Babies & Kids Casa & Decor 15 anos

Finanças de casamento

Navegue como ou

Quem entende mais de dinheiro: ele ou ela?

Quem nunca ouviu alguém fazer uma piadinha falando que as mulheres compram mais dos que os homens? Não tem como negar, é difícil resistir e não comprar roupas, sapatos e outras coisas. Mas isso não quer dizer que a gente gaste mais do que eles – nem tem nada a ver com a ideia (errada!) de que não sabemos falar de dinheiro ou organizar nossas finanças tranquilamente. Pensando nisso, a jornalista financeira Helaine Olen, autora do livro “Pound Foolish: Exposing the Dark Side of the Personal Finance Industry”, resolveu desmistificar este assunto. Junto com outros especialistas, ela realizou um estudo e conseguiu provar que a mulher sabe, sim, lidar com dinheiro. Então, acredite com prazer, porque quem fala que nós só compramos e não sabemos mexer com as finanças está totalmente enganado! Foi comprovado, inclusive, que mulheres sabem lidar melhor com dinheiro do que homens. Uma pesquisa feita pela Gallup,  em 2011, mostrou que eles gastam, em média, US$ 11 a mais por dia do que a gente. Helaine vai além e bate na tecla que é sentida por muitas de nós: o problema é que as mulheres ganham menos! Trabalhamos igual, somos até mais capazes que eles, mas mesmo assim ganhamos menos. Outra “dificuldade” que enfrentamos é que vivemos mais do que os homens. Afinal, mulher não foge do médico, faz a prevenção e se cuida – tanto esteticamente como fisicamente. Somos ou não somos vitoriosas? BAIXA AUTOESTIMA Você pode até saber mais do que ele, mas não assume isso com a mesma tranquilidade. Você está errada! Se você sabe de finanças e gosta de economia, o que...
Leia mais

Como planejar uma vida a dois

A primeira prova do vestido mais lindo que você já viu, a escolha de alianças e a decoração da festa. Quantas vezes você já sonhou com seu casamento? Claro, quanto tudo isso vai custar um valor que você já sabe “de cor”. Já pesquisou, procurou, avaliou os mínimos detalhes e fechou um orçamento. Mas antes de chegar o momento de dizer “eu aceito”, o ideal é que você planeje outras despesas – que vão acompanhar o casal para sempre – para que o casamento comece com o pé direito. Não temos dúvida do amor que você sente e o quanto vai batalhar para que esta união seja sempre muito feliz, mas todas nós sabemos que uma vida a dois é cheia de altos e baixos. Sendo assim, quanto mais preparados vocês estiverem para lidar com os baixos, mais saudável será o casamento. Quer uma ajuda para manter sua união em tons vibrantes? Então vamos a algumas dicas que podem ser úteis a vocês! OBJETIVOS FINANCEIROS Alguns propósitos naturalmente serão comuns ao casal, como ter um imóvel próprio. Mas aqui será necessário tratar sobre aqueles planos individuais e saber como eles serão desenvolvidos depois do casamento. Você pode, por exemplo, sonhar em comprar um sítio, enquanto seu companheiro(a) quer um dia ter um carro importado três vezes mais caro do que o modelo que hoje está na garagem. É importante que vocês tenham essa conversa para saber quais planos vão continuar fazendo parte da vida do casal e quais são aqueles que vocês irão repensar. Começar uma vida juntos requer...
Leia mais

Queremos comprar nosso apartamento!

Receber as chaves de um apartamento ou uma casa e perceber que ela é toda sua pode, com toda certeza, entrar para a lista dos momentos mais emocionantes da vida de alguém. Todo mundo sonha com a casa própria e, vez ou outra, tenta fazer as contas para projetar em quanto tempo conseguiria comprar um imóvel. A questão é que a página de classificados muitas vezes assusta! Em várias regiões do país vemos um momento de valorização muito forte dos imóveis. Os dados mais recentes do Índice Fipe Zap, um dos indicadores do mercado imobiliário, apontam alta que chega ao dobro da inflação nacional no período acumulado de 12 meses! Os motivos podem ser os mais variados: excesso de demanda, investimentos públicos e privados em grandes obras etc. Mas você deve estar se perguntando onde entra nessa história, não é mesmo? Já vamos te dizer: enquanto o mercado imobiliário se valoriza, você não pode simplesmente desanimar e achar que, com os preços subindo, não terá condições de comprar seu próprio imóvel. A questão é saber se preparar para encarar o momento e optar pela melhor forma de juntar dinheiro! FINANCIAMENTO É A MELHOR OPÇÃO? Com tantas facilidades de conseguir crédito, a escolha quase que automática de muita gente é fechar logo um financiamento para compra de um apartamento. Antes de tirar a caneta da bolsa para assinar o contrato, pondere algumas coisas. Coloque na ponta do lápis quais são os juros que vocês vão pagar por ano com esse financiamento e também o acumulado ao final da última parcela....
Leia mais

