Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
Topo

Tags

Posts encontrados com a tag cristal

Navegue como ou

Casamento de Ticiane Pinheiro e César Tralli

O ano de 2017 teve muitos casamentos badalados! E não poderíamos terminá-lo sem falar sobre um dos mais comentados: o de Ticiane Pinheiro e César Tralli! Os dois ficaram noivos no último mês de junho, quando o jornalista fez o pedido de casamento durante uma viagem a Punta del Este, no Uruguai. E desde, então, foram menos de seis meses de preparativos! O casamento para 300 convidados aconteceu em Campos do Jordão, e quem cuidou de todos os detalhes foi Ed Mendes. "Organizamos desde os convites até a recepção dos convidados e a entrega de lembrancinhas. Uma de nossas preocupações era o conforto dos convidados, por isso, ajudamos a escolher os hotéis, apresentamos cabeleireiros da cidade, bem como o estilo de trabalho de cada um", conta Ed Mendes. Ticiane se considera "desencanada", por isso, não sofreu com os preparativos. "A ansiedade veio no começo da organização, mas, depois que escolhemos tudo, ficamos mais seguros. E foi tudo perfeito, impecável, mágico, energia incrível! Melhor do que eu poderia sonhar", conta Ticiane. E se engana quem pensa que o noivo não se envolveu com os preparativos! "Acompanhei todos os detalhes desde o começo! Desde que ela aceitou o meu pedido, comecei a planejar tudo com muito amor. Sou bastante participativo, é uma de minhas características, e foi um enorme prazer!", explica César. A escolha das músicas para a cerimônia recebeu atenção especial. "Tici e César queriam que todas as músicas fossem em português, exceto Garota de Ipanema em francês, que embalou a entrada de Helô Pinheiro. A Rafinha entrou com Trem Bala, de Ana Vilela, e o casal deixou a cerimônia ao som de Do seu lado, do Jota Quest",...
Leia mais

Casamento em Balneário Camboriú: Gabriela Pastorio + Celso Ito Tadano

Gabriela Pastorio e Celso Ito Tadano se conheceram na faculdade, mas demoraram para ficar juntos. "Ele estava no último ano e eu, no primeiro. Quando ele terminou o curso, foi embora da cidade e só nos reencontramos quatro anos depois", conta Gabriela. Os dois começaram a namorar em 2012 e, mais quatro anos depois, aconteceu o pedido de casamento. "Foi uma surpresa! Foi em um jantar à luz de velas em um hotel em Jericoacoara. O anel estava dentro do prato de sobremesa que o chef trouxe para mim!", relembra. Dois anos antes do casamento, a tia de Gabriela conheceu a Praia do Estaleiro Guest House, em Balneário Camboriú, e se apaixonou! "Ela voltou encantada e disse 'vamos fazer o seu casamento lá, é lindo demais!'", conta. E assim foi! Os preparativos duraram 10 meses e, para a decoração, a noiva quis um projeto com toques clássicos. "Não sabia se queria flores brancas ou rosa, então optei por ter duas!", comenta. Gabriela sempre sonhou com um jantar à francesa, que ficou por conta da Soul Cozinha de Festa e Eventos. "Era meu sonho, mas pensei em desistir por ler muitas reportagens dizendo que a festa poderia 'esfriar'. Mas ainda bem que não desisti, pois foi perfeito! Todas as entradas estavam deliciosas, mas acho que as ostras gratinadas merecem um destaque especial. O jantar foi impecável, desde a comida até o serviço! E os lanchinhos da madrugada estavam deliciosos!!", elogia. Depois de provar vestidos de noiva e não se encantar, Gabriela enfim encontrou o look perfeito na Atelieria. "Foi o vestido mais lindo que já vi na minha vida!", comemora. Com corte enxuto, o modelo era leve, apesar dos bordados. O coque alto complementou a produção, destacando o decote nas costas....
Leia mais

