Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

Diário de Noiva: fotos de celular

Quem nunca viu ou protagonizou a já típica cena: convidados competindo pelo melhor ângulo com seus celulares na entrada ou na saída da noiva na Igreja? Eu já vi até gente com iPad  ( I-P-A-D! E não o mini! ) na igreja! Só queria entender que bolsa a pessoa levou para guardar o seu tablet durante a festa! rs

Depois do casamento, tenho novas opiniões a respeito. Antes de tudo, acho que é importante a gente separar 2 coisas que são diferentes: tirar fotos com o celular x publicar fotos em redes sociais.

FOTOS DE CELULAR:

Eu nunca fui do tipo de tirar muitas fotos com o celular em casamentos. Primeiro porque o meu celular passa grande parte do tempo descarregado, segundo porque eu normalmente estou bastante compenetrada (na cerimônia) ou ocupada (conversando, bebendo, comendo, dançando) e terceiro porque eu não tenho o hábito de me fotografar nem de pedir que me fotografem (sozinha ou acompanhada). E, na verdade, nunca achei que fotos minhas de celular pudessem fazer diferença para os noivos…

Bom, aí, com o meu casamento, eu tive uma outra compreensão da fotografia de celular por parte do convidados! Hoje, eu  considero um ato de gentileza e generosidade os convidados fazerem fotos no casamento! rs

Tive 2 fotógrafas estrangeiras ( Kate Murphy + Ali Harper ) + 1 fotógrafo brasileiro ( Cavallieri, da equipe da V Rebel ). Sem falar no filho de 10 anos da nossa amiga que atacou de fotógrafo, sendo o nosso “fotógrafo-mirim”! Para 125 convidados, acho que 3 fotógrafos e 1/2 é um número mais do que bom! E fiquei felicíssima com o trabalho deles – que fique claro!!

Depois do casamento, fui recebendo algumas fotos de amigos e fiquei pensando “Nossa, que bom que ela tirou essa foto!!“, “Nossa, ele conseguiu pegar esse momento que ninguém mais pegou!“. Muitos amigos fizeram fotos lindas com seus celulares!  Fotos de que eu gosto tanto quanto das fotos “oficiais”! E não sei vocês, mas eu acho que quanto mais fotos melhor!!rs Foi muito gostoso receber as fotos que eles fizeram e relembrar, ver cenas engraçadas, detalhes que não haviam sido capturados por mais ninguém… Alguns exemplos:

( 1. as flores das mesas do jantar à luz do dia, antes da montagem da decoração que, no caso, foi a minha mãe que fotografou | 2. as daminhas mais novas que resolveram entrar depois que o casamento já tinha começado | 3. o filhinho dos nossos amigos fofíssimamente vestido para o casamento | 4. o nosso “fotógrafo-mirim” de 10 anos “trabalhando” | 5. o meu ângulo preferido do castelo | 6. ao fim, o decote das costas aparecendo )

É claro que o álbum será feito com o belo registro dos fotógrafos profissionais! Mas também pretendo fazer um álbum ( “caseiro”) com algumas fotos dos amigos para guardar de recordação.

E continuo achando que, por melhor que seja a intenção do convidado, ele não deve interferir no trabalho do fotógrafo do casamento! Nada de invadir a nave, entrar na frente do fotógrafo, essas coisas… O convidado deve ter uma postura “discreta” para não atrapalhar o profissional escolhido pelos noivos. Mas, se quiser e conseguir fazer bons cliques, tenho certeza de que os noivos vão gostar! Assim como nós gostamos! 🙂

Alguns amigos mandaram as fotos via Dropbox, outros selecionaram algumas e mandaram por email. Mas o “sistema” que eu mais amei foi o maravilhoso compartilhamento de álbuns de fotos no iPhone, que até então eu não conhecia! Aqui tem um post que explica como fazer, é ótimo!!

PUBLICAÇÃO EM REDES SOCIAIS:

Bom, essa questão de publicar fotos em redes sociais eu já acho mais complicada. O tema serviu de motivação para escrever 2 posts no passado: questão de privacidade etiqueta para convidados.