Vou casar e ainda não decidi o regime de bens. E agora?

Você está de casamento marcado, os convites já estão sendo impressos, a lista de presentes está feita, o seu vestido está quase pronto e só faltam os ajustes de decoração para tudo estar perfeito no grande dia. Você já decidiu tudo, escolheu as músicas e não para de sonhar com o seu grande dia. Mas você já definiu em que regime de bens irá se casar? Na hora de entrar com o pedido de casamento no cartório civil do seu bairro, você e o seu noivo serão questionados sobre o regime do casamento e vocês precisam ter isso decidido de antemão, de preferência bem discutido entre vocês dois. No Brasil, existem três principais opções: Comunhão total de bens: todos os bens, passados e futuros, pertencem igualmente a marido e mulher. Comunhão parcial de bens: apenas os bens que forem adquiridos após o casamento pertencem igualmente ao casal – tudo o que veio antes do casamento é de propriedade individual de quem os adquiriu, inclusive heranças. Separação total de bens: não há compartilhamento de bens passados ou futuros e cada um é o titular único dos bens no seu nome. Neste caso, vocês precisam fazer um Pacto Antenupcial antes de ir ao cartório. É claro que ninguém gosta de discutir este tipo de assunto logo antes do casamento, pois queremos acreditar no felizes para sempre. No entanto, é super importante ter isso bem claro e discutido entre o casal, para evitar complicações futuras. Hoje em dia, é raro o casamento com comunhão total de bens. As alternativas mais comuns são...
Leia mais

Vale a pena ter uma conta conjunta?

Ao contrário do que muita gente pensa, ter uma conta conjunta não é sinônimo de ter uma relação financeira saudável com o seu marido – para isso, a gente tem que levar vários outros fatores em conta: o quanto é discutido entre o casal, se há um acordo entre vocês sobre as contas e para onde vai o dinheiro, se existe transparência e cumplicidade… A conta conjunta é uma opção e tem vários prós… e contras! Para montar uma conta conjunta, vocês vão ter que dividir tudo: gastos e receitas. Isso é algo que os dois querem? Algum dos dois precisa? Tem o lado prático da coisa, ao ter todo o dinheiro do casal junto, mas tem gente que não quer nem pensar em ter que dividir tudo isso – e está tudo bem. Há casais que possuem uma conta conjunta, mas isso só traz transtorno e discussão – afinal, ninguém quer ficar sendo cobrada por que gastou tanto nisso ou naquilo. Tem aqueles outros onde cada um tem a sua conta separada e tudo funciona bem na vida financeira. Então, o que é melhor: ter ou não ter uma conta conjunta? Para vocês poderem tomar essa decisão, antes precisam fazer uma lição de casa: Ser transparentes: Vocês sabem quanto cada um ganha – e gasta? Compartilhar isso com o seu marido (e ele com você) e ter um acordo sobre o orçamento de vocês é fundamental para ter uma boa relação financeira. Não adianta nada ter uma conta conjunta, se for para um ficar brigando com o outro o tempo todo por...
Leia mais

Vestido de noiva: comprar ou alugar?

Que menina nunca sonhou com o seu vestido de noiva? Estamos para ver algo que seja mais simbólico para o casamento quanto a escolha – e as provas! – do vestido. Existem infinitas opções de modelos, texturas e cores… E como se não bastasse essa dúvida (que quase mata a gente de incerteza), ainda temos que pensar num jeito de não extrapolar nos gastos.  Dá para conseguir o vestido dos seus sonhos que caiba no seu orçamento. Você tem algumas opções: comprar, alugar, trazer de fora… Confira os prós e os contras de cada uma delas: Fazer o primeiro aluguel “Eu e o Felipe não tínhamos muita grana para gastar. Por isso priorizei serviços no nosso casamento que foram: comida e música. O resto, não queria gastar muito. Depois de muito procurar, encontrei o vestido ideal numa loja de aluguel. Só olhei os modelos que nunca tinham sido usados. Optei por um modelo liiiindo e que custou R$ 3 mil, um preço ‘ok’ pra gente”, diz Laura, de 27 anos. O primeiro aluguel é uma peça que nunca foi usada e está disponível para aluguel. Por nunca ter sido usado antes o custo costuma ser um pouco mais caro que o aluguel normal, mas ainda assim sai mais barato do que comprar um novo. É uma boa opção para aquelas mulheres que não são tão apegadas aos objetos e acham que ficarão bem ao devolver o vestido depois cerimônia. Existem uma infinidade de modelos e também a opção de criar um que é a sua cara. Depois de pronto,...
Leia mais

Não esqueça de falar de dinheiro com o seu noivo!

Se os seus pais te ensinaram que é feio ficar falando de dinheiro, tem uma situação onde essa máxima não se aplica: no casamento. Pelo contrário, quanto mais for falado, melhor é. Você não achou que casar era só escolher um vestido (lindo, por sinal), juntar todas as pessoas que você ama e dizer o tão esperado “sim”, achou? Um casamento é uma união de duas vidas – e a parte financeira não pode ficar de lado. Quanto mais claro as finanças conjuntas forem para um casal, menor a chance de mal-entendidos, brigas e desacordos. O que está combinado nunca sai caro, não é? Se você vai casar logo, aproveite a oportunidade para falar de assuntos mais sérios com o seu noivo. Discutir a vida financeira de vocês é importante para construir um casamento de parceria, cumplicidade e com transparência. Quando vocês conseguem dividir a vida de fato, ela fica muito mais rica! Primeiro, prepare-se. Falar de finanças não é só contar o quanto você ganha (essa é a parte fácil!), mas sim quanto você gasta. Por isso, você precisa ter muito claro com você mesma como funcionam os seus gastos. Faça um levantamento mensal e divida seus gastos por categorias, para saber exatamente quanto você vem gastando com as contas da casa, roupas, manicure, academia, e assim por diante. Marque uma data. Conte para ele que você quer mostrar as suas contas para ele e conversar sobre a melhor maneira de dividir tudo entre vocês dois e separem um horário para vocês conversarem. Assim você também dá um tempo...
Leia mais

Finanças do Casamento

Hoje temos uma novidade por aqui: a estreia da coluna Finanças do Casamento, da Carolina Ruhman Sandler, fundadora do site Finanças Femininas. Para quem não conhece, o site é o primeiro do Brasil a falar de finanças só para mulheres. A ideia é aproveitar o tema para discutir as questões financeiras mais importantes para as noivas. Assim, todo mês, a Carolina vai trazer dicas de como planejar os gastos com o casamento  - enquanto isso, as questões financeiras da vida de casada serão abordadas no nosso site Open House. Para começar, fizemos uma pequena entrevista com Carolina, esclarecendo algumas das principais dúvidas dos noivos sobre o planejamento da festa. O que você aprendeu com a própria experiência em relação à gestão do orçamento no casamento? Que ter uma planilha organizada com todos os gastos é fundamental. São tantos fornecedores, tantas escolhas para fazer e tantos prazos para negociar que é muito fácil acabar se perdendo! Se você tem tudo organizado, com todas as despesas e datas de pagamento anotadas, você consegue equilibrar muito melhor todos os pagamentos ao longo do tempo. Eu acho que casamento é um processo - você precisa de tempo para se acostumar com a ideia de que a sua vida vai mudar, que as prioridades passam a ser outras, que o seu conceito de família vai ser transformado. Isso vale para todos os envolvidos, tanto para os noivos quanto para as suas famílias. É importante ter um tempo para organizar tudo e deixar todas as fichas irem caindo. E neste meio tempo, também é essencial ter tudo...
Leia mais