Casamento em São Paulo: Diana de Albuquerque + Alberto Cervoni

Diana de Albuquerque é portuguesa, mas morou no Brasil dos 8 aos 14 anos. E foi em seu último ano em território brasileiro que a história com Alberto Cervoni começou - mesmo que eles ainda nem soubessem! "Foi quando conheci a Carol, irmã dele, no colégio. Mas logo fui embora do Brasil, voltei para Portugal e depois fui estudar Direito na Espanha. Como meu pai ainda morava aqui, decidi que, depois da faculdade, voltaria para cá. Então, entrei em contato com a Carol, pois ela também é advogada e eu precisava de ajuda para revalidar o meu diploma e me inscrever na OAB. Acabamos marcando de passar um final de semana na praia e foi quando 're-conheci' o Beto. Começamos a conversar fora do grupo que criamos para o pessoal da praia, marcamos de sair e ficamos. De lá pra cá, foram cinco anos e sete meses de namoro, até nos casarmos", relembra Diana. Como nunca houve um pedido de namoro oficial, Diana sempre brincava que Alberto teria de caprichar no pedido de casamento. E foi exatamente o que ele fez! "Eu achei que o pedido ia acontecer quando fizemos cinco anos - ele me levou no Terraço Itália, mas saí de lá do mesmo jeito que entrei, rs. O que eu não sabia é que, na época, ele já tinha pedido a minha mão para o meu pai e os dois guardaram segredo por quatro meses! O pedido aconteceu em Aspen, no meio de uma paisagem linda. Quando estávamos só os dois descendo a pista de ski, paramos para admirar aquele visual e ele fez...
Leia mais

Casamento na Casa Petra: Yasmin Rizzi + Felipe de Sá

Felipe de Sá trabalhava com o primo de Yasmin Rizzi, e foi no casamento dele que os dois se conheceram. "Depois que eu peguei o bouquet (que era um sapinho de pelúcia, rs), o Felipe me chamou para dançar. Após um mês, já estávamos namorando!", conta Yasmin. Até o grande dia, foram cinco anos de namoro e a ideia de casar surgiu depois que Felipe recebeu uma proposta de trabalho. "Ele iria se mudar para Belo Horizonte, então decidimos fortalecer nosso relacionamento e oficializar um noivado. Reunimos nossas famílias e, durante o jantar, comunicamos nosso noivado", explica. A cerimônia aconteceu na Igreja São José do Jardim Europa e, para receber os 250 convidados, Yasmin e Felipe escolheram a Casa Petra. "Eu queria casar em uma Igreja que não tivesse 'ostentação'. Além disso, meu pai tem José no nome, então foi até uma forma de homenageá-lo. Já a Casa Petra foi a escolhida por vários fatores: localização, estrutura, atendimento e segurança!", explica. A decoração teve projeto assinado pela 1-18 Project. "Temos um estilo clássico, mas também queríamos um toque contemporâneo. E foi exatamente o que a 1-18 Project nos apresentou!", elogia. Yasmin sempre gostou do trabalho de Lucas Anderi. "Eu já tinha certeza de que, quando casasse, meu vestido de noiva seria feito por ele", conta. Ela aproveitou um desfile do estilista e já escolheu o que queria: um modelo com saia de tule volumosa e bordados com brilho. Para valorizar o decote ombro a ombro, a noiva optou por coque clássico, que foi arrematado por uma tiara delicada da Casa Vasconcellos. E para registrar tudo, os noivos escolheram Anna Quast e Ricky Arruda. O convite da S-Cards seguiu o estilo minimalista, com monograma moderno: A 1-18 Project combinou as clássicas peças de cristal com mesas de vidro e cadeiras...
Leia mais

