Blog

Diário de Noiva: a saga dos sapatinhos das daminhas

Adoro daminhas! Tanto que um dos meus primeiros posts foi sobre o comprimento da saia das daminhas e há uma seção no site dedicada a elas (e aos pajens também).

Se eu pudesse, teria um cortejo enorme, como o da Kate Moss! Acho lindo a noiva rodeada por um monte de crianças! Como não temos muitas crianças na família, o meu cortejo será de 5 daminhas de idades bem diferentes – de 1 a 11 anos (não acho que a de 1 ano vá entrar, mas ela terá seu vestidinho combinando). Estou muito feliz que as minhas princesinhas vão fazer parte desse dia tão especial!!

Sempre pensei que escolher o vestidinho delas seria a parte mais complicada… porque na minha pasta de referências tenho centenas de fotos de referência! Há todos os tipos de modelos e cores imagináveis! É tanta opção que pensei que fosse ficar confusa na hora de decidir. Mal sabia eu que escolher o vestido seria o mais fácil!

Em uma das nossas viagens pré-casamento, minha mãe comprou um tecido lindo para o vestido delas. Foi a partir dele, e pensando no clima do casamento, que ela desenhou o modelo (que teve que ser adaptado para as diferentes idades). Não quero contar agora como é… só posso dizer que estão umas fofurinhas!!

A parte complicada mesmo foi encontrar sapatinho para elas!! Não esperava encontrar sapatos off-white… já sabia que teria que mandar tingir… O que eu não imaginava era a dificuldade em achar um simples par de sapatos brancos (quer dizer, 5 pares).

A minha primeira opção foi uma loja bem antiga de sapatos infantis, onde minha mãe comprava sapatinhos pra mim quando era criança. Imaginei que lá, por ser uma loja tradicional, tivesse os sapatinhos clássicos, como antigamente. Ficamos um pouco decepcionadas com o que encontramos. O sapatinho mais bonitinho, o modelo boneca genuíno (= com o bico levemente achatadinho), não tinha mais numeração. O fabricante desse sapatinho fechou e só restavam 3 pares. Os modelos que costumam ser vendidos para daminhas não nos agradaram porque tinham salto maior do que deveria ser (não chega a ser um salto alto à la Suri Cruise, mas, na minha opinião, o salto de sapato de criança deve ser mínimo, só um pouquinho mais grosso que a sola) e de madeira aparente. Desanimadas, fomos a uma outra loja.

A nossa segunda opção foi uma marca de sapatos infantis com lojas em diversos shoppings. Passamos por uma dezena de prateleiras repletas de sapatinhos super brilhantes (tachas, glitter, strass e paetês são a última moda no jardim de infância!) até chegar a uma única e modesta prateleira de opções brancas lisas. Havia modelos perfeitos para daminhas! O meu preferido foi um sapatinho boneca liiindo, com botãozinho forrado no mesmo couro do sapato e debrum perfeito em gorgurão! “Coleção passada, não tem mais“. Ok, segunda opção: sapatilha lisa branca de couro com lacinho. “Não tem em todos os números que você precisa“. Ok, minha terceira opção: sapatilha branca lisa de verniz. “Também não tem numeração“. Tem ALGUM modelo branco com numeração para todo mundo? “Não“. E eu achando que 5 daminhas eram pouco…

Passeando pelo shopping, entramos em uma loja de sapatilhas para adultas que tinha um modelinho infantil na vitrine. A fôrma da sapatilha é LINDA, ela é de cetim off white (perfeito!!!), mas tem debrum em gorgurão fendi… a perfeição em forma de sapato infantil! Mas ficamos com medo de o detalhe fendi brigar com outros detalhes do vestido… se o vestido fosse todo off-white, não teria dúvida!

Por via das dúvidas, fomos também a uma loja de roupa de ballet para ver as sapatilhas. Mas foi em vão… não combinam.

E aí, voltamos para a primeira loja… e, procurando entre os sapatos “normais” (=não de festa), encontramos uma sapatilha bonitinha de couro branca com sola de borracha – o que acho bem confortável para crianças e mais anti-derrapantes. Por sorte, desse modelo havia numeração para todas! Como 2 das daminhas não moram no Brasil, comprei os sapatinhos com uma “margem de segurança” – se servirem, ótimo; se ficarem um pouquinho grandes, tenho palmilhas. Agora só falta mandar tingir para ficarem off-white.

25a6cnd

Foto: daminha fofa de pernas pro ar!

15 Comentários

  1. Miqueias Madalena 1 de maio de 2013

    E mandar fazer? Não rola?

    • Constance Zahn 1 de maio de 2013

      Miquelas,

      agora eu já comprei… e não sei quem faça sapatinhos infantis por encomenda…

      Bjs

  2. Renata 1 de maio de 2013

    Cons… lendo seu post senti até tristeza e lembrei de uma loja em Burgos na Espanha que cheguei até a tirar foto porque fiquei, simplesmente, encantada. Sapatos assim como você estava a procura, lindos, super tradicionais a preços irrisórios para a beleza e qualidade, 22 a 33 Euros! Em ago/12… porque não postou antes? rs
    Beijos, Renata

    • Constance Zahn 1 de maio de 2013

      Renata, tristeza deu em mim de ler o seu comentário!! hahaha Adoraria ter conhecido essa loja a tempo!! rs

      Bjss

  3. Nalyne Sperque 2 de maio de 2013

    AI, imagine minha luta pra encontrar uma sapatilha no tom de azul perfeito para uma daminha”de 15 anos….vou começar a chorar agora!!

