava com minha mãe para Paris, Nova York e Milão para pesquisar tendências, tecidos, aviamentos… Quando fui para a faculdade, em 2002, escolhi cursar design de moda. E logo no primeiro dia de aula comecei a trabalhar na Vivaz. Aqui era estagiária, ajudava na produção e na implementação de tecnologias no atelier. Depois, passei uma temporada fazendo cursos no Instituto Marangoni, em Londres, e no Instituto Europeu de Design, em Barcelona. Quando me formei, entrei para o time de desenhistas da Vivaz e cuidava da parte de exportação dos vestidos (entre 2006 e 2014 exportamos muito para a Europa e Oriente Médio). Minha irmã Isabela fez o mesmo caminho que o meu, aqui em 2010.

Qual a participação de vocês hoje?

Hoje, Bela e eu seguimos lado a lado na criação. Passar por todas essas etapas foi muito bom e importante, porque, ainda hoje, mesmo comandando a marca, nós fazemos e sabemos cada processo. Minha mãe fica na parte da produção, que é sua verdadeira paixão e onde ela faz questão de estar, cuidando de cada detalhe, de cada modelo que é feito. Nenhum vestido sai sem o crivo dela.

(Foto: Renata Melo e Rochelle Vaz)

E como você e sua irmã se complementam?

A Bella é oito anos mais nova que eu e já nasceu em meio aos tecidos, ainda na casa dos meus pais. Acho que nossa maior diferença é que ela sempre foi mais descolada, e eu um pouco mais clássica, o que é ótimo. Acaba que nós três, incluindo a minha mãe, nos complementamos, somos de gerações diferentes e isso ajuda muito na hora entender cada cliente. Todas as nossas noivas são atendidas pelas três, não necessariamente no mesmo momento, mas sempre com o olhar das três.

Hoje, 20 anos depois, o que mudou? O que permanece igual?

Acredito que esses 20 anos foram de uma longa jornada. Minha mãe começou em casa, depois foi para a loja, ainda no varejo, depois seguiu para o atacado e hoje voltamos para o varejo. Quando a crise de 2015 veio, percebemos que o nosso produto era muito caro para o atacado. Neste momento, tínhamos dois caminhos: mudar o formato para baixar o preço, ou continuar fazendo o que mais amávamos e focar nas nossas duas lojas, aqui em Belo Horizonte e em São Paulo.

Hoje, não trabalhamos mais com o atacado, só com varejo. Focamos todas as nossas energias em produzir vestidos de alta costura e com um atendimento premium. Entendemos que as nossas noivas, convidadas e debutantes estão aqui para escolher um vestido para um momento super especial. É por isso que um atendimento ainda mais especial é nosso maior diferencial.

(Foto: Bárbara Dutra)

Como se deu a transição para o mundo bridal?

Foi uma transição bem sutil. Sempre tinha alguém que pedia algum modelo nosso em branco para casar. Muitas noivas fizeram seus vestidos de debutante, depois formatura, madrinha… e o que mais ouvia era ‘poxa, vocês fizeram os vestidos de todos os momentos importantes da minha vida, porque não vão fazer o meu de noiva?’ Com a nossa saída do mercado de atacado, conseguimos encontrar tempo para fazer vestidos de noiva com toda a qualidade e atenção que as noivas merecem.

Como funciona o ateliê bridal de vocês?

Nas duas lojas, tanto de São Paulo quanto Belo Horizonte, temos um andar inteiro para as noivas. Nele, as clientes encontram nossa coleção de vestidos prontos, com mais ou menos 20 modelos. E além de poder comprar qualquer um deles, é onde podem ter um primeiro contato, saber de que modelagens mais gostam, das que não gostam, dos acabamentos, rendas e bordados preferidos… A partir daí conseguimos “montar” um vestido exclusivo com detalhes que ela viu: o bojo de um, a sala de outro, o bordado de outro ainda… E para as noivas que querem um vestido 100% personalizado, diferente de tudo que temos de mostruário, marcamos um horário comigo ou Isabela e começamos um desenho do zero. Todos os processos são muito gostosos, porque fazemos as provas e ela acompanha a criação de seu vestido.

Atelier de Belo Horizonte (Foto: Ana Junqueira)

Me conta um pouquinho sobre o passo-a-passo da criação dos vestidos de noiva sob medida? 