Casamento na Fazenda Dona Catarina: Fabiana Mazzer + Luis Henrique Madureira

Fabiana Mazzer e Luis Henrique Madureira se conheceram há mais de 10 anos, em uma balada na cidade de Tietê, e logo começaram a namorar. No Réveillon de 2015, os dois foram para Punta del Este, no Uruguai, onde aconteceu o pedido de casamento. "Foi durante um jantar no Fasano Las Piedras, que é maravilhoso e muito romântico!", conta Fabiana. A assessoria foi o primeiro item que Fabiana procurou quando começou os preparativos, que duraram 18 meses. "Comecei a pesquisar aqui no site e me encantei pelos casamentos do Miguel Kanashiro. Comecei a segui-lo no Instagram e a acompanhar os eventos que ele fazia. Decidi entrar em contato pelo telefone e foi 'paixão a primeiro telefonema'! Rs Ficamos 40 minutos conversando sobre o trabalho dele e, depois disso, nos conhecemos pessoalmente e fechamos negócio! O Miguel foi essencial, principalmente com os fornecedores, a organização e a atenção aos detalhes", conta Fabiana. Fabiana sempre quis casar em espaço aberto e com o pôr de sol como pano de fundo. Por isso, ela e Luis Henrique optaram por dizer o "sim" na fazenda. "Visitamos vários espaços com o Miguel e nos decidimos pela Fazenda Dona Catarina. Além de ser linda e ter uma ótima infraestrutura, a fazenda fica na Rodovia Castelo Branco, o que facilitou para os nossos convidados", explica a noiva. A decoração romântica com toques modernos teve assinatura de Fábio Borgatto e Telma Hayashi. "Eu já gostava muito do estilo deles! Só disse que queria tons de rosa, que é a minha cor favorita, e muitas flores!". Vivi Barros elaborou o menu do casamento, que teve jantar em serviço americano, ilhas gastronômicas, lanchinho da madrugada e até café da manhã. "Os destaques do cardápio foram o Tortelli vermelho recheado...
Leia mais

Casamento em São Paulo: Renata Marino + Fernando Stucchi

Renata Marino e Fernando Stucchi se conheceram no trabalho, mas demorou mais de um ano para que começassem a namorar. "Acabamos nos aproximando em eventos sociais e, quando ficamos juntos, foi tão intenso que, com três meses de namoro, já estávamos morando juntos!", conta. Apesar de já dividirem o mesmo teto, Renata sempre deixou claro que queria "casar como manda o figurino". E Fernando não apenas captou a mensagem, como fez um pedido de casamento lindo! "Acordei um dia e o Fernando já tinha saído para trabalhar e deixado uma carta junto com um presente. Eram as roupas e os sapatos que, segundo a carta, eu deveria usar naquela noite. Ele não falou comigo naquele dia e, às 20h, um motorista me buscou e me deixou na porta de um hotel maravilhoso, onde uma recepcionista já me esperava para me levar até um quarto. Quando cheguei, lá estava o meu príncipe, ajoelhado, pedindo para passar o resto dos dias ao meu lado! Foi perfeito e indescritível", relembra. A noiva tinha vontade de dizer o "sim" na fazenda do pai, que é um lugar muito significativo para o casal. "Mas quando começamos a organizar o casamento, vimos que não seria possível. O acesso ao local não é fácil e achamos muito arriscado", comenta. Então, Renata e Fernando começaram a procurar um lugar que tivesse uma proposta similar, um espaço aberto com natureza ao redor. "Achei que seria impossível encontrar em São Paulo. Até que a Flavia Boutros, minha assessora, me levou para conhecer o Iate Clube de Santos e foi amor à primeira vista!", conta. Os preparativos duraram um ano e, mais do que assessora, Flavia foi fundamental para ajudar...
Leia mais

Casamento clássico: Michelle Mikaelian + Lobert Gudjenian Junior

"Inusitado" é o adjetivo que melhor descreve a situação em que Michelle Mikaelian e Lobert Gudjenian se conheceram. "Por mais bizarro que possa parecer, foi em um velório. O Jr é bisneto da irmã do meu avô (sim, somos primos distantes, mas não faço ideia desta distância, rs!) e nos conhecemos no velório dela", conta Michelle. Os dois começaram a namorar em 2009 e o pedido de casamento aconteceu cinco anos depois. "O Jr nunca foi romântico, mas eu sempre deixei claro que, quando ele fosse me pedir em casamento, que me desse um solitário. No Dia dos Namorados de 2014, fui para a casa dele e, quando descemos para jantar, ele me aparece com a sacola de uma joalheria e, quando abri a caixa, era um solitário! Detalhe: mãe dele estava na cozinha - por isso digo que ele não é nada romântico", se diverte a noiva. Com um ano e meio para organizar o casamento, Michelle e Lobert decidiram seguir a tradição da família armênia. "Meu maior sonho sempre foi casar na Igreja Apostólica Armênia, onde fui batizada", conta. E assim foi! Para receber os 330 convidados, os noivos elegeram o Buffet França. "Fazíamos questão de proporcionar uma gastronomia de ponta para os nossos convidados, então escolhemos o Buffet França. Além disso, o espaço fica próximo à Igreja, o que facilitou bastante", explica. Como conhecem e confiam no trabalho do Buffet França, Michelle e Lobert fizeram a degustação apenas 15 dias antes do casamento. "Tivemos um cardápio bem variado, com saladas, peixe e massas. Optamos pelo serviço americano, para a festa ficar mais dinâmica. Mas, para mim, o que não podia faltar era o sorvete de tangerina deles, que é o melhor!!",...
Leia mais

