DanielleGuilherme moravam em Petrópolis, mas se conheciam apenas de vista. Até que a irmã dele decidiu bancar o cupido dos dois! “Depois de um tempo e já morando no Rio de Janeiro, a irmã dele soube que eu estava solteira e ficou insistindo para ele me conhecer! A insistência deu certo e ele resolveu me procurar pela internet. Depois de um tempo conversando, saímos para jantar, nos identificamos de cara e, em pouco tempo, estávamos namorando!”, conta Danielle.

Para o pedido de casamento, Guilherme elaborou um plano que teve o Central Park, em Nova York, como cenário. “Chegando lá, vi um picnic montado e fiquei louca, porque adoro essas coisas! Quando fomos chegando perto (até demais), entendi que era pra gente!! Ele me deu um livro com fotos nossas e um texto falando da gente, e ajoelhou para fazer o pedido! Depois de chorarmos horrores, ele apontou para uma árvore e lá estavam os paparazzi tirando as fotos!”, relembra.

Os noivos sempre quiseram um casamento na praia“Imaginamos algo bem pé na areia, uma festa sem frescuras só com as pessoas mais próximas e amadas. Aí conhecemos a Praia dos Carneiros e a Igreja de São Benedito, em Pernambuco, e só pensava em casar lá!”, conta. Para entrar no clima do destination wedding, Danielle e Guilherme escolheram músicas brasileiras e regionais para as entradas na Igreja. O dress code para os 150 convidados era branco, bege ou off-white“A energia estava surreal! Olhei para todos várias vezes, todos de branco, iluminados, sorrindo! Foi lindo!”, comenta.

A festa aconteceu de frente para o mar, em meio aos coqueiros“Queríamos uma decoração simples e leve, que não competisse com a beleza natural da praia. Usamos folhagens, ervas, sementes e flores brancas – em menor quantidade, para ficar mais delicado. Pedimos mesas comunitárias, com uma estrutura de madeira para poder colocar as folhagens penduradas e as lâmpadas incandescentes. Também colocamos redes brancas e tapetes de sisal. A iluminação foi toda feita com luzinhas de gambiarra e luminárias de palha, explica.

Quando viu o vestido Yolan Cris na internet, Danielle soube que aquele seria seu escolhido. “Fui sozinha para São Paulo experimentá-lo na Casamarela Bridal GuideCASAMARELA NOIVAS – SÃO PAULOVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio, já tendo certeza de que, se ficasse bonito em mim, seria ele! Quando o vesti, fiz um facetime com a minha mãe, que começou a chorar!! Não tive dúvidas!”, conta. No começo do namoro com Guilherme, Danielle usava bastante trança“E ele sempre amou! Além disso, eu não me via casando de cabelo preso e arrumadinho. Então, sempre soube que casaria assim e escolhi um meio-preso com trança!”. Para complementar o look, a noiva escolheu bouquet com folhagens, ervas e flores exóticas.

Par Filmes Bridal GuidePAR FILMESFilmagemMinas Gerais, Belo HorizontePortfólio foi a responsável pelo vídeo lindo, que só recebeu elogios de Danielle. “O filme ficou maravilhoso, não teve quem não amasse!”, comemora.

Vídeo: Par Filmes Bridal GuidePAR FILMESFilmagemMinas Gerais, Belo HorizontePortfólio | Assessoria: Alliance Prime | Decoração e flores: Anderson Barbosa | Buffet e bar: La Cuisine | Bolo: Cake Hannouche | Bolo de rolo: Casa Monteiro | Vestido de noiva: Yolan Cris para Casamarela Bridal GuideCASAMARELA NOIVAS – SÃO PAULOVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio | DJ: DJ Mau Bridal GuideDJ MAUBanda e DJRio de Janeiro, PetrópolisPortfólio 

Ficha Técnica

Fornecedores que

Vestidos de Noiva: CASAMARELA NOIVAS – SÃO PAULO Bridal GuideCASAMARELA NOIVAS – SÃO PAULOVestidos de NoivaSão Paulo, São Paulo (Capital)Portfólio
Filmagem: PAR FILMES Bridal GuidePAR FILMESFilmagemMinas Gerais, Belo HorizontePortfólio
Banda e DJ: DJ MAU Bridal GuideDJ MAUBanda e DJRio de Janeiro, PetrópolisPortfólio