Inspirações

Exibindo página 6 de 368
Escolha um modo de visualização

Decoração pink na fazenda

Este casamento aconteceu na fazenda da família da noiva, no interior de São Paulo. Como ela adora pink, a Cenográphia resolveu criar uma decoração bem alegre com tonalidades de rosa e suas nuances. Uma escolha arrojada para uma ambientação clássica, mas que deu super certo!

A mesa de doces foi o ponto de partida para o projeto: com uma jabuticabeira seca no centro, seus galhos se entrelaçavam a um grande gazebo de onde pendiam lustres de cristal. A iluminação “quase escura” deu um ar intimista ao ambiente.

As mesas de jantar se distribuíram alternando entre convencionais e comunitárias. Um enorme bar foi colocado próximo à pista de dança, ladeada por sofás com mesinhas bistrô, em um clima mais descontraído. O cantinho de recados para os noivos ficou uma graça!

Os arranjos vistosos foram compostos por rosas pink, lírios, astromélias, orquídeas, galhos de pessegueiro, entre outros.

Os jardins ao redor da residência foram super bem integrados ao evento, tornando a festa ainda mais agradável e aconchegante para os convidados. O resultado ficou lindo!

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-2

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-5

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-6

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-7

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-8

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-9

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-11

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-14

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-27

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-12

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-13

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-15

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-29

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-16

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-17

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-20

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-21

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-23

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-24

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-26

decoracao-casamento-fazenda-pink-cenographia-3a

decoracao-casamento-fazenda-rosa-cenographia-30

Fotos da decoração: Rafael Cruz | Decoração e flores: Cenográphia | Móveis: Festah | Bolo e doces: Piece of Cake

Bate-papo com Luis Fronterotta

Luis Fronterotta é o nome por trás da Disegno Ambientes, responsável por alguns dos mais lindos casamentos que vocês já viram por aqui. Com uma assinatura moderna e sofisticada, ele desponta como um dos grandes talentos da nova geração de cenografia de eventos. Equilibrado e harmonioso, jamais peca pelo excesso. Neste bate-papo, Luis conversou com a gente sobre a importância do mobiliário em casamentos, sobre o uso da cor em seus projetos e sua aposta para 2014.

Bate-Papo-Luis-fronterotta-disegno-ambientes-02

Como você entrou para o mundo dos casamentos?

Ingressei na área de eventos aos 18 anos, ainda na faculdade de arquitetura, fazendo trabalhos como free-lancer em produção. Logo quando completei 19, fui chamado para fazer um evento na Casa Fasano da R. Haddock Lobo a convite de grande uma amiga que já trabalhava lá. Minha história com o Fasano durou 10 anos. Ao lado das queridas Deca (Andrea Fasano) e Pati (Patricia Filardi), aprendi muito e vivenciei as festas mais bacanas da cidade. Passei por diferentes cargos do departamento de produção e, nos últimos 4 anos, fiquei totalmente dedicado ao departamento de projetos de decoração. Em 2009, decidi ampliar os horizontes e montar uma empresa de projetos de decoração e cenografia.

Desde a faculdade de arquitetura, o que mais me agradava era a possibilidade de transmitir sensações através de formas, cores, texturas… Naquela época, não imaginava que acabaria sendo com construções tão efêmeras,  permitindo que idéias novas entrassem em ação o tempo todo – o que mais motiva meu dia a dia. Posteriormente, a formação em publicidade me deu ainda mais recursos para conceituar, representar e expressar um projeto.

Como você define o estilo do seu trabalho? 

Artesanal, detalhista, contemporâneo e com muitas referências da arquitetura e do design.

Como funciona o processo de criação de uma decoração de casamento? Qual o ponto de partida?

Acredito que a base do meu processo criativo funciona como um grande quebra cabeças de uma imagem ainda desconhecida. Parte das peças recebo dos clientes quando contam dos seus sonhos, desejos; parte delas está no meu repertório; outras busco em inspirações e referências. Assim que consigo unir as peças maiores, o restante flui livremente resultando numa combinação de formas, volumes, cores, texturas e detalhes.

A gente percebe que, nos seus projetos, a escolha do mobiliário é muito bem pensada. Qual a importância do mobiliário na decoração de casamento na sua opinião?

Enorme. Não só pela questão estética mas também funcional, pois há uma interação direta com os convidados.

Quanto à estética, ele define formas que diferentemente combinadas podem remeter aspectos como leveza, tradição, modernidade, sofisticação, formalidade, etc.

Particularmente sou um apaixonado pelo design de mobiliário, principalmente pelo mobiliário entre as décadas de 20 e 60, sobretudo os designers brasileiros. Sempre que o projeto permite faço questão de inseri-los

No que se refere à parte funcional, além de atender às necessidades estruturais da festa, o mobiliário interage com os convidados transmitindo conforto, aconchego, praticidade, entre outros.

A cadeira Pandoro, criada por você para a Chair Parade, ganhou destaque e vai começar a ser produzida pela 100% Eventos. Para que estilo de casamento você a indica?

Fiquei muito feliz com a oportunidade e com a produção. Serão 70 unidades para locação exclusiva da 100% Eventos. A cadeira se chama Pandoro em homenagem ao famoso bar da década de 50 da Avenida Europa, em SP. Os materiais utilizados como palhinha de cana e o veludo são referências da época. Apesar de ter uma inspiração datada, não determinaria o uso para esta ou aquela ocasião. Nas mãos do decoradores, ela pode estar numa projeto clássico , um almoço de domingo num jardim ao ar livre ou até criando um contraponto em uma ambientação super moderna.

Vemos muitas produções monocromáticas da Disegno Ambientes. Você acredita que utilizar uma única cor na decoração causa mais impacto?

Eu acredito muito no equilíbrio estético. Quando você trabalha num conjunto de tons afins, consegue criar um desenho único e marcante que,  ainda que inconscientemente,  acaba sendo percebido com grandiosidade.
Isto não quer dizer que não possa ter variedade de cores e tons. Nestes casos, procuro concentrá-las em instalações ou intervenções especiais.

Você tem uma cor preferida no momento?

Minha cor predileta é o preto, sempre foi. Confesso que estou tendo olhar especial para o azul-marinho. Tem personalidade, é sofisticado, permite uma variada combinação e não carrega o “estigma” do luto.

Suas decorações têm uma incrível riqueza de detalhes (a textura dos tecidos, o design dos móveis, os elementos aéreos grandiosos…). Como você pensa todos os elementos para que o resultado final não fique over?

Umas das partes que mais curto do meu trabalho é a especificação. Escolho cada móvel, cada peça, cada arranjo, tecido de acordo com o projeto. Tem duas frases muito usadas aqui no escritório: “Menos é mais” e “Deus mora nos detalhes”. Numa decoração “clean”, esteticamente equilibrada,  uma interferência aérea ou um jardim grandioso serão percebidos por todos convidados de maneira marcante.  Já uma poltrona diferente, um vaso, uma almofada especial será percebido por este ou outro convidado mas pode ter um impacto igualmente surpreendente.

Quais são as suas apostas para 2014?

Minha aposta é a ousadia. Muitas clientes chegam para reunião querendo algo original, acredito que as pessoas estão se abrindo um pouco mais a novas idéias. Nas cores, nas interferências cenográficas, nos acabamentos, etc.

Este ano farei uma cerimônia no Rio que todo trabalho cenográfico ficará única e exclusivamente por conta da iluminação cênica, a pedido da própria noiva. Na hora comprei a idéia e estou trabalhando em algo especialíssimo para a linda Igreja Nossa Senhora Monte do Carmo.

Por fim, se pudesse dar 3 conselhos para as noivas, quais seriam?

1. Contrate uma boa assessoria! Faz toda diferença.

2. Procure por profissionais não só competentes ou renomados, mas que você tenha empatia. O processo de organizar deve ser agradável e dura muito mais que a festa em si.

3. Vale mais ter uma festa um pouco menor e inesquecível do que  ter algo grandioso que deixa a desejar.

Abaixo, alguns trabalhos de Luis Fronterotta na Disegno Ambientes:

Decoracao-Luis Fronterotta-disegno-ambientes-1

Decoracao-Luis-Fronterotta-disegno-ambientes-2

Decoracao-Luis-Fronterotta-disegno-ambientes-5

Decorador-Luis-Fronterotta-disegno-ambientes-8

Decoradoracao-Luis-Fronterotta-disegno-ambientes-3

Decoradoracao-Luis-Fronterotta-disegno-ambientes-4

Decoradoracao-Luis-Fronterotta-disegno-ambientes-6

decoracao-festa-lancamento-book-festas-disegno-ambientes-005

decoracao-festa-lancamento-book-festas-disegno-ambientes-06