Na dúvida, sempre achei que o melhor a se fazer era não publicar fotos em redes sociais – a menos que os noivos tenham criado e divulgado uma hashtag especial para o casamento ou tenham previamente autorizado. E ainda assim, tenho “dedos” para publicar fotos dos noivos ou da decoração porque a gente nunca sabe se a noiva gostou do ângulo dela que pegamos ou se ela estava 100% satisfeita com a mesa de doces… enfim, como eu disse, na dúvida, normalmente não publico.

No jantar na noite anterior ao casamento, alguns amigos vieram me perguntar se eu autorizaria fotos no Instagram. O que eu disse a elas foi: “Eu gostaria que vocês estivessem lá de ‘corpo e alma’ e não que ficasse aquela coisa de todo mundo com o celular na mão postando o tempo todo, ao invés de aproveitar a noite… como se os ‘likes‘ no Instagram fossem mais importantes que o momento.” Não sei se vocês entendem o que quero dizer… mas o Instagram criou um hábito que me incomoda um pouco que é o de as pessoas estarem mais preocupadas com a foto do momento do que em viver o momento…

No fim das contas, acho que foram bem “comedidos”! No sentido de que postaram, sim, algumas fotos, mas não deixaram de aproveitar a festa! E como nem todos mandaram suas fotos, a hashtag que criaram no Instagram foi útil para que eu pudesse pegar as imagens depois. 🙂

Diário de Noiva

24 Comentários

  1. Vanessa 25 de novembro de 2013

    Contance, uma opção bacana (que vou usar no meu casamento) e que respeita a privacidade dos noivos é o aplicativo “Wedding Party” (www.weddingpartyapp.com). Você cadastra o seu casamento e pode adicionar ao evento apenas os seus convidados (e eles precisam ter um código para acessar). É super bacana!
    Abraços!

    • Constance Zahn 26 de novembro de 2013

      Oi, Vanessa! Tudo bom?

      Já ouvi falar desse aplicativo, mas nunca entrei de fato para saber como funciona na prática! Que bom que vc deu a dica!! 🙂

      Bjss

  2. Fabi 25 de novembro de 2013

    Constance, as primeiras fotos que vi de seu casamento foram no Ig do Felipe, e fiquei verdadeiramente emocionada. Antagonicamente, com relacao à privacidade, assunto aliás muito subjetivo. Em meu casamento senti-me invadida, senti que todos viram a festa “antes de mim”. Foi super complicado quando voltei de lua-de-mel, porque – até porque convidei pouca gente- e eu havia pedido claramente, FACEBOOK não. Por fim, resolvi que não queria deixar isso atrapalhar minha amizade com os convidados. Mas jamais esquecerei.

    • Constance Zahn 26 de novembro de 2013

      Oi, Fabi!

      Por isso que eu digo, esse negócio de publicar é muito delicado! Eu entendo muito o seu sentimento! No meu caso, eu já sabia que isso aconteceria e estava tranqüila em relação a isso, mas eu entendo muito bem que você possa ter tido essa sensação de “invasão”.

      Por favor, não deixe que isso atrapalhe a sua amizade mesmo… porque os facebook-maníacos são incontroláveis!rs Acho que não é por mal… é o vício que é maior que tudo…rs

      Bjss

  3. Wal 25 de novembro de 2013

    Pode assinar embaixo? 🙂 Eu sou o tipo de pessoa que acha que tudo pode ser permitido, desde que comedido. Amo fotografia e amei ver os convidados registrando tudo, e eles arrasaram, não acho que tenham atrapalhado o registro dos fotógrafos. Muitas fotos “não-profissionais” ficaram lindas e me fizeram delirar. TDeixaram-me mais feliz e eu não me perdoaria se tivesse pedido aos convidados que desligassem as câmeras… Mas respeito quem faz isso! Quando vou a casamento sou igualzinha a você, me desligo do celular e me jogo na celebração/festa. Só que no último casamento que fomos (sempre coloco no plural pq incluo marido, rsrsrs) foi engraçado porque a mãe da noiva me passou uma mensagem pedindo para que enviasse a ela as fotos que nós tínhamos tirado, mas nós não fizemos um registro sequer… Fiquei com vergonha do meu “desleixo” com a festa! hahahaha No próximo vou tentar fotografar algo especial para presentear os noivos! Post excelente! As always! 😉

