A Austrália é conhecida como um destino repleto de paisagens naturais. Alguns destaques são o Wolgan Valley, a linda ilha da Tasmânia, além da Grande Barreira de Coral, dona de ilhas igualmente belas. Entre tantos atrativos da natureza, um local chama a atenção como ótima opção para lua de mel: Uluru. E é para lá que Teresa Perez, nossa especialista em lua de mel, nos leva hoje!

Situado no Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta, na região conhecida como Centro Vermelho, no Território Norte, o Uluru é um imenso rochedo – os números comprovam: são 3,5 quilômetros de extensão, 2,5 quilômetros de largura e 350 metros de altura. Esse imenso bloco de arenito foi batizado de Avers Rock pelos colonizadores. Uluru é o nome dado pelos aborígenes, que o consideram sagrado. O grande highlight do Outback, como é conhecida a área desértica da Austrália, é sua coloração que muda de acordo com os raios solares, exibindo tons que podem variar entre o rosa claro e o vermelho intenso. Quem viu de perto essas cores foram o Príncipe William e Kate Middleton, Duquesa de Cambridge, que deram um pulinho por lá para uma viagem romântica.

Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta

O Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco e abrange uma área de mais de 311 mil acres. Muita natureza para os casais explorarem! São dunas vermelhas, vegetação nativa verde e uma rica vida selvagem. Na flora, são mais de 416 espécies de plantas, enquanto a fauna conta com diversas espécies de mamíferos, répteis e aves – muitas nativas. No entorno da região, ainda estão as Kata Tjuta (The Olgas), um conjunto de formações rochosas que preservam os mesmos tons de Uluru. Elas estão a cerca de 30 quilômetros e merecem uma visitinha dos casais!

Observando as estrelas

Uluru não é bela apenas durante o dia. Por conta da baixa umidade e pouca poluição, o lugar é perfeito para a observação de estrelas. Observar as estrelas a dois é, e sempre será, uma das experiências mais românticas do mundo.

Cultura aborígene

Esse trecho da área de Outback não proporciona apenas experiências relacionadas à natureza. A cultura local também chama muito a atenção. As diversas tribos de aborígenes, nativas dessa região desértica australiana, preservam traços culturais muito importantes. A cultura local, formada pelas tribos da região, é conhecida como Anangu. Os casais podem ver danças típicas, por exemplo, através de passeios guiados.

Onde ficar

Longitude 131 °

Instalado sobre as dunas, o Longitude 131 ° tem vista para o Uluru. O hotel tem apenas 16 tendas, todas decoradas com obras de arte indígenas, artefatos aborígenes e, ainda, com varandas privativas. O grande destaque é a Dune Pavilion, com vistas tanto para Uluru, quanto para Kata Tjuta, além de piscina privativa. O hotel ainda realiza diversos passeios guiados pela região, alguns a pé, outros em veículos 4×4 confortáveis. Além de explorar toda a natureza da região, um dos destinos é o centro da cidade, na Galeria Mulgara, que reúne o melhor da arte aborígene. Outro ótimo passeio para os casais é ir à Ernabella Arts, o mais antigo centro de artes indígenas em funcionamento da Austrália. O casal pode visitar a comunidade fechada. Uma das melhores formas de aproveitar a localização privilegiada do hotel é aproveitar a Table 131° e jantar sob um verdadeiro manto de estrelas, que se formam todas as noites. O mais legal é que um astrônomo ainda pode contar histórias sobre as constelações da região para o casal, depois do jantar. Diante de tantas atividades, os tratamentos de rejuvenescimento e relaxamento do Spa Kinara serão perfeitos. O spa utiliza produtos australianos, como ameixa kakadu, planta quandong, limão do deserto, argila amarela australiana e os nutrientes dos sais do deserto da Austrália.

A Teresa Perez é especialista em criar roteiros especializados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Solicite o atendimento de um consultor. Tel. 11 3799.4000 | 11 3390-9000 | 61 3217.2300