Casamento em Ribeirão Preto: Tatá Padula + Beto Prieto

Para quem não acredita em amor à primeira vista, Tatá Padula e Beto Prieto estão aí para provar que ele existe, sim! "Nos conhecemos na faculdade de medicina. Ele era o presidente da bateria e, na minha primeira festa como 'bixete', o vi pela primeira vez, tocando e puxando a bateria! Pode até parecer clichê, mas foi amor à primeira vista. Naquele dia, comentei com minha amiga, que foi nossa madrinha, que ainda namoraria aquele menino!", relembra Tatá. Aos poucos, os dois perceberam que tinham tudo a ver e, em maio de 2011, oficializaram o namoro! Três anos e meio depois, Beto reuniu as duas famílias para fazer o pedido de casamento. "Era o Ano Novo de 2014 para 2015 e foi a primeira vez que a família dele foi para Rio Verde, em Goiás, que é minha cidade natal. Eu não esperava e, perto da meia-noite, ele subiu ao palco e começou a falar. Eu demorei para entender, mas logo comecei a chorar de emoção e disse 'sim'!", conta. Foram 15 meses de preparativos, que tiveram a assessoria da Ed Mendes Eventos. "Eu e o Beto moramos em São José dos Campos, onde fazemos residência médica, e a festa foi em Ribeirão Preto. Então a maioria dos preparativos foi à distância e a confiança no Ed e no Flavio, nossos assessores, foi essencial para tudo correr bem. Eles foram fundamentais para nos mostrar e explicar tudo, para que cada detalhe ficasse na medida certa", conta a noiva. Tatá tinha o sonho de se casar em um vestido de noiva desenhado por Lucas Anderi. "Sou apaixonada pelas criações dele! E quando fui conhecê-lo, não tive...
Leia mais

Casamento em São Paulo: Maily Ferraresi + Gustavo Maia Coelho

Maily Ferraresi e Gustavo Maia Coelho se conheceram em uma festa na praia, em novembro de 2012. "O Gustavo tinha acabado de voltar para o Brasil, depois de muitos anos morando em Los Angeles. Ficamos trocando olhares por um tempo, até que ele veio conversar comigo. Trocamos telefones e, logo, começamos a sair e a namorar", conta Maily. Para tornar o pedido de casamento ainda mais especial, Gustavo escolheu fazê-lo durante uma viagem às Bahamas. "Estávamos jantando, quando ele ajoelhou na minha frente e fez o pedido! O mais lindo foi saber o cuidado na escolha do anel de noivado. O Gustavo queria um modelo específico que só era vendido fora do Brasil, então fez a encomenda à distância, seis meses antes. Durante a viagem, ele deu um jeito de escapar do hotel e foi até a joalheria pegar o anel!". Para receber os 280 convidados, os noivos escolheram o Iate Clube de Santos, em São Paulo. "Em 2015, fomos a uma festa lá e, quando entramos no local, ficamos boquiabertos com a beleza do espaço! Tudo nos encantou e até comentamos que nosso casamento só poderia ser lá", explica. A decoração seguiu o estilo clássico, com projeto floral em verde e branco e peças de prata e cristal. Como já tinha uma ideia do que queria, Maily não teve dificuldades para escolher o vestido de noiva. Assinado por Isabella Narchi, o modelo clássico tinha mangas longas, decote ombro a ombro e aplicações de renda. "Fiz questão de um véu longo para cobrir toda a escadaria da cerimônia", conta Maily. A beleza da noiva teve assinatura de Erick Santos, que apostou em maquiagem iluminada e coque clássico finalizado com mini-pérolas. Todo em branco e com monograma em relevo, o convite da Papel e Estilo seguiu o estilo...
Leia mais

Casamento clássico: Mayara Protti + Bruno Mastroléo

A história de Mayara Protti e Bruno Mastroléo começou ainda na escola. "Nos conhecemos na sétima série, mas foi só no primeiro colegial, na época das festas de 15 anos, que o Bruno decidiu que deveríamos ficar juntos! Rs Depois de seis meses de muitas tentativas de conquista por parte dele, eu aceitei o pedido de namoro. Namoramos por seis meses e decidimos que éramos muito novos e que deveríamos viver nossas vidas separados", conta Mayara. Após quatro anos separados, os dois se reencontraram em uma festa com os amigos da escola. "Lá, decidimos começar nos ver mais. Porém, o Bruno já estava com tudo fechado para cursar a graduação no exterior. Mas, depois de passar um mês fora, ele decidiu estudar no Brasil mesmo, então começamos a namorar", explica. Quando completou seis anos de namoro, o casal começou a falar sobre casamento. "Passei a dar indiretas sobre o assunto! Rs Falei para ele que a Igreja Nossa Senhora do Brasil, onde eu sonhava casar, tinha uma lista de espera de dois anos! Convidei ele para ir à Igreja e, quando chegamos lá, ele também se encantou. Resolvemos marcar a data na hora e saímos de lá com o combinado de não contar para ninguém até o pedido de casamento formal", relembra Mayara. No Réveillon daquele ano, os noivos foram viajar com as duas famílias, e a futura noiva sentiu que seria o momento perfeito para o pedido. "Na noite de Ano Novo, jantamos em um hotel, com uma festa incrível! E como o Bruno sempre soube que eu sou apaixonada por fogos de artifício, ele escolheu fazer o pedido bem na virada! Ele me perguntou...
Leia mais

Casamento em São Paulo: Fernanda Salvadori + Fernando Matheus

Fernanda Salvadori e Fernando Matheus são médicos e estudaram na mesma faculdade, mas demoraram para se conhecer! "Só nos conhecemos nove anos depois que começamos na faculdade", comenta Fernanda. No entanto, um dia, Fernanda viu Fernando no hospital e ele logo chamou sua atenção. "Lembro que comentei com as minhas amigas: 'nossa, quem é esse novo residente? Que gatinho!'. Fiquei toda animada, mas descobri que ele tinha namorada, então, acabei desencanando. Alguns meses depois, encontrei com ele no café do hospital, ele começou a puxar papo comigo e soube que a namorada não existia mais. Yes!!!", comemora a noiva. Depois de muitas "idas ao café", dois encontros e uma ida ao cinema, os dois, enfim, começaram a namorar! O pedido de casamento aconteceu durante uma viagem para a Itália, para comemorar os 60 anos do pai de Fernanda. A noiva acabou descobrindo os planos do noivo antes, mas isso não fez com que o momento fosse menos especial. "Um belo dia, estava procurando um dos meus anéis preferidos em casa e não encontrava de jeito nenhum! Fiquei desesperada e liguei para o Fê, perguntando se eu tinha esquecido na casa dele. Ele disse 'não consigo esconder nada de você, né? Fui eu quem pegou seu anel!'", se diverte Fernanda. Então, o pedido se tornou uma deliciosa surpresa para o pai da noiva. "Meu pai sempre disse que quem fosse casar comigo teria que pedir a minha mão para ele, da maneira tradicional. Então, dissemos para ele que seria o jantar de comemoração do aniversário. Mas, quando o Fê fez o pedido, ficamos todo muito emocionados - meu pai, então, nem se fala!...
Leia mais

Casamento em Goiás: Natassya Otoni + Thúlio Romanelli

Natassya Otoni estava no primeiro ano residência médica quando conheceu Thúlio Romanelli, que cursava o quarto ano da faculdade de medicina. "No começo, tive muita resistência em me envolver por conta das diferentes fases da vida acadêmica, mas, quando vi, já estava completamente apaixonada!", conta Natassya. Os compromissos profissionais realmente dificultaram a vida do casal, mas nada que não tenha sido superado. "Passamos por fases difíceis. Quando concluí meus estudos, voltei para minha cidade natal, Goianésia, em Goiás, para trabalhar. E ele, que tinha acabado de se formar, iniciou especialização em Campinas. Foram dois anos de ponte aérea, uma distância que nos fez perceber como nosso amor é forte!". Os dois namoraram por cinco anos, e Natassya já havia "perdido as esperanças" quando aconteceu o pedido de casamento. "No dia do noivado da minha irmã mais nova, fui pega de surpresa com um anel lindo e um pedido na frente de toda a minha família", relembra. Antes mesmo de ficar noiva, Natassya já havia escolhido a data e o local do casamento. "Queria casar no feriado de 21 de abril, para que pudesse ter vários eventos de comemoração. E também queria que nosso casamento fosse no campo e em uma cidade com atrativos. Por isso, escolhi Pirenópolis, que sempre visitei com minha família e que fica próxima a Goianésia", justifica. Natassya sempre quis que a festa acontecesse sob uma tenda de cristal. "E ficou uma coisa à parte, de tão linda!!Para a decoração, quis um projeto com muitos elementos aéreos e bastante verde!", detalha. Quando viu os vestidos de noiva de Wanda Borges no Instagram, Natassya se apaixonou. "Todos leves, chic e atemporais! No começo, tentei me enganar, procurando outros estilistas....
Leia mais

Casamento em São Paulo: Mariel Gischewski + Fernando Nascimento

Mariel Gischewski havia acabado de se mudar para Palmas, no Tocantins, quando uma amiga em comum a apresentou para Fernando Nascimento. Foram 10 anos de namoro, e o pedido de casamento aconteceu durante uma viagem a Portugal. "No dia 14 de fevereiro, que é Dia dos Namorados lá, ele me acordou colocando a aliança no meu dedo!", conta Mariel. Os preparativos duraram 10 meses, e a noiva fez questão de acompanhar tudo de muito perto! "Como sempre soube o que queria, eu mesma falei com os fornecedores, fiz as reuniões e decidi tudo praticamente sozinha. A assessoria ajudou mesmo no dia da festa!", explica. Os noivos já haviam fechado um espaço para o casamento. Mas, quando a lista de convidados chegou a 550 nomes, tiveram que mudar o lugar. "Nos indicaram a Casa Petra, e foi a decisão mais certeira que tomei. Além de maravilhoso, o local tem uma equipe incrível, que não poupou esforços para que tudo saísse como sempre sonhei", elogia. A 1-18 Project elaborou a decoração do casamento, em verde e branco com pinceladas de rosa. "Imaginei cores claras, bastante verde, luzes e cristais", conta. O menu da noite teve assinatura de Julio Perinetto. "Optamos pelo serviço americano. Também tivemos canapés quentes e frios, além de lanchinhos da madrugada. Não consigo destacar um único prato, estava tudo perfeito!", comemora. Como sempre sonhou em se casar, Mariel tinha muitas referências de vestido de noiva. "Quando vi o modelo nas redes sociais, sabia que iria me casar assim. Levei a foto para o Samuel Cirnansck e ele fez exatamente o que eu queria", conta. O vestidos dos sonhos de Mariel era todo de aplicações de renda em arabescos e com bastante brilho. Penteado meio-preso, com tiara Miguel Alcade, complementou o look! As fotos ficaram por conta...
Leia mais

Casamento em Brasília: Vanessa Lima + Daniel Conde

Daniel Conde era o melhor amigo do irmão de Vanessa Lima, e foi assim que eles se conheceram. "Foi amor à primeira vista! 'Nos gostamos' por três anos antes de namorar e namoramos por um ano até o noivado!", conta Vanessa. Para comemorar o primeiro ano juntos, Daniel e Vanessa viajaram para Paris. E lá aconteceu o pedido de casamento. "O Daniel estava super estranho para eu não desconfiar de nada. Mas, no dia do nosso aniversário de namoro, ele marcou um jantar no alto da Torre Eiffel. Na hora da sobremesa, o maître trouxe o meu prato fechado e, quando abri, estava o anel! Logo depois do pedido, saímos para uma lua de mel de noivado, que o Daniel preparou também de surpresa", relembra. Os preparativos duraram um ano e três meses, e o casamento, para 600 convidados, aconteceu em Brasília. "A cerimônia foi no Santuário Dom Bosco, que é maravilhoso e super tradicional. Sempre sonhei em casar lá", explica Vanessa. A decoração da festa ficou por conta de Renato Aguiar, que criou um projeto em verde e branco, exatamente como a noiva queria. "Sempre imaginei usar uma cor só, pois acho que causa um impacto legal nos convidados!", conta. Renato Aguiar também cuidou do menu do casamento. "Foi serviço americano, com buffet de antepasto, com queijos italianos e frutos do mar. Depois de uma hora meia, foi servido o jantar, com opções como camarão ao molho de champagne, salmão com mel trufado ao molho de lula e massa feita na hora com trufas", detalha a noiva. Para fechar a noite, mesa de sobremesas e lanchinhos da madrugada. Vanessa sempre quis um vestido de noiva de gola alta e, de preferência, assinado por Demi Queiroz. "Até cheguei a ir em outros estilistas,...
Leia mais

Casamento em São Paulo: Daniele Sertório + Fabien Jossi

Daniele Sertório se mudou para San Diego, na Califórnia, para estudar inglês. Enquanto isso, Fabien Jossi, que é suíço, planejava ir para o Havaí, também para aprender a língua. "Depois de dois meses, resolvi sair de San Diego, porque lá tinha muitos brasileiros e eu não consegui aprender inglês. Já o Fabien não conseguiu vaga na escola do Havaí. Enfim, o destino fez com que eu mudasse para Long Beach, o único lugar onde ainda havia vaga para ele. No final de uma festa de Halloween com todos os alunos da escola, o Fabien disse que estava interessado em mim. E a partir daí, não nos separamos mais", relembra Daniele. Depois de três meses juntos nos Estados Unidos, os dois voltaram para seus países. "Foram cinco anos de namoro a distância. A cada três meses, eu ia para a Suíça ou ele ia para o Brasil".  No final de 2014, Daniele se mudou para Genebra e os dois decidiram se casar. O casamento civil, com recepção para 40 pessoas, aconteceu na Suíça em fevereiro de 2015. E dois anos depois, o casal disse o "sim" no Brasil, com festa na Casa Petra. "Escolhemos o espaço por ter ótima localização e diferentes ambientes, o que facilitou para realizarmos o welcome drink, a cerimônia, o coquetel e o jantar, tudo no mesmo local", explica. A 1-18 Project assinou a decoração, que seguiu o estilo clássico com toques contemporâneos. "A paleta de cores tinha branco, verde e dourado. Também queríamos bastante transparência, cristais e espelhos", conta Daniele. O projeto floral ficou por conta de André Pedrotti, que apostou em muitas rosas e orquídeas. Daniele já sabia como seria o look de noiva perfeito: vestido com decote ombro a ombro e bordados em cristais e pérolas. E para...
Leia mais

Casamento na Ópera de Arame: Marina Braun + Herick Carcereri

Marina Braun e Herick Carcereri sempre sonharam com um um casamento que fugisse do tradicional. E, depois de sete anos de namoro, decidiram dizer o "sim" na deslumbrante Ópera de Arame, em Curitiba - o casamento deles foi o primeiro que o espaço recebeu! "Chegamos a cogitar Trancoso, mas quando a nossa assessora e decoradora Ilse Lambach nos deu a ideia do teatro, aceitamos na hora! O espaço tem uma arquitetura singular, além de contar com a beleza natural do Parque das Pedreiras", explica Marina. Os preparativos duraram um ano e meio e, para a noiva, um dos maiores desafios foi fazer tudo ao mesmo tempo! "Foi muito difícil conciliar meu trabalho com a organização da festa e a reforma do apartamento. Mas todos me ajudaram e demos carta branca para a Ilse. Confiamos muito no trabalho dela e, por isso, ficava tranquila com as decisões que ela tomava", elogia. Ilse Lambach também cuidou da decoração do casamento, e não mediu esforços para atender aos pedidos da noiva. "Queria muitas plantas, muito verde e flores brancas. Escolhi magnólias e a Ilse levou até três árvores de São Paulo", comenta. O altar foi montado no palco da Ópera de Arame. A decoração teve móveis no estilo veneziano e aéreo de flores brancas. Marina nunca se imaginou em um vestido de noiva com muitos elementos. "O resultado foi um modelo com bordado florais e aplicações de pérolas apenas na saia", conta Marina. Como não costuma usar o cabelo preso, a noiva apostou em fios soltos arrematados pela tiara e pelo véu. Assim como Marina havia pedido, a decoração da festa teve muito verde combinado a flores brancas. Os móveis espelhados também marcaram presença no conceito, e foram coordenados a cadeiras douradas e em acrílico. Para complementar o projeto, lustres e castiçais de cristal. Fotos: Marco Zammarchi | Assessoria e decoração: Ilse Lambach | Espaço: Ópera de Arame | Coral e orquestra: Coral Del...
Leia mais

Casamento no Contemporâneo 8076: Claudia Pavani + Caio Lara

Caio Lara estudou com a irmã de Claudia Pavani, e foi assim que eles se conheceram. Depois de dois anos e meio, veio o pedido de casamento. "Foi em um restaurante em Miami, onde morávamos na época. O anel surgiu em uma caixa de tesouro junto com a sobremesa, com fumaça de nitrogênio. Então, só percebi quando a fumaça acabou!", relembra Claudia. Os preparativos do casamento duraram um ano, mas foram intensos. "Como estaria pouco tempo no Brasil, tive que correr com a organização e, em basicamente dois meses, defini quase tudo com a ajuda da minha mãe e das meninas da Blue Wedding Design. Depois, fui decidindo tudo de longe, por Skype, e-mail e Whatsapp com as assessoras, que foram impecáveis! Super atenciosas e detalhistas, facilitaram muito a minha vida! Um mês antes da festa, voltei para o Brasil e finalizamos os últimos preparativos", conta. Tanto a cerimônia, quanto a festa aconteceram no Contemporâneo 8076. "Decidi pelo Contemporâneo pelo espaço para a cerimônia, que tem uma área maravilhosa com teto de vidro. Mas também foi ótimo para a festa, pois, como o salão era grande para o número de convidados (160 pessoas), a parte da cerimônia não precisou ser remontada", elogia. A Flor e Forma assinou a decoração em verde e branco, no estilo rústico-chic. "Sempre quis muitos detalhes em madeira, ferro, sisal e velas. E o resultado ficou maravilhoso, todos comentaram!", conta. O convite, com ilustração floral no forro do envelope, ficou por conta de Susana Fujita:  Claudia sempre se imaginou em um vestido de noiva de renda. E não estava errada! "As meninas da Blue Wedding Design me indicaram a Trinitá, e eu adorei o caimento das peças. Então, elas desenharam um modelo de renda para mim, com base em detalhes de outros vestidos. No final, ficou exatamente...
Leia mais

Casamento clássico: Aneliese Lourenço + Felipe de Mattos

Dizem que sexta-feira 13 dá azar, mas não foi bem assim para Aneliese e Felipe de Mattos. "Nos conhecemos no antigo Orkut, por meio de amigos em comum. Conversamos até altas horas por meses. Até que nos conhecemos pessoalmente em agosto de 2010, em plena sexta-feira 13 - que só nos deu sorte! Na época, eu morava em Bauru e cursava o primeiro ano de faculdade. Ele, 10 anos mais velho, morava e trabalhava em São Paulo. Mas nossas cidades natal são Jaú e Brotas, ou seja, quatro cidades para conciliar! Acabou dando certo!", conta Aneliese. Até o casamento, foram seis anos de namoro e o pedido aconteceu na Alemanha, durante uma viagem em família. "Fomos visitar o Castelo Neuschwanstein com a família e, depois, seguimos só nos dois, em uma carruagem, em direção a uma ponte que tem uma vista incrível do castelo. E lá, o Fê começou com uns dizeres fotos, se ajoelhou, pegou aquela caixinha e... 'quer casar comigo?'. Dessa vez era real!", relembra. Aneliese sempre sonhou em dizer o "sim" na Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio, em Jaú. E assim foi! "Foram quase dois anos de preparativos, o que foi ótimo, pois conseguimos garantir as datas com os profissionais que gostaríamos e tivemos mais tempo para decidir os detalhes importantes", conta. Beatrís de Michelli assinou a decoração do casamento. "Sempre soube que tinha um estilo mais clássico e tradicional, e cada escolha confirmava isso. Acabamos optando pelo verde e branco, com peças de prata e cristal. E a Beatrís, sabendo da nossa história, elaborou um layout que remetia aos jardins do castelo", explica Aneliese. Antes de escolher o vestido de noiva, Aneliese provou muitos modelos diferentes. "Queria experimentar vários tecidos e cortes, mas o clássico sempre me encantou. Acabei escolhendo um...
Leia mais