Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

Ih, queimou! Confira 9 dicas para controlar a gastrite

case-saudavel-1

c29303f1de804a079fa0f5e59d94fa90-700x400

É muito comum que, com a ansiedade e o nervosismo pré-casamento, as noivas desenvolvam gastrite. O problema pode aparecer por conta de uma possível pré-disposição ou até mesmo por causa de dietas desequilibradas. Nesse momento, a alimentação saudável é sua maior aliada. Por mais que você tome remédios para aliviar os sintomas, apenas uma dieta adequada vai manter seu estômago tranquilo e longe das queimações.

Como muita gente fica em dúvida de como adequar a alimentação à gastrite, trago algumas dicas valiosas que podem ser usadas em momentos de crise ou para prevenir as dores.

Alimente-se de 3 em 3 horas. Muitas horas em jejum pode fazer com que haja maior secreção de ácido e, não havendo nada para digerir, esse ácido pode prejudicar as paredes do seu estômago. Sendo assim, procure comer mais vezes ao dia, mas sem exagerar nas quantidades.

Evite tomar líquidos durante as refeições. Colocar muito volume no estômago de uma só vez pode prejudicar a digestão e piorar a dor.

Evite alimentos muito ácidos, como molho de tomate, café, frutas cítricas, bebidas alcoólicas e refrigerantes. Embora o ácido do estômago seja mais ácido do que qualquer alimento, a ingestão deles pode provocar mais dor e irritação se o estômago já estiver inflamado.

Cuidado com o chá verde, pois ele pode piorar a gastrite. Nessa fase você deve optar por chá de hortelã, erva cidreira, camomila ou gengibre.

Evite temperos e molhos industrializados que possuem gordura e muito sódio, como molho shoyu, molho inglês, mostarda, catchup, entre outros.

Diminua o consumo de açúcar e doces, uma vez que eles prejudicam a digestão.

Evite frituras, carnes gordurosas, e alimentos ultraprocessados, como salsicha, embutidos ou bolachas industrializadas.

Para facilitar a digestão, consuma alimentos mais cozidos e evite o excesso de saladas cruas, que demoram mais para serem digeridas.

Procure jantar cedo. Comer e deitar em seguida também prejudica (e muito) a sua digestão, podendo fazer com que o alimento volte para o esôfago causando queimação na região.

Tomando esses cuidados é possível melhorar bastante os sintomas, mesmo que você continue ansiosa. Mas é igualmente importante fazer uma avaliação médica do problema. Existem vários tipos de gastrite e algumas precisam ser tratadas combinando medicação e alimentação.

Até a próxima,

Karina

Drª Karina Al Assal é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em nutrição clínica pelo Hospital Sírio Libanês, especialista em nutrição clínica funcional pelo Instituto Valéria Paschoal e mestranda em nutrição e cirurgia metabólica do aparelho digestivo pela Faculdade de Medicina de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *