Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

Cuidando da queda de cabelo antes do casamento

DRA-MARCIA2

Decoração, vestido, buffet, música…são tantas atribuições durante os preparativos que fica impossível segurar a ansiedade! E claro que isso pode acabar afetando a nossa saúde, inclusive a dos cabelos! Não raro, algumas noivas manifestam queda de cabelo nas mais diversas formas de alopecia.

TIPOS DE ALOPECIA

– Eflúvio telógeno

O eflúvio telógeno é um tipo de alopecia que frequentemente acomete as mulheres. Após um gatilho (que pode ser um trauma físico ou psicológico, após uma cirurgia ou uma deficiência nutricional) os cabelos migram da fase de crescimento anágena para a fase telógena, que é a fase de repouso dos pelos, podendo provocar a queda de mais de 100 fios por dia diretamente da raiz. O tratamento do eflúvio telógeno pode incluir a reposição oral de ferro, vitamina D e zinco. Através do laser não ablativo fracionado conseguimos realizar a técnica do drug delivery, que consiste na produção de microperfurações do couro cabeludo pelo laser, que permite a penetração de medicações e vitaminas na parte mais profunda do folículo, revertendo a queda de cabelos mais rapidamente.

O eflúvio telógeno pode abrir as portas para o desenvolvimento da alopecia androgenética, que nada mais é do que a calvície feminina. A alopecia androgenética, como o próprio nome diz, ocorre devido a uma predisposição genética e à influência dos hormônios androgênicos. Com o passar do tempo, os fios vão ficando cada vez mais finos e miniaturizados, provocando uma área de rarefação dos fios na região da linha média do couro cabeludo e redução da densidade capilar. O diagnóstico da alopecia androgenética deve ser precoce para um melhor resultado terapêutico com antiandrogênicos tópicos e orais.

queda-de-cabelo-alopecia-mulheres-noivas

– Alopecia areata

A alopecia areata é um tipo de alopecia auto-imune, ou seja, as suas células de defesa erram o alvo e passam a atacar os folículos pilosos e inibir o crescimento dos fios. Clinicamente, a alopecia areata manifesta-se com placas arredondadas no couro cabeludo que podem formar pseudópodos e se espalhar por todo o couro cabeludo, causando queda total dos pelos, e até mesmo acometer os pelos corporais. Dependendo da forma clínica, pode ser necessário o uso de corticóides tópicos, orais e até intralesionais.

– Dermatite seborréica

A dermatite seborreica é uma inflamação das glândulas sebáceas que passam a produzir uma quantidade maior de sebo, e é responsável pelas indesejadas casquinhas e coceira no couro cabeludo. A dermatite seborreica pode piorar quando os pacientes estão mais ansiosos ou quando o tempo está mais frio, e o tratamento é feito com xampus antifúngicos à base de cetoconazol, piritionato de zinco, ácido salicílico, ciclopiroxolamina, entre outros. Numa forma mais grave, pode acometer os sulcos da face, sobrancelhas e cílios, necessitando de uma abordagem localizada.

Se você, noivinha, está sofrendo com a queda de cabelos, consulte o seu dermatologista o mais rápido possível, porque os fios necessitam de, no mínimo, três meses para se recuperar! Assim, você estará com os seus fios saudáveis, sedosos e brilhosos para arrasar no penteado!

Drª Marcia Linhares é especializada em dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiatria. Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), é uma das pioneiras a utilizar a técnica de laser no país e ex-chefe do departamento de laser da SBD Regional – RJ.

3 Comentários

  1. Mari 18 de junho de 2015

    Dra. Márcia, gostaria de saber se há algum tipo de exame que possa detectar o tipo de problema, ou se é só por observação mesmo.
    Meus cabelos caem mto, comecei a tomar pantogar há dois meses mas ainda não senti melhoras.
    Obrigada pelo post!

    • Marcia Linhares 19 de junho de 2015

      Oi, Mari,
      Na avaliação da queda de cabelo, é importante o exame clinico realizado pelo dermatologista, muitas vezes , realizamos um exame chamado dermatoscopia e solicitamos exames de sangue para pesquisa de alterações hormonais ou deficiências nutricionais. E se, o dermatologista achar necessário pode ser realizada uma biópsia de couro cabeludo. O primeiro passo é procurar um dermatologista.

  2. Lara Cristina 1 de Fevereiro de 2016

    Dr. Márcia, meu cabelo tbm cai bastante e tenho percebido que nesses últimos tempos deu uma boa diferença na quantidade tenho 24 anos e meus país e avós tem problemas de calvice, minha mãe tem seborréia nervosa, e enfim gostaria de uma indicação de um bom médico especialista nessa área em Goiânia-Goiás!
    Obrigada!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *