Ano passado, estive em Mônaco e fiz, aqui no site, um especial com tudo que mais gostei e recomendo por lá. Tem os hotéis mais bacanas para se hospedar aqui, os que recomendo para casar nesse outro post, o roteiro Grace Kelly aqui, os restaurantes que não podem ficar de fora do roteiro nesse link, e os lugares e atrações imperdíveis para quem deseja viver um pouquinho de Mônaco aqui! 

Hoje, o Escritório de Turismo de Mônaco me propôs um novo desafio: montar um roteiro de quatro dias com os meus highlights e recomendações para casais e convidados de um destination wedding!

Antes de começar minhas dicas, vale lembrar que o Passeport Pour Monte-Carlo é uma boa aquisição para esse tipo de viagem curta. E as viagens completadas até 31 de dezembro de 2019, com hospedagem mínima de três noites nos hotéis participantes, ganham um traslado chegada ou saída de helicóptero desde ou para o aeroporto de Nice e entradas nas principais atrações do país. Você consegue adquirir o passaporte em agências e operadoras de viagens aqui no Brasil (tem todas as informações nesse link!)

Bom, vamos ao roteiro!

ONDE FICAR

Depois de enfrentar horas de avião e aeroporto, é um alívio chegar a um hotel confortável. Só assim para começar a estadia com o pé direito! Felizmente, Mônaco reúne hotéis incríveis. Eles vão de monumentos históricos e prédios centenários a exemplos do que há de mais moderno na arquitetura. Alguns deles recebem até casamentos e são boas opções para o “sim”. Outros são inspiradores para uma viagem a dois. Minhas duas sugestões são:

Hôtel de Paris

Do grupo Monte-Carlo Société des Bains de Mer (SBM), o Hôtel de Paris está localizado no coração do principado, na Praça do Casino. Com 107 quartos e estrutura palaciana, ele é o mais luxuoso de Monte-Carlo. Para os amantes da boa gastronomia, é parada certa! Isso porque tem três restaurantes: o Le Louis XV – do renomado e três estrelas Michelin chef Alain Ducasse-; o Le Grill, que acaba de ganhar uma estrela Michelin, e o recém inaugurado Ômer. Para fechar o circuito gastronômico, visite a cave do hotel, uma das mais premiadas e maiores do mundo dentro de um hotel: são mais de 350 mil garrafas! Ah, e para os fã de Grace Kelly, assim como eu, o hotel inaugurou uma suíte especial em homenagem à princesa. Afinal, ela escolheu, em 1956, o hotel para sua festa de casamento com Príncipe Rainier III.

Hotel Metropole Monte-Carlo

Contemporâneo, o Metropole Monte-Carlo é uma feliz reunião de grandes nomes: o renomado arquiteto Jacques Garcia (responsável pela reforma do hotel), o estrelado legado do chef Joël Robuchon (que criou a gastronomia do restaurante que leva seu nome), o recém-falecido designer Karl Lagerfeld (responsável pela piscina e a suíte presidencial – que aposto que vão se tornar relíquia agora!), e o designer de interiores Didier Gomez (que reformulou o spa da Givenchy). Outra boa vantagem do hotel é sua localização: como é vizinho ao shopping Metropole, às lojas de marcas de luxo e ao cassino, sua hospedagem traz conforto para os que viajam com família e amigos.

DIA 1

Depois de se instalar em um hotel incrível, hora de tomar um drink para começar! Para quem escolheu se hospedar no hotel Metropole Monte-Carlo, que recomendei acima, basta apertar o zero no elevador para chegar ao bar do lobby. Se você não está nele, Mônaco é pequeno, apenas 2km de área total, e uma ótima oportunidade de andar pelas ruas e conhecer esse bar!

Bar do lobby do hotel Metropole Monte-Carlo

DIA 2

Dia de fazer uma imersão turística em alguns pontos fundamentais do principado.

Roseiral da Princesa Grace

Impossível pensar no principado e não lembrar da Grace Kelly! Ícone eterno de elegância, ela contribuiu – e muito – para o glamour de Mônaco! Para quem é apaixonado por Princesa Grace, como eu, conhecer o principado por meio dos lugares marcantes de sua vida é dar cor a tantas fotos em preto e branco! Entre as paradas mais icônicas, o roseiral é uma que, pensando em poucos dias de viagem, é das mais emblemáticas. Vá cedo, por volta das 1oh (depois do café da manhã no hotel, claro.rs!)

O espaço foi criado em 1984, dois anos após sua morte, quando o Príncipe Rainier III quis um espaço para homenagear sua amada, que era apaixonada por rosas! O jardim passou por uma reforma de ampliação recentemente. Hoje, conta com mais de quatro mil rosas e 150 espécies. O local tem um sistema de QR-Code para que o visitante conheça mais todas as espécies.

Restaurante Elsa

Hora de uma parada para se deliciar com a gastronomia local. Dentro das fronteiras de Mônaco, existem mais de cem restaurantes. Sete deles colecionam dez estrelas Michelin, ou seja, realmente proporcionam experiências incríveis para noivos e convidados.

O Elsa, principal restaurante do Monte-Carlo Beach Hotel, foi certificado como orgânico em 2013 pelo Ecocert, líder francês em certificados de conservação orgânica, e ganhou uma estrela Michelin em 2014. A casa serve frutos do mar sazonais e adiciona um toque moderno aos pratos tradicionais da riviera dos anos 20 e 30. Mas atenção ao horário, o Elsa funciona, no almoço, das 12h30 às 2h30! Uma curiosidade bacana é que este foi o primeiro restaurante 100% orgânico a ser premiado no Guia Michelin!

Adega do Hôtel de Paris

Para os amantes de vinho, visitar a adega centenária do Hôtel de Paris é indispensável. Sem dúvida, um dos maiores trunfos do Hôtel de Paris, e minha sugestão para o fim de tarde! Mas lembre-se, precisa reservar com o hotel um horário para a degustação.

Inaugurada em 1874, a adega foi construída por mais de cem pessoas durante 18 meses. Valeu a pena! Hoje, leva o título de maior adega dentro de um hotel no mundo. O local era usado para engarrafar vinhos que chegavam em barris provenientes de Bordeaux. Durante a Segunda Guerra Mundial, uma parte da adega foi fechada por uma parede formada por sete camadas de garrafas. O intuito era esconder e, portanto, impedir a apreensão das cerca de 20 mil garrafas, inclusive as mais preciosas. O tesouro do hotel, bem como a prataria e até a fortuna de alguns hóspedes, ficou protegido. Foi reaberto no fim de 1945 e suas portas foram confiadas a um célebre hóspede, Sir Winston Churchill, quando a Europa já estava em paz.

Casino de Monte-Carlo

Depois de uma aula de vinhos e provar rótulo únicos, que tal terminar a noite com um pouco de diversão? Mônaco é famosa por seus cassinos! O Casino de Monte-Carlo une o novo da máquinas de jogos tecnológicas à estética Belle Époque do final do século 19. Isso porque o décor é feito com vitrais, esculturas e pinturas exclusivas. Minhas dicas são: passe em todas as salas (são muitas), porque cada uma tem uma decoração especial e um tipo de jogo. Não deixe de ir até o terraço da Salle Blanche: a vista privilegiada do principado rende lindas fotos!

DIA 3

Dia de se preparar para o casamento! Felizmente, não faltam lugares para relaxar em Mônaco. Pensando em um relax mais físico, já que a noite promete, escolhi a seguinte opção que adorei:

Thermes Marins Monte Carlo

O Thermes Marins Monte-Carlo é um complexo de quatro andares com vista para o Mar Mediterrâneo e acesso direto do Hôtel de Paris Monte-Carlo e do Hôtel Hermitage Monte-Carlo. O grande chamariz daqui é a crioterapia. São duas câmaras com temperaturas de -60 °C e -110 °C que amenizam os problemas de sono, pele e estresse. Depois do intensivo, é só curtir a festa!

DIA 4

Depois de uma noite de sono prolongada, hora de conhecer um pouco mais da gastronomia estrelada do principado!

Restaurante Joël Robuchon

Homônimo ao chef-criador, um dos mais premiados do mundo, o restaurante fica dentro do Hôtel Metropole Monte-Carlo, possui duas estrelas Michelin e traz o legado brilhante de Robuchon. Sob direção do chef executivo Christophe Cussac, serve uma cozinha contemporânea produzida com os melhores ingredientes mediterrâneos. Conforme o código de culinária de Joël Robuchon, nenhum prato pode apresentar mais do que três sabores. O conceito de cozinha aberta do chef garante uma experiência culinária interativa e cativante.

Ballet de Monte-Carlo

Para finalizar a viagem com chave de ouro, conhecer o ballet de Monte-Carlo, que constituem uma das mais prestigiadas manifestações artísticas do principado, é uma ótima ideia! Trata-se de uma tradição de longa data, nascida da paixão de um empresário de artistas genial, Serge de Diaghilev. A iniciativa ganhou, décadas depois, o apoio e incentivo da Grace Kelly, que deu o nome à Academia Princesa Grace. Antes de embarcar, vale a pena conferir as apresentações em cartaz e garantir antecipadamente um dos disputados ingressos!