Eu vivo falando sobre o que comer, quais alimentos devemos investir, quais devemos evitar. Vale tudo por um corpo perfeito? Pensando nisso, resolvi trocar as dicas do “projeto casamento no verão” para fazer uma reflexão sobre saúde e estética. Recebo muitas pacientes lindas, mas insatisfeitas com seu corpo. Elas estão em busca de algo que é considerado um padrão de beleza. No entanto, essa procura pela perfeição não é fisiológica. O que é considerado saudável?

Há uma cobrança em torno de um padrão estético. Ele é observado na televisão, nas revistas e, principalmente, nas redes sociais. Com isso, muitos estabelecem um corpo perfeito – na maioria dos casos, espelhado em celebridades – como objetivo de vida. Consequentemente, sempre faço a seguinte pergunta: por que você quer ter aquele corpo? O que falta em você para abraçar o seu próprio corpo?

O primeiro passo é a autoaceitação. Ou seja, entender quem somos torna-se fundamental. Mas não confunda: de maneira nenhuma estou dizendo que devemos comer qualquer coisa, sem preocupações com peso. É fundamental manter um estilo de vida saudável, com atividades físicas e alimentação balanceada na maior parte da semana. Entretanto, não transforme isso em uma obsessão por uma barriga sem um pingo de gordura. Reflita. Certos padrões genéticos facilitam que algumas pessoas desenvolvam gomos na barriga e outros músculos definidos. Mas, infelizmente, esse não é o caso da maioria da população.

Corpos mais bonitos são daqueles que estão felizes por dentro. Portanto, antes de focar no corpo, preste atenção no seu equilíbrio emocional. A chave para o bem-estar está na essência individual e no entendimento de si mesmo. Assim, cada um encontrará o seu corpo perfeito. Desapegue da imagem: ela não serve para agradar você, apenas para satisfazer os outros. Invista energia no tratamento de suas emoções e de sua espiritualidade.

O comportamento alimentar nada mais é do que um reflexo do estado emocional. Quando estamos ansiosos costumamos comer mais. O mesmo acontece se você estiver inseguro com alguma situação. Vivemos em um mundo onde tudo acontece muito rápido e de maneira imediata. Desta forma, as pessoas buscam medidas instantâneas para perda de peso ao invés de emagrecer de maneira saudável.

Sugiro que no próximo ano você dedique um tempo para organizar suas emoções. O autoconhecimento vai lhe ajudar a encara-las de frente e mais bem preparada. Respire, tire uns minutinhos para meditar e então verá que o corpo perfeito vai chegar antes do que você imagina.

Boas festas e até ano que vem,

Karina

Drª Karina Al Assal é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em nutrição clínica pelo Hospital Sírio Libanês, especialista em nutrição clínica funcional pelo Instituto Valéria Paschoal e mestranda em nutrição e cirurgia metabólica do aparelho digestivo pela Faculdade de Medicina de São Paulo.

Veja também: Ganhar peso sem ganhar barriga? É possível! 

E mais: Alimentos que contribuem para um bronzeado perfeito