Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
de 29/09 a 01/10 de 2017 Casa Petra São Paulo

por Teresa Perez Tours

África do Sul - Safáris

Paisagens de tirar o fôlego, os animais mais temidos da África e espécies ameaçadas de extinção são parte da experiência de quem passeia pelos safáris da África do Sul. A Teresa Perez, nossa especialista em lua de mel, reuniu as melhores hospedagens para os casais que quiserem se aventurar pela região!

 africa-do-sul-destaque1

Safáris na África do Sul

Os safáris são conduzidos por dois especialistas. O tracker localiza os animais. Nenhum bicho, mesmo ao longe ou camuflado nos arbustos, escapa de seu olhar apurado. O ranger conduz o jipe. A cada animal apontado pelo colega, ele freia o veículo e dá uma aula completa sobre a espécie em questão. Não há curiosidade que não saiba esclarecer. Nascidos e criados na região do Kruger Park, rangers e trackers conhecem a savana como ninguém.

africa-do-sul

CURIOSIDADES

Boma Dinner

O dia de safári precisa ser fechado com um boma dinner. É uma tradição antiga. Numa área cercada bem ao lado do lodge, em meio à brisa fresca da noite e sob o céu estrelado da savana, os aventureiros se sentam ao redor de uma fogueira. Enquanto saboreiam um típico jantar africano, enumeram os animais que avistaram e descrevem as moções que viveram na expedição daquele dia.

Big Five

Os caçadores do passado cunharam a expressão big five para classificar os animais mais temidos da África – o rinoceronte, o elefante, o leão, o búfalo e o leopardo. Felizmente, eles já não são caçados. Mesmo assim, a expressão permanece. Não há emoção maior do que conseguir fotografar – bem de perto – todos os big five num dia de safári.

Região Kruger Park

O jipe abandona a estrada de terra e se embrenha na savana. Nas horas seguintes, os participantes da expedição verão elefantes caminhando tranquilamente bem diante do veículo, leopardos fazendo tocaia no alto de uma árvore, leoas espreitando uma distraída manada de búfalos… Fosse um safári de antigamente, os visitantes estariam armados com rifles. Os tempos, por sorte, mudaram. Estão munidos, no máximo, de câmeras e binóculos. A África do Sul é, por natureza, pródiga em safáris. Sua reserva mais célebre é o Kruger Park, na fronteira com Moçambique. Essa imensa área de savana foi transformada em parque no século 19 por Paul Kruger, o presidente da época, para deter a matança de animais. Decisão acertada. De extraordinária riqueza, a vida selvagem do Kruger Park garante experiências emocionantes, sensações inesquecíveis.

LODGES

Camp Jabulani

Além das tradicionais expedições em jipe, o Camp Jabulani organiza safáris em lombo de elefante. Com docilidade, os grandes animais levam os aventureiros para desbravar a savana. Lá do alto, é possível ver as girafas quase olho no olho. O Camp Jabulani conta com apenas seis suítes e fica na região das Montanhas Drakensberg, que também podem ser exploradas de balão.

Camp-Jabulani-Reserva-Kapama

(Camp Jabulani)

Lion Sands

Dos decks externos ou das amplas janelas, a paisagem que se vê é a do majestoso Rio Sabi em meio à savana. As suítes do Ivory Lodge e do River Lodge ficam em posições estratégicas na região do Kruger Park. A variedade de animais torna os safáris particularmente emocionantes nesse ponto da África do Sul. Não é raro que elefantes e zebras se aproximem dos lodges, para refrescar-se no Rio Sabi.

Lion-Sands-Reserva-Sabi-Sand

(Lion Sands)

Ulusaba

O lodge Ulusaba se divide em dois. No primeiro, as suítes se espalham pelo alto de um monte, com vistas espetaculares da savana e do horizonte. No segundo, as suítes estão no sopé da montanha, à beira de um lago habitado por hipopótamos. No fim do dia, depois do safári, os melhores programas são relaxar com uma massagem no spa e observar as estrelas pelo telescópio do lodge.