Primeiro, a noiva marca uma entrevista comigo ou Isabela, onde fazemos um brainstorming para entender como será o casamento dela: dia, horário, local da festa, tamanho da festa… Ela também conta do que gosta em termos de modelo, tecidos e acabamentos. Desenhamos à mão livre e a quatro mãos. Aqui, ela vai vendo seu vestido tomar forma e palpitando nas escolhas. Aprovado o modelo, fazemos cinco provas: a primeira de modelagem e tecido; a segunda uma amostra dos trabalhos de rendas, bordados…; na terceira, o vestido já está “pronto”, com os tecidos e aplicações que ela aprovou; na quarta, fazemos os últimos ajustes e mimos, como a aplicação da fita de gorgurão com os nomes das amigas solteiras; e na última, ela vem para retirar seu vestido e pode aproveitar se ver pronta com a prova de maquiagem e cabelo.

Os bordados e as rendas da Vivaz sempre fazem sucesso no nosso site e Instagram. Como funciona essa curadoria?

Acredito que o sucesso das rendas se dá pelo fato de que criamos uma renda para cada vestido. A partir de um mix de rendas, recortamos, montamos e bordamos um novo tecido. Brinco que é uma obra de arte, porque mesmo trabalhando com 99% de tecidos importados da França, Itália e Oriente Médio, temos todo um trabalho manual de transformá-los em uma peça exclusiva para cada vestido. E sobre os bordados, 90% é feito internamente. São muito poucos os tecidos que compramos já bordado, justamente para ninguém ter igual.

(Foto: Maya Morikawa)

Quais os modelos mais práticos?

Com certeza são os modelos com saia removível, no qual temos uma com volume para a cerimônia, e uma saia mais sequinha e sem calda para a festa. Em São Paulo, fazemos muito para os casamentos judaicos os modelos com mangas removíveis, para, na hora da festa, as noivas poderem realizar com maior mobilidade as danças religiosas. Agora, se a noiva quer um vestido onde não cabe a sobressaia, temos sim truques para prender a cauda nos botões, nas laterais e punho. O importante é deixá-la livre para curtir sua festa.

Falando em vestidos de festa, quantas coleções prontas possuem e como funciona o sob medida?

Lançamos dos temas por ano, primavera-verão e outono-inverno, e dentro disso lançamos mini coleções ao longo do semestre. Ou seja, tem sempre novidade. Ao todo são 80 modelos a cada tema. No sob medida, conseguimos adaptar qualquer modelo destas coleções e criar um exclusivo.

Na coleção de vestidos prontos, tem algum limite de reprodução de cada modelo? Há uma certa exclusividade na quantidade?

Sim, não fazemos mais que quatro modelos de cada um, e normalmente ficam dois na loja de Belo Horizonte e dois na de São Paulo. Mas as madrinhas e convidadas podem ficar tranquilas. Temos a preocupação de anotar o modelo, cor e data que a convidada pretende usar aquele vestido, para que não haja o desconforto de duas pessoas estarem com o mesmo look em uma festa (não que a gente ache isso um problema).

Que cuidados as noivas que querem madrinhas com vestidos coordenados vocês costumam dar?

Quando as noivas querem madrinhas coordenadas, a gente sempre orienta que ela não seja tão rígida com relação a modelo e cor. Ou se estipula que todas vão de rosa, ou todas de tomara que caia, por exemplo. Quanto mais liberdade ela der dentro do seu desejo, mais felizes e confortáveis as madrinhas estarão no altar. E saiba que existem mil opções para coordenar, desde cor, estilo de estampa, modelagem, tecidos…

(Foto: Vanessa Kohler)

Dá para organizar uma tarde com todas na loja para as madrinhas escolherem os modelos? 

Sim, claro! Durante a confecção dos vestidos, sugerimos fazer grupos pequenos, de no máximo três madrinhas, para que possamos dar a atenção por completo para cada um. Na última prova do vestido da noiva, dai sim vale a pena reunir todas aqui para um brinde, um café, uma mini festa. É um prazer recebê-las.

Tem mais vestidos e casamentos lindos da Vivaz neste link Bridal GuideVIVAZ BRIDESVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio, e de festas aqui Bridal GuideVIVAZVestidos de FestaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio

Ficha Técnica

Fornecedores que

Vestidos de Noiva: VIVAZ BRIDES Bridal GuideVIVAZ BRIDESVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio
Vestidos de Festa: VIVAZ Bridal GuideVIVAZVestidos de FestaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio
Fotografia: LUCAS LIMA FOTOGRAFIA Bridal GuideLUCAS LIMA FOTOGRAFIAFotografiaSão Paulo (Capital)Portfólio