    Beijos

    Beijos

    • Constance Zahn 26 de novembro de 2013

      Obrigada, Wal! 🙂

      Agora eu também me esforço mais para fotografar os casamentos a que vou, para poder “presentear” os noivos! rs

      bjss

  4. GABRIELA FERREIRA 25 de novembro de 2013

    Constance, aqui em Maceió tem um empresa de fotografia que faz como “lembrancinha de casamento” um foto do instagram. Faz muito sucesso. Os convidados postam as fotos do casamento com a hastag indicada pelos noivos e todas as fotos são reveladas, num formato tipo publicação mesmoo, onde a foto do perfil é a foto dos noivos no casamento, com aquelas barrinhas do instagram e tudo mais. Acho que hj as pessoas tem encarado isso tanto numa boa que ate virou parte do casório 🙂

    • Constance Zahn 26 de novembro de 2013

      Oi, Gabriela! Tudo bom?

      Aqui em SP também tem algumas empresas que prestam esse tipo de serviço! Acho bem legal também!

      E acho que a maioria das pessoas, hoje em dia, é mais tranqüila em relação à publicação de fotos… mas não são todos os casais que gostam e acho que, antes de a gente sair publicando, é bom entender o perfil dos noivos, né?

      Bjss

  5. Larissa 25 de novembro de 2013

    Constance, o que eu vejo muito e que acho deselegante é que na hora da entrada da noiva, cada convidado, munido de seu celular, resolve encarnar o fotógrafo e aí a foto oficial acaba ficando feia, com aquele monte de celulares aparecendo. Quando vejo isso fico com peninha da noiva e abismada com a falta de educação tão banalizada.
    Ainda não casei, já fico imaginando que quando for fazê-lo, pedirei para que os convidados evitem esse comportamento. Será que fica chato?

    • Vanessa Carvalho 26 de novembro de 2013

      Eu tbm acho isso super deselegante! Não sou a Constance pra palpitar rs, mas no início deste ano soube de uma noiva que colocou um recadinho expresso com o convite pedindo gentilmente que os convidados não utilizassem celulares e máquinas fotográficas durante a cerimônia. Vi as fotos do casório e posso dizer: farei o mesmo. As imagens da entrada e saída dos noivos ficaram outra coisa sem Iphones, Ipads e cia limitada.

  6. carla oliveira 25 de novembro de 2013

    maravilhosoooo comentario Cons!!como todos os seus post!!!!bjos

    • Constance Zahn 26 de novembro de 2013

      Obrigada, Carla! 🙂

      Bjss

  7. andrea 26 de novembro de 2013

    Muito oportuno o post!!
    Tem um assunto que tenho muita dúvida!- a brincadeira de cortar a gravata do noivo e arrecadar dinheiro na festa- ( é de mal gosto isso)??
    Outra coisa Constance: Como você divulgou sua lista de presentes? Eu não queria fazer site pra divulgar isso sabe… me da sua opinião!!!!Beijosss!!

    • Constance Zahn 26 de novembro de 2013

      Andrea,

      No Brasil, ao contrário do que acontece em outros países, pedir dinheiro para convidados – seja no lugar do presente, seja na brincadeira da gravata – é considerado deselegante pois pode causar constrangimento a eles.

      Mas se a brincadeira da gravata for uma prática entre a turma, se nos casamentos anteriores que você foi, você viu que os amigos acharam graça ( e não reclamaram pelas costas ), então, não fica tão grave…

      Em relação à lista de presentes, a nossa concierge, que cuidou de todos os detalhes das viagens dos convidados, comunicou àqueles que perguntaram a elas. Quem quer saber onde está a lista, sempre irá descobrir.