Ulusaba-Reserva-Sabi-Sand

(Ulusaba)

Londolozi

Os cinco lodges Londolozi, cada um num estilo próprio, ficam numa reserva privada cortada pelo Rio Sand. Na região, são encontradas todas as grandes espécies da savana. De todas elas, o Londolozi tem especial predileção pelo leopardo. Seus naturalistas fizeram um mapa, atualizado de tempos em tempos, com a foto e o nome de todos os leopardos que transitam pela reserva.

Londolozi-Reserva-Sabi-Sand

(Londolozi)

Sabi Sabi Bush Lodge

As suítes do Sabi Sabi Bush Lodge ficam em plena savana, voltadas para uma extensa planície e um pequeno lago. Enquanto tomam banho, com frequência os hóspedes avistam pela parede de vidro animais pastando ou bebendo água bem ali na frente. Os quartos do Bush Lodge são decorados com belos objetos tribais da África.

Sabi-Sabi-Bush-Lodge-Reserva-Sabi-Sand

(Sabi Sabi Bush Lodge)

Sabi Sabi Earth Lodge

Há um ponto da Reserva Sabi Sand em que a terra se eleva num pequeno monte. Ali dentro, quase invisível na paisagem, foi esculpido o Sabi Sabi Earth Lodge. Um corredor de entrada traspassa esse monte e leva às suítes, na outra extremidade, com imensas paredes de vidro voltadas para a savana. É uma obra-prima arquitetônica.

Sabi-Sabi-Earth-Lodge-Reserva-Sabi-Sand

(Sabi Sabi Earth Lodge)

Sabi Sabi Little Bush Camp

Ao anoitecer, após o longo dia de safári, o Sabi Sabi Little Bush Camp recebe os hóspedes com um jantar africano ao ar livre, debaixo de uma árvore. As mesas são iluminadas por lamparinas e fogueiras. O clima é intimista, já que o lodge oferece apenas seis suítes – voltadas para o Rio Msuthlu e decoradas ao estilo africano contemporâneo.

Sabi-Sabi-Little-Bush-Camp-Reserva-Sabi-Sand

(Sabi Sabi Little Bush Camp)

Sabi Sabi Selati Camp

No século 19, uma estrada de ferro cortava a savana transportando o ouro garimpado nas montanhas. Esse passado serve de inspiração para o Sabi Sabi Selati Camp, que é decorado com peças da época – lamparinas de trem, baús de viagem, placas de sinalização… As suítes são iluminadas à luz de lanternas, para reviver a era africana do romance e da magia.

Sabi-Sabi-Selati-Camp-Reserva-Sabi-Sand

(Sabi Sabi Selati Camp)

Singita Boulders Lodge

No Singita Boulders, o elemento principal é a pedra. É como se o lodge naturalmente fizesse parte da paisagem. As paredes das suítes são feitas de pedra aparente. No centro da sala que guarda a extensa coleção de vinhos do Singita Boulders, está uma grande rocha que já repousava ali, às margens do Rio Sand, desde antes da chegada do lodge.

Singita-Boulders-Lodge-Reserva-Sabi-Sand

(Singita Boulders Lodge)

Singita Ebony Lodge

Cada suíte do Singita Ebony Lodge tem, em seu deck externo, uma pequena piscina aquecida e um chuveiro aberto. Não é raro que o hóspede, enquanto relaxa na piscina ou toma uma ducha, testemunhe a chegada de elefantes, búfalos e antílopes para pastar às margens do Rio Sand. Dos tantos animais que se veem de perto nos safáris dessa região, o leopardo é um dos mais fascinantes.

Singita-Ebony-Lodge-Reserva-Sabi-Sand

(Singita Ebony Lodge)

Singita Lebombo Lodge

As suítes do Singita Lebombo Lodge estão no alto de uma pequena colina, logo acima do Rio N’wanetsi. Ao estilo de um moderno loft, elas são feitas basicamente de madeira e vidro. Para aqueles que quiserem experimentar uma noite sob as estrelas, cada suíte tem uma cama montada no deck externo. Os safáris, no Kruger, são excepcionais.

Singita-Lebombo-Lodge-Kruger-Park

(Singita Lebombo Lodge)

Singita Sweni Lodge

O Singita Sweni Lodge dá a impressão de ser uma extensão natural da savana. As suítes são construídas em madeira e ficam às margens do Rio Sweni, suspensas por palafitas. À noite, quando se colocam lampiões acesos à beira da piscina principal, o cenário fica particularmente romântico. O lodge está dentro do Kruger, o parque dos safáris mais emocionantes.

Singita-Sweni-Lodge-Kruger-Park

(Singita Sweni Lodge)

Chitwa Chitwa

O Chitwa Chitwa oferece seis amplas suítes individualmente decoradas, que contam com decks e piscinas privativas com vista para o lago – utilizado como bebedouro natural pelos animais. Localizado na reserva Sabi Sand, o requintado lodge oferece safaris a pé e visitas ao vilarejo de Dixie Shangaan. Oferece ainda atividades para crianças de todas as idades.

chitwachitwa

(Chitwa Chitwa)

Royal Malewane

O exclusivo Royal Malewane oferece serviço personalizado e é um espetacular ponto de observação dos animais do Kruger Park. Suas seis suítes, elegantemente decoradas, possuem decks e piscinas privativas. Atividades como passeios de balão, safáris a cavalo e voos de helicóptero são apenas algumas das opções oferecidas pelo hotel.

Unknown

(Royal Malewane)

Região de Cape Town:

Os safáris mais conhecidos da África do Sul são os do Kruger Park, mas as espécies clássicas da fauna africana também podem ver vistas – de perto, livres na natureza – na região de Cape Town. Nos safáris da reserva Bushmans Kloof, ao norte, não há prêmio maior do que deparar com a zebra do Cabo e o leopardo do Cabo. Eles correm sério risco de extinção e, como os nomes sugerem, existem apenas nesse canto da África. Tão emocionantes quanto os safáris são os desenhos deixados milhares de anos atrás pelo povo san, os antigos habitantes da região. As cavernas e rochedos de Bushmans Kloof conservam intrigantes exemplares de pintura pré-histórica. Em tinta cor de ocre, as imagens retratam figuras humanas, divindades e feras africanas.

LODGE

Bushmans Kloof

O Bushmans Kloof fica entre as Montanhas Cederberg, famosas por curiosas “estátuas” de arenito moldadas pela natureza e por pinturas rupestres deixadas pelos antigos habitantes da região. Numa espécie de oásis verdejante dessa região, ficam as suítes e a villa do Bushmans Kloof. De lá, saem safáris em jipe, passeios em canoa e aventuras em bicicleta.

Bushmans-Kloof

(Bushmans Kloof)

Região da Rota Jardim:

Como se fosse pouco ser admirada pelas paisagens que combinam praia, montanha, floresta e vinhedo, a Rota Jardim também tem um quê de África selvagem. Em parques que ficam a poucos quilômetros do Índico, vagueiam os grandes animais de safári. Nas reservas Shamwari e Kwandwe, na região de Port Elizabeth, os jipes passam bem perto de leões, guepardos, rinocerontes, hipopótamos, búfalos… As expedições são feitas nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, quando o sol é mais suave e as feras saem para caçar. Em outro ponto da costa, Knysna abriga um parque só de elefantes. Os visitantes podem acariciá-los sem medo. Para as crianças, a aventura é dar leite, em mamadeira, na boca dos filhotes. Em que outro lugar do mundo, a não ser na Rota Jardim, seria possível avistar no mesmo dia uma baleia e um leão livres na natureza?

Rota-Jardim

(Rota Jardim)

LODGES

Kwandwe

Dos lodges Kwandwe, partem safáris que percorrem uma imensa reserva natural às margens do Rio Great Fish à procura de leões, leopardos, rinocerontes… Embora se localizem em quatro pontos diferentes da reserva, os lodges sempre oferecem vistas panorâmicas da planície verdejante. As suítes são espaçosas, cada uma com sua decoração particular, perfeitas para as famílias.

kwandwe

(Kwandwe)

Região de Durban:

LODGES

&Beyond – Phinda

Phinda é uma reserva extraordinariamente rica. Dentro de seus limites, encontram-se savana, floresta, pântano, rio, lago e montanha. Os seis lodges &Beyond estão em diferentes pontos da reserva, e os hóspedes podem se aventurar tanto em safáris – Phinda é lar de leões, girafas, guepardos… – quanto em mergulhos – as praias do Índico ficam a meros 30km dali.

Beyond–Phinda

(&Beyond Phinda)

Região de Johannesburg:

LODGES

Madikwe Safari Lodge

Os três lodges Madikwe se encontram numa região única da África do Sul, na fronteira com Botswana, onde o Deserto do Kalahari se funde com a savana. A vida selvagem é abundante, ideal para os safáris. Cada lodge tem sua particularidade. O Lelapa está preparado para receber famílias com crianças. Para casais, os mais indicados são o Kopano, menor, e o Dithaba, numa colina, com vista panorâmica da savana.

Madikwe-africa-do-sul-safari

(Madikwe Safari Lodge)

Shambala Private Game Reserve & Wellness Spa

Situado às margens do rio e em meio a uma área de quase 12 mil hectares, o Shambala Private Game Reserve & Wellness Spa é um oásis de conforto e beleza. O nome, de origem tibetana, significa “paraíso na terra” e, certamente faz sentido para todos que decidem se hospedar no lodge. O lugar pode ser tanto ideal para uma programação mais íntima, quanto para participar de safáris em busca dos big five: leões, leopardos, elefantes, rinocerontes e búfalos.

Shambala-Private-Game-Reserve-Wellness-Spa

(Shambala Private Game Reserve & Wellness Spa)

Região do Deserto do Kalahari:

LODGES:

Tswalu

Feitos de pedra, argila e palha, os elegantes bangalôs do Tswalu ficam aos pés de uma montanha e com uma vista do Kalahari que chega até o horizonte. Experiência inesquecível é dormir do lado de fora do bangalô, sob o céu brilhante do deserto. O hotel oferece telescópio para ver melhor as estrelas e os planetas. As crianças contam com uma série de atividades especiais.

Tswalu

(Tswalu)

A Teresa Perez é especialista em criar roteiros especializados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Solicite o atendimento de um consultor. Tel. 11 3799.4000 | 11 3390-9000 | 61 3217.2300

5 Comentários

  1. Bira Rioto 14 de dezembro de 2015

    Gostaria de maiores informações para uma lua de mel, nosso casamento e dia 21/05/2016

    Obrigado

    • Teresa Perez Tours 15 de dezembro de 2015

      Olá, Bira!

      Será um prazer ajudá-lo a desenhar a sua lua de mel. Logo mais, um de nossos consultores entrará em contato para lhe passar mais informações!

      Equipe Teresa Perez

  2. Renata 17 de fevereiro de 2016

    Olá, adorei as dicas, estou louca de vontade de passar a lua de mel na áfrica do sul, mas precisaria de uns detalhes que estou com dificuldade de encontrar. Vocês podem me ajudar?
    muito obrigada!

    • Teresa Perez Tours 18 de fevereiro de 2016

      Oi, Renata!

      Você vai AMAR a África do Sul! E ela é romântica em todos os cenários: as praias são lindas e, nas reservas naturais, os lodges são pra lá de românticos.

      Logo menos, entraremos em contatos para lhe passar todas as informações 😉

      Equipe Teresa Perez.

  3. Fernando de Campos 25 de junho de 2017

    Olá,

    Legal mesmo!!!
    Gostaria de maiores detalhes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *