Ariela Kauffman e Benjamin Tayar moravam no mesmo prédio, mas nunca haviam se visto. “Ele é francês, mas já morava no Brasil há 10 anos. Certo dia, fui tomar sol na piscina do prédio e foi quando tudo começou. Em uma conversa entre a turma de amigos, trocamos olhares e começamos a nos falar. Ele acabou conseguindo meu celular, e me chamou para jantar”, relembra a noiva. Um ano depois, os dois decidiram morar juntos e não demorou para que o pedido de casamento acontecesse. “Após sete meses morando juntos, fizemos uma viagem a Paris para visitar os pais dele. No dia do meu aniversário, ele reservou um restaurante e, quando pedimos a sobremesa, encontrei a aliança entre os morangos! Foi lindo e emocionante, pois Paris é uma cidade que significa muito para mim desde que comecei a namorá-lo. Depois, fomos na Torre Eiffel para comemorar esse momento único!”, relembra.

Já na noite do pedido, Ariela e Bejamin decidiram que diriam o “sim” em Paris! “Sonhava em casar em um lugar com muito verde, por isso, escolhemos o Country Club Paris”, explica. O casal organizou tudo em pouco menos de um ano, e optou por não ter assessoria. “Tive grande ajuda dos meus sogros, que moram na cidade e conheciam bons fornecedores. Acabamos não contratando assessoria por acreditar que estava tudo bem encaminhado por nós!”, comenta.

cerimônia aconteceu ao ar livre, “como se fosse no jardim de uma casa francesa”, nas palavras de Ariela. Como é super clássica, a noiva quis que a decoração seguisse o mesmo estilo. “Já havia decidido a paleta de cores antes de tudo. Amo off-white e nude, então, não poderia ser diferente! Também queria flores clássicas, como orquídeas, peônias (bem da primavera francesa) e rosas, explica.

Um dos sonhos de Ariela era um vestido de noiva Vera Wang, por conta do filme Noivas em guerra“Quando esse filme foi lançado, eu era mais nova e era um momento em que eu idealizava meu casamento. Além disso, os vestidos da Vera Wang têm um ar princesa, mas ao mesmo tempo com personalidade e criatividade, explica. Ariela se apaixonou pelo modelo Octavia, que também viu em nosso post de tendências“Amo tule, e aquele tule todo trabalhado me deixou fascinada!! A única questão foi o vestido ser tomara que caia e, como a cerimônia seria religiosa, o ideal era que os braços fossem cobertos. Então, confeccionei uma  manga no Brasil, desenhada por mim, inspirada no vestido que Zac Posen fez para a linda Michele Alves!”, conta. Para complementar o look, Ariela escolheu penteado meio-preso finalizado com tiara Miguel Alcade Bridal GuideMIGUEL ALCADEAcessórios de Noiva, JoiasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio.

Ariela fazia questão de ter as havaianas personalizadas pela Cadô Presentes Bridal GuideCADÔ PRESENTESLembrancinhasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio no casamento – e levá-las para Paris foi um desafio! “No final, distribuímos as 160 havaianas em seis malas, e deu tudo certo!”, conta.

“Escolhi um formato de chuppah diferente das tradicionais. Ela era alta e redonda, com flores em cima”, detalha Ariela.

Tanto Paris, quanto o Rio de Janeiro inspiraram a ilustração das rasteirinhas da Cadô Presentes Bridal GuideCADÔ PRESENTESLembrancinhasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio:

Ficha Técnica

Fornecedores que

Vestido de noiva: Vera Wang

Joias e acessórios: Miguel Alcade Bridal GuideMIGUEL ALCADEAcessórios de Noiva, JoiasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio

Itens de pista e rasteirinhas: Cadô Presentes Bridal GuideCADÔ PRESENTESLembrancinhasSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio

DEMAIS FORNECEDORES:
Fotos: Libre Comme L'art | Espaço: Paris Country Club | Decoração: Vellabret | Cabelo: Tayar Coiffure | Maquiagem: France Ovadia