      Bjs

  8. Luiza 26 de novembro de 2013

    Constance,

    Como faço para encaminhar minha história para o blog? Ficaria super feliz em aparecer por aqui.

    Super útil o post, eu sou super a favor da #!!! quem não pôde ir ao casamento se sente um pouco mais perto e rever no dia seguinte deve ser sensacional!

    Beijs

  9. Romina Ferreira 26 de novembro de 2013

    Post perfeito. Concordo com tudo que disse aqui e fico triste quando vejo pessoas mais preocupadas em aparecer nas reder sociais do que aproveitar momentos tão deliciosos com os noivos e amigos. Como sempre suas palavras foram muito pertinentes. Beijos

  10. Vanessa Carvalho 26 de novembro de 2013

    Também concordo muito contigo. E você escreveu algo perfeito no final do post: o pessoal agora se preocupa mais em tirar a foto do que viver o momento. Realmente é uma coisa que incomoda muito no IG.

  11. Elaine 27 de novembro de 2013

    Constance eu não quero no meu casamento fotos em nenhuma das entradas na cerimonia, já pedi para os meus convidados que evitem pois não quero que nas fotos oficiais não fique cheia de celulares e afins e tb pra não estourarem com os flash alheio. Em outros momentos sei que é impossível mas também quero que evitem ao máximo a publicação, meus primos me chamaram de chata mas é um momento tão meu que to preparando com tanto carinho que não queria que pessoas de fora vissem os detalhes antes de mim!!

  12. Juliana 27 de novembro de 2013

    Post super oportuno nos dias de hoje!

    É muito legal ver as fotos que todos publicam, mas o que vejo é exatamente isso, pessoas brigando pelo melhor flash e até filmando a entrada da noiva! Gente, com certeza pagaram para profissionais fazerem esse trabalho, e o que sobram são celulares e afins para cima, atrapalhando o campo de visão dos demais convidados…
    Sou contra, acho sim que as fotos podem ser mandadas para os noivos (é bom demais rever os momentos enquanto espera o voo da lua de mel, por exemplo) e não compartilhadas em redes sociais… e IG é exatamente isso, a foto vale mais que o momento, isso desde casamento, férias e festas de aniversário… uma pena…

  13. Joana 3 de dezembro de 2013

    Constance mostre p/ gente o envelope do seu convite de casamento! Pleaaaase!
    Eu amo seu site e acho de super bom gosto! Bjinhos

  14. Helen Almeida 4 de dezembro de 2013

    Constance, que coincidência esse post! Casei-me no dia 16 de novembro, e a minha maior preocupação era a exposição do meu casamento no Facebook e no Instagram. Qual foi a minha surpresa quando, depois da cerimônia, a caminho da lua de mel (casei-me na hora do almoço e embarquei de madrugada), comecei a ver as fotos dos meus convidados no Face… Lindas, lindas, lindas! E foi ótimo sentir o carinho dos convidados elogiando o casamento nos comentários, dos amigos e conhecidos que não foram convidados mandando votos de felicidades… Mudei completamente de opinião e fico feliz por não ter Impedido os convidados de tirar/divulgar as fotos! :o)

  15. anna 27 de dezembro de 2013

    ola Constance tudo bem?
    vi que voce contratou 2 fotografos americanos. vc ja teve alguma reuniao com eles antes do casamento ou voces se encontraram pela primeira vez diretamente no dia do casamento? obrigada

  16. Mariana 12 de outubro de 2014

    O que eu tenho visto em casamentos em igrejas são os convidados atrapalhando o trabalho dos fotógrafos profissionais.
    Acho que nem precisa invadir o altar ou mesmo o corredor de entrada até o altar. A simples ação de diversos braços esticados no corredor na hora da entrada da noiva ou mesmo quando ela já no altar, é uma tremenda falta de educação. Os amadores acabam destruindo literalmente o álbum de casamento dos noivos e quanto mais formal este casamento, pior fica o resultado. Em igrejas .
    Ontem pude constata isto, pois a noiva na última hora liberou o uso dos celulares contrariando o pedido do fotógrafo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *