Tags

Posts encontrados com a tag guirlanda
Escolha um modo de visualização

Diário de Noiva: as daminhas

Sempre digo que gostaria de ter tido um cortejo de crianças maior que o do casamento da Kate Moss! Se tivesse me casado no Brasil, teria conseguido! Casando na Itália ficou difícil de realizar esse sonho… mas, apesar da distância, consegui ter um grupinho lindo de quatro daminhas crianças (entre 5 e 11 anos) + uma baby (1 ano e meio)! ♥

O “LOOK” DAS DAMINHAS

Para as daminhas, minha mãe criou vestidinhos leves de organza off-white (ela misturou 2 tipos: uma organza de pois e um bico de organza bordada de florzinhas). Fugindo das clássicas manguinhas bufantes e das faixas coloridas na cintura, ela fez modelos com manguinhas de babadinhos, decotinho nas costas com babadinhos e laço somente nas costas. Como tudo teve um something blue, não poderia ter sido diferente com as pequenas: o laço do vestido era no mesmo tecido azul acinzentado da almofadinha das alianças.

A saga dos sapatinhos delas eu já contei aqui. Ficamos um pouco na dúvida se colocávamos meia-calça branca nelas ou não… no fim, optamos por colocar, porque fica mais arrumadinho.

daminhas-constance-zahn-05

( Foto: Kate Murphy )

As guirlandas e os bouquets, feitos pela Simona da Floralia, tinham um mix de flores off-white, azuis, frutinhas verdes e folhinhas de hera. O cabelinho delas eu deixei solto mesmo, bem natural. O Jr Mendes só passou um hidratante labial nelas.

casamento-constance-zahn-daminhas-guirlandas-floralia

( Foto: Kate Murphy )

Para a baby, minha mãe desenhou um outro modelo, porém com os mesmos tecidos. Minha mãe também fez um shortinho combinando para esconder a fralda. O sapatinho era tipo “boneca”. E no lugar de guirlanda, ela usou um lacinho azul da Laçaroty, que foi o something blue dela.

vestido-daminha-bebe-casamento-constance-zahn

vestido-daminha-bebe-casamento-constance-zahn-laco-azul-lacaroty

O CORTEJO

Nos casamentos das princesas, acho lindo que as crianças acompanham a noiva (entrando à frente dela ou atrás, ou ambos). E também gosto muito quando as daminhas levam o véu da noiva (sobre isso, falei bem no comecinho do blog). Então, sempre pensei em fazer assim no meu casamento.

Quando ficou definido que seriam 5 daminhas, pensamos na seguinte divisão: a minha prima, a mais velha do grupo, levaria o meu véu (por não ser tão longo, uma daminha era suficiente para a tarefa), enquanto as outras iriam à minha frente.

Como não tivemos tempo de ensaiar, tive que dar as instruções na hora mesmo… Quem sabe, faz ao vivo, né?rs Como elas são umas princesinhas, fizeram tudo direitinho!! ♥

cortejo-daminhas-casamento-constance-zahn

O engraçado foi que a baby se dispersou do grupo e a irmãzinha dela foi acompanhado. rs No fim, entrei com duas daminhas à frente, a minha priminha segurando o véu e só depois a duplinha “fujona” entrou. rs Infelizmente, todos os fotógrafos já estavam dentro da capela quando elas entreram. Por sorte, havia iPhones para registrá-las! :)

Abaixo, meu cortejo na entrada e a saída da cerimônia:

daminhas-cortejo-casamento-constance-zahn

FOTOS E MAIS FOTOS

Na nossa revista, coloquei as fotos oficiais que mais gosto das daminhas. Mas confesso que gostaria que tivessem tirado mais fotos delas! Se pudesse voltar atrás, teria pedido uma fotinho de cada uma delas pronta, uma fotinho de todas juntas prontas (antes da cerimônia), uma minha com cada uma, uma… ok, ok, talvez não houvesse tempo para tantas fotos, talvez eu precisasse de uma equipe de 10 fotógrafos para atender todos os meus desejos… Só sei que gostaria mesmo de ter mais fotos delas e, por isso, mais uma vez, fiquei feliz com o registro dos amigos:

daminhas-casamento-constance-zahn

Diário de Noiva: beleza e acessórios

Sei que ainda tenho que contar a história do vestido de noiva, ou melhor, a minha versão da história dele, porque a versão da minha mãe (que me emocionou bastante!) está publicada na nossa revista. Mas como a história é  longa e ainda quero conseguir uma foto para explicar uma parte dela, vou falar primeiro sobre a maquiagem, o penteado e os acessórios.

MEU BEAUTY ARTIST

Sempre falei o quanto considero importante cabelo e maquiagem. Uma maquiagem e um penteado ruins acabam com a noiva, não importa quão lindo seja o vestido! Por isso, uma das primeiras coisas que marquei, logo que começamos os preparativos, foram testes de cabelo e make com profissionais da Itália. Na minha intenção de fazer o casamento somente com profissionais locais (ou seja, de lá), achava que poderia encontrar um bom profissional de beleza para o meu grande dia. Grande foi o meu engano! Quer dizer, grandíssimo!!

Fiquei bastante decepcionada com as opções de Firenze e de Siena (fiz uma escova no mínimo engraçada no principal salão da cidade) e, então, decidi que não ia me “penalizar” contratando um profissional italiano.

Tive muita sorte porque, como faltava bastante tempo para o casamento, o Jr Mendes ainda tinha a data do meu casamento disponível! Somos parceiros há anos, e além de ele ter um trabalho incrível, ele já me conhece, sabe como gosto do cabelo, dos olhos, da pele, tudo…! Foi muito bom ter meu amigo querido comigo nesse dia! ♥

Adoro essa foto que a Kate Murphy fez de nós dois (não pelos bobs, mas pelo momento!rs):

casamento-constance-zahn-jr-mendes-maquiagem-noiva

MAQUIAGEM

Antes do casamento, fiz um post com as minhas inspirações de maquiagem. Queria os olhos marcados, mas não pesados e batom mais ou menos cor de boca (cor de boca rosada, não nude).

Acho que essas fotos, da V Rebel, são as que melhor mostram a maquiagem:

casamento-constance-zahn-maquiagem-noiva-jr-mendes

PENTEADO

Não sei se vocês se lembram, fiquei em dúvida se prenderia o cabelo ou não para a cerimônia. Acho lindo noiva de coque, mas não tinha certeza se o cabelo preso seria o penteado que mais favoreceria meu rosto.

Bom, antes de fazer o teste do penteado, fim um verdadeiro estudo do meu rosto com a minha mãe. Sentada em frente ao espelho, prendemos, soltamos, tiramos fotos de diversos ângulos… E o veredicto foi: definitivamente, não fico bem de coque (como eu já suspeitava)! Uma pena, porque eu estava realmente animada com todas as referências de coque que havia selecionado… mas fazer o que? Então, prendemos o cabelo de um jeito x (com volume no topo e as mechas laterais um tanto afastadas do rosto) e tirei fotos para mostrar o “rascunho” ao Jr.

No teste do penteado com o Jr Mendes, optamos por não fazer babylyss (ou qualquer coisa que deixasse o cabelo cacheado) porque o meu cabelo é super temperamental! A chance de um lado ficar liso em 5 segundos e de o outro manter os cachos, só de sacanagem, era enorme! Meu cabelo tem vontade própria e não há nada nesse mundo que faça ele ficar 100% uniforme!

No dia do casamento, ouvi dois tipos de comentários. Uma parte das minhas amigas disse “Nunca imaginei que você fosse se casar de cabelo solto!“. Outra parte disse “Se não fosse de cabelo solto, não seria você!“. No fundo, concordo com o segundo grupo! rs

Abaixo, fotos do penteado:

O topete (fotos da V Rebel):

casamento-constance-zahn-penteado-noiva-jr-mendes

As pontas (fotos da Kate Murphy):

casamento-constance-zahn-cabelo-noiva-jr-mendes-vestido-noiva-wanda-borges-renda-vintage

ACESSÓRIO DE CABEÇA

Desde sempre, falava que me casaria com a tiara de pérolas da minha mãe, porque 1) ela é maravilhosa, 2) ela é uma peça vintage totalmente única e 3) nenhuma noiva havia se casado com ela… quer dizer, até eu ter a brilhante ideia de fazer um lindo editorial com o Jr Mendes que fez com que muitas noivas também se apaixonassem pela tiara! Ou seja, em nome do blog, “dei um tiro no pé”!rs O meu consolo é que amo os nossos editoriais! rs

tiara-perolas-noiva-wanda-borges

Em busca de uma segunda opção, pensei em uma peça do atelier da minha mãe que ainda não tinha sido usada por nenhuma noiva: um pente de design vintage com coral peau d’ange. Adoro o tom rosa clarinho do coral peau d’ange e acho que a peça finaliza bem um coque baixo… Como eu ainda estava na esperança de usar o coque baixo, já tinha até conversado com a Miriam Sakai para ela criar um brinco de coral peau d’ange que combinasse com o pente para eu usar no casamento.

Na fotos abaixo (imagens clicadas pela Bruna Castanheira que não foram selecionadas para o nosso editorial Bridal Beauty), não dá para ver os detalhes da peça (não tenho fotos de close em alta resolução…), mas dá para ter uma ideia de como ela é…

tiara-noiva-vintage-wanda-borges

Só que quando decidimos pelo cabelo meio preso, minha mãe achou que essa peça não seria a melhor maneira de finalizá-lo…

Então, começamos a olhar as caixas de flores dela (umas das coisas que mais amo no atelier!) e encontramos raminhos de muguets de tecido que havíamos comprado em Londres, em 1997. Eu já havia escolhido o bouquet de muguet (a história dele está aqui), seria perfeito ter muguets no cabelo também! Além disso, adoro arranjos de flores para casamentos no jardim!

Num primeiro instante, minha mãe achou que não havia raminhos suficientes para montar um arranjo. Ela começou a trancá-los e percebemos que havia a quantidade exata para a meia guirlanda, como queríamos!

Essas florzinhas são muito especiais porque elas têm um degradé de verde para o branco e são feitas de modo que ficam caidinhas, como as flores naturais, e têm movimento (elas balançam). Todo mundo me perguntou se eram muguets de verdade, de tão perfeitinhas que são!

casamento-constance-zahn-guirlanda-muguets-noiva-wanda-borges

Nas fotos de uma das provas do vestido dá para ver o efeito da meia guirlanda sem o véu (o cabelo está bem desarrumado… faltou uma boa escova!!rs):

casamento constance zahn vestido noiva wanda borges renda vintage guirlanda muguet

BRINCOS

Bom, como contei acima, já tinha conversado com a Miriam Sakai sobre o brinco de coral peau d’ange, mas quando optamos pelo arranjo de muguets, sentei com ela para vermos as opções de brincos de pérolas + brilhantes.

O engraçado foi que eu, que sempre fui tão defensora das pérolas para noivas (sempre digo – e continuo acreditando – que a pérola é a melhor amiga da noiva, pois ilumina muuuito o rosto), não me sentia “eu” com os brincos de pérolas que provei… Eram todos lindíssimos, mas não eram “eu”…

E aí, a Miriam, que me conhece e sabe tudo, sugeriu: ”Por que você não se casa apenas com belos solitários? É chic, não vai brigar com a sua guirlanda, é perfeito.” Ela tinha razão!

casamento-constance-zahn-brinco-noiva-solitario-miriam-sakai

MANTILHA

Acho que de todos os itens do casamento, esse foi o mais fácil! Sempre soube que queria me casar com a mantilha de Bruxelas da minha mãe. Depois que decidimos pelo vestido com a renda Duchesse de Bruxelles, então, casou perfeitamente: tudo belga, tudo vintage!rs

O que eu não imaginava é que a minha mãe teria a coragem de cortar uma parte da mantilha para melhor encaixá-la na guirlanda. Como o arranjo da cabeça era largo, se a mantilha estivesse presa em um pentinho, ia cair mais estreita que o arranjo e ia ficar estranho. O ideal era que a mantilha  saísse da largura da guirlanda (dá para entender?). E foi por isso que ela cortou um pedaço de cima. Daí, com a parte cortada da mantilha, ela fez um “babadinho” para finalizar, que eu achei bem fofinho, deixando tudo com ainda mais carinha vintage.

Abaixo, fotos da Kate Murphy e do celular de um amigo:

casamento-constance-zahn-mantilha-bruxelas-vintage-wanda-borges

casamento-constance-zahn-mantilha-bruxelas-noiva-wanda-borges

No próximo post, vou falar das minhas amadas daminhas! ♥