  4. Marina 2 de maio de 2013

    Meninas posso dar uma sugestão?

    O melhor mesmo é que a mãe compre o sapatinho com a filha!!! Eu fui daminha diversas vezes quando criança e lembro do sapatinho machucar! Minha irmã uma vez nem entrou como daminha por causa disso tadinha!

    No meu casamento optei por sapatilhas off-white para as daminhas ficarem bem a vontade! Conversei com as mães e TODAS adoraram que elas mesmas poderiam comprar! Assim a criança já empolga com a ideia de entrar na igreja e também escolhe uma forma confortavel.
    Recomendo!
    bjs

  5. Ivy Farias 3 de maio de 2013

    Oi Constance,

    Fiquei com duas dúvidas:

    Onde você vai tingir os sapatos?

    No caso das daminhas e pajens, de quem é a “obrigação” de providenciar o figurino, da noiva ou dos pais? Os pais ajudam com alguma quantia? Como fazer ou alugar o traje sem a participação da criança (encontrar o tamanho certo, ajudar as medidas)?

    Um beijo,

    Ivy

  6. Ariane 3 de maio de 2013

    Oi Cons………….
    Posso imaginar sua aflição, minha filha foi daminha por diversas vezes e foi muito dificil realmente encontrar sapatos, sapatilhas …………..
    Qdo casei, precisei mandar pintar o sapato da minha daminha.
    Engraçado com tanta procura o mercado poderia estar mais bem preparado………..
    Bjs.

  7. Lyanna 3 de maio de 2013

    Parece que quando a gente procura um sapato pra criança, com jeito de criança, é a coisa mais difícil de encontrar. Passei por toda essa experiência, pois queria uma sapatinho, que acabou sendo sapatilha, que fosse mais clássico e com aspecto infantil. Rodei horrores até encontrar.
    Todo o custo da minha daminha foi meu.
    Ao contrário dos casamento que tem uma infinidade de daminhas, o meu teve uma infinidade de pajens.
    E foi uma opção dos pais custearem a roupa dos meninos.
    Mas de acordo com a etiqueta, a noiva paga as despesas com as crianças.
    Confesso a vcs que me arredendi. Deveria ter optado apenas pela daminha e um pajem (formando um casal) e arcado com tudo.
    Nem tudo são flores…

  8. Camilla Kowalska 3 de maio de 2013

    Constance, adorei o post pq estou com uma situacao parecida. Encontrei os vestidos das daminhas so que branco! Queria sua dica para tingir e ficar no tom off white!

  9. Juliana Santos 5 de maio de 2013

    Estou na mesma situação da Camilla, como faço para o vestido branco virar off white?!!

  10. Liane Yokoyama 7 de maio de 2013

    Olá Constance!

    Tudo bom? Fiz um curso com você na Belas Artes, mas acho que a foto que tiramos da turma não foi postada no blog.
    Trabalho com vestidos de festa infantil e sempre tento encontrar sapatinhos para minhas clientes.
    Costumo ir em uma loja chamada Piuí( tem no shopping Paulista e no Ibirapuera), eles tem modelinhos de festa e também tem como fazer por encomenda a partir de um modelos deles. Eles não tem site, somente facebook.
    Um outro lugar , desculpem não achei o nome aqui, mas fica na R. Augusta na altura de 2300 e alguma coisa, eles fazem sob encomenda também. Descendo a rua fica do lado esquerdo, tem uma pequena vitrine com os calçados do lado de uma porta que dá em um corredor comprido. O lugar é tradicional, fornecem calçados para outras marcas infantis, conversei com uma senhorinha que me explicou o procedimento deles.
    Bom, espero ter ajudado!!
    Beijos Liane Y.

    • Constance Zahn 7 de maio de 2013

      Oi, Liane! Tudo bom?

      Eu me lembro de você!! :)

      Perdemos as fotos daquele dia, acredita?! Fiquei super chateada!!! :(

      Nossa, as dicas são ótimas! Agora eu já comprei a sapatilha, mas quem sabe ajuda outras noivas em apuros!! rs :)

      Obrigada!!!

      Bjss

  11. Lucia 22 de julho de 2013

    Constance

    Sobre o sapato do pajem, qual sua opinião? Tem que ser sapato social mesmo, ou um tennis preto lacoste pode ser uma boa opção para o meio fraque?

  12. Lorena Hombre 10 de novembro de 2013

    Olá amada!! Tudo bem!? Parabéns por esta postagem, realmente este êh um tema a ser trabalhado, pois é um caminho arduoso a ser conquistado e explorado. Tenho um blog de casamento , sou de Vitoria ES, e tenho pesquisado muito por aí e muito por aqui, rs, para chegar a um blog mais atual, mais informativo e mais lindo !!! Vem me ajudar!!! Br

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>