Para a comemoração deste shabat chatan, a mãe do noivo ofereceu um almoço com tema marroquino em sua residência. A inspiração para a decoração veio da obra do estilista Yves Saint Laurent, especialmente do período em que ele viveu no Marrocos e levou referências da cultura do país para suas criações. Cores fortes como azul royal, mostarda, pink e laranja foram utilizadas nos tecidos, objetos e flores, num mix ousado e exuberante. Algumas mesas com tampo de madeira antiga e outras com toalhas de linho nas cores da festa receberam centros de mesas com mix de flores coloridas, incluindo rosas, orquídeas e primaveras, acomodadas em vasos de terracota, latão e cerâmica. Nos buffets, composições de grandes arranjos, sementes e temperos típicos do oriente reforçavam ainda mais o tema da festa, assim como as faixas largas de tecido colorido que pendiam intercaladas do teto da cobertura.

Abaixo, a noiva explica um pouco mais sobre a tradição do shabat chatan na religião judaica:

É costume, na religião judaica, o noivo ir à sinagoga no sábado anterior ao seu casamento para ser chamado na leitura da porção semanal da torá, o velho testamento bíblico. Essa cerimônia é chamada de shabat chatan (o ch é pronunciado como R) pelos judeus sefaradis (judeus do Oriente Médio) e ofrif pelos judeus ashkenazis (judeus vindos da Europa). É uma cerimônia muito bonita em que a noiva, sua mãe e sua sogra, ao término da leitura da torá, se alegram e jogam balas e doces no noivo, desejando ao casal uma vida doce. Após essa cerimônia, os familiares e amigos mais próximos costumam almoçar juntos e, após o término desse almoço, os noivos ficam sem se ver e sem se falar até o dia do casamento!

shabat chatan almoço marroquino almoço com tema marroquino decoração festa jucaica decoração renata chapchap shabat chatan shabat chatan shabat chatan festa judaica decoração shabat chatan decoração shabat chatan chabat chatan

shabat chatan

Fotos: Demian Golovaty | Decoração: Renata Chapchap | Móveis: Festah | Buffet kasher: Les Délices D’Arlette | Toalhas e Guardanapos: Mesalinho