Ainda bem que Marina Mayrink decidiu, de última hora, ir a uma viagem de faculdade para Arraial D’Ajuda“Não foi amor à primeira vista, nem um encontro arrebatador. Em uma das paradas do ônibus, desci para tomar café e, no auge dos meus 21 anos, vi uma garrafa grande de um vinho barato e imediatamente fui comprá-lo para aguentar a maratona de festas! Foi quando o Felipe perguntou se eu não aceitaria dividi-la com ele. E esse foi o início da nossa paquera! Naquela noite, nos vimos novamente na primeira festa e já sabíamos que queríamos estar juntos – foi também quando demos o nosso primeiro beijo. Neste dia, ao ver o dia amanhecer, ele se ajoelhou, pegou uma alga, transformou-a em um anel e me ‘pediu em casamento'”, se diverte Marina.

Anos depois, o pedido de casamento veio para valer! “O assunto ‘casamento’ já rondava nossas cabeças e já sabíamos que queríamos dividir a vida um com o outro. Então, decidimos morar juntos e ir, aos poucos, modelando o nosso sonho. E em um dia teoricamente normal, sem nenhuma expectativa, cheguei em casa após um longo dia de plantão no hospital e fui surpreendida com um café da manhã lindo e super caprichado. O Felipe sempre soube da minha paixão pelo momento do café da manhã, então, não poderia ter sido mais a minha cara! Enquanto estávamos ali, curtindo o momento, ele começou a dizer coisas lindas e me deu o anel, que ele mesmo mandou fazer com o topázio que pertencia ao meu avô já falecido”, conta Marina .

Para aproveitar ao máximo o momento especial, Marina e Felipe decidiram dizer o “sim” em um destination wedding em Santo Antônio do Leite, um distrito próximo a Ouro Preto, em Minas Gerais. O casamento aconteceu no Hotel Ville Real, e a cerimônia foi um charme à parte!! “Sempre quisemos que fosse ao ar livre, de dia e próximo à natureza. Ao contrário da maioria das pessoas que se casam lá, optamos por dizer o ‘sim’ na vila onde ficam os quartos dos hóspedes, com rua de paralelepípedo, casas coloridos e todo o clima de interior, explica.

Marina já tinha uma boa ideia do que queria para o vestido de noiva“Imaginei um modelo de renda, fluido e com fundo nude na saia. Fui no atelier da Danielle Benício Bridal GuideDANIELLE BENÍCIOVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio, que desenhou o vestido do jeitinho que imaginei. Amei!”, elogia. O vestido tinha forro nude, que deixou o desenho da renda em arabescos em total evidência. Para que a produção não ficasse carregada, Marina optou por um véu leve. A beleza teve maquiagem naturalpenteado meio-preso“Sempre quis usar flores naturais e conseguimos usar orquídeas colhidas no orquidário do meu pai”, explica.

Para as fotos do grande dia, o casal escolheu Ana Junqueira“Ela simplesmente arrasa!! Quando olho para as fotos hoje, me transporto imediatamente para aquele dia. Ela conseguiu transformar tudo em poesia e retratou com perfeição a leveza e a mágica daquele momento!”, comemora.

“Queríamos que toda a festa fosse ao ar livre! Por isso, resolvemos fazer a festa em um gramado logo em frente à sede do hotel! Como queríamos um clima alegre e informal, usamos cores mais fortes e tivemos uma decoração mais desconstruída, com mix de cores, plantas e texturas! Também quis luzinhas de gambiarra para iluminar a festa à noite!”, explica Marina.

Ficha Técnica

Fornecedores que

Fotos: Ana Junqueira

Móveis: Ambiente Eventos Bridal GuideAMBIENTE EVENTOSAluguel de MóveisRio de Janeiro, Rio de JaneiroPortfólio

Vestido de noiva: Danielle Benício Bridal GuideDANIELLE BENÍCIOVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital), Minas Gerais, Belo HorizontePortfólio

DEMAIS FORNECEDORES:
Espaço: Hotel Ville Real | Assessoria: Graal | Decoração: Atelier Flor da Pele | Móveis: Novah | Bolo: Dilene | Cabelo e maquiagem: Ana Valle