Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
de 29/09 a 01/10 de 2017 Casa Petra São Paulo

Blog

Exibindo página 1199 de 1243

Navegue como ou

Pena e nanquim

Vocês repararam que a maioria dos convites americanos tem desenhos (pequenos ou grandes, como no caso dos passarinhos)? Nos Estados Unidos, fine stationery permite este tipo de toque pessoal – romântico, divertido ou casual.

.

Gosto muito desta “papelaria” mais criativa. E gostei mais ainda de ter conhecido o trabalho da americana radicada em São Paulo, Amanda Sobel. Calígrafa e artista gráfica, Amanda começou a fazer desenhos para enfeitar seus próprios cartões pessoais, pois não encontrava este tipo de cartão no Brasil.

.

E esta é, para mim, a parte mais especial de seu trabalho, onde ela coloca toda a sua sensibilidade e romantismo. Folheando seu portfolio, vi desenhos tão poéticos quanto os nomes que ela lhes dá, como “Something to celebrate” e “For the love of roses”. São pequenos motifs e molduras que podem ser reproduzidos a tinha ou em relevo (dourado, prata, ton sur ton e incolor). De todo jeito, ficam lindos!

.

Abaixo, registros de uma tarde de boa conversa.

.
.

(este, acima, é a “matriz” de um desenho para ser reproduzido em relevo incolor)

.
Porque papel purpurinado não é requinte.
.