Babies & Kids Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

Grace Kelly ♥ Príncipe Ranier (1956)

Se a palavra ‘princesa’ precisasse de um rosto para ilustrar seu sginificado seria o de Grace Kelly! O que é esse rosto? O que é essa postura? E o gestual? E o vestido? E o tanto que ela nasceu pra isso?! Não é à toa que ela se tornou o ícone maior da noiva clássica!

O vestido de noiva foi desenhado por Helen Rose, responsável pelos figurinos da MGM, e não poderia ter sido mais perfeito para esse papel (e para essa personagem)! Uma obra-prima, que se tornou referência atemporal, com detalhes que valem a pena ser lembrados:

Renda: A blusa foi feita com renda belga, point de rose, de 125 anos – isso, por si só, já torna o vestido único. Pode-se reparar que a renda não tem um padrão repetitivo (a cada x centímetros vem uma flor, por exemplo), pois é artesanal, então seu desenho é bem mais rico que o das rendas atuais.

Gola: Tenho vontade de fazer um post inteiro sobre essa gola, de tão perfeita que é! Mas o mais importante é o seu tamanho – que que não chega nem à metade do pescoço e o desenho que faz até o abotoamento. É por isso que, apesar de ser uma gola alta, mantém a leveza!

Botões: O abotoamento da blusa é frontal e os botões são micro. Tudo o que é micro (micro botões, micro pérolas, micro miçangas e micro paetês) é mais especial, porque é mais difícil de se fazer, mais raro.

Faixa: A faixa de tafetá, do mesmo tecido da saia, vai da cintura até abaixo do busto e é curva na parte de cima (ou seja, não é uma faixa reta). Assim, a faixa “acompanha” a curva do corpo.

Saia: A saia, de tafetá de seda, tem uma modelagem linda, estruturadinha, muito usada naquela época. Ela sai “balão” da cintura e cai reta. Lisa na frente, tem um detalhe lindo na cauda, em que a renda se revela entre o tafetá, com lacinhos arrematando.


O casamento de Grace Kelly e Rainier foi filmado e passou nos cinemas, como a ex-diva de Hollywood merecia! Já pensou que emoção assistir a tudo em tela grande? Melhor, só ao vivo!rs Bom, mas dá para assistir a um resuminho no youtube. É bem interessante!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=RA7wUhqd0cE&w=600]

12 Comentários

  1. Luane 7 de novembro de 2012

    Divina, não existe outra palavra… ela é maravilhosa. O vestido é maravilhoso.

  2. Kelly Gimenes 8 de novembro de 2012

    ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii o vestido dela, o meu vai ser igual…

  3. Allina 8 de novembro de 2012

    Que noiva linda!!! Mas ela parecia tao triste!!

    • Zoraia 23 de novembro de 2013

      Também achei, parece que o príncipe Ranier nem viu o quanto ela estava linda. Uma cerimônia que não se vê sentimento de amor, pelo menos pela parte dele.

      • Constance Zahn 23 de novembro de 2013

        Zoraia,

        o Príncipe Rainier era loucamente apaixonado pela Grace Kelly!! rs Não tem como ele não ter achado que ela estava linda!! rs Como comentei antes, acho que era mais uma questão de tensão no momentos, para ambas as partes…

        Bjss

  4. Vanda Asfour 8 de novembro de 2012

    Que delicia ver isso logo pela manhã… Belo post… Vou compartilhar, posso?
    Ela é simplesmente linda… Casamento maravilhoso…

  5. carol 8 de novembro de 2012

    Pensar que foi há 56 anos atrás e tão atual para nós!!! O Clássico está mais na moda do que nunca fora antes!!!
    E pensar que os filhos da Princesa são todos “estranhos” digamos assim!

    Que bom que temos você Constance Zahn…

    Abraços.

    carolina.

    • Zoraia 23 de novembro de 2013

      Com certeza devem ter ser como o pai.

  6. Flavia 23 de novembro de 2013

    Lindo, mas parecia triste. Não consegui encontrar aquele olhar de felicidade e amor que se tem em um dia tão especial como esse.

    • Constance Zahn 23 de novembro de 2013

      Eu acho que esse olhar de “tristeza” é mais por uma tensão do momento… casamento de realeza é pressão pura!! Mas dá para ver em vários momentos, como no casamento civil, que o casal era super apaixonado!! 🙂

  7. Etienne Bambuy 23 de novembro de 2013

    Sem duvida é a noiva mais clássica e, na minha opinião, mais bela da historia!
    Sempre posto sobre ela, no dia de seu casamento, e as fotos sempre me inspiram, nunca cansam. Poderia também ficar horas observando cada detalhe do vestido.
    O que era aquela gola? O que era aquele punho? O que era aquele rosto por trás do véu? Belíssima, super clássica, super elegante!

    Parabéns pela homenagem, Constance!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *