Tentei responder às perguntas (partindo do pressuposto de que eram acerca do civil celebrado separadamente do religioso, sem o substituir).
.
Onde fazer a recepção? Em casa é mais íntimo e em um restaurante é mais prático.
..
Decoração? Sendo um evento para poucas pessoas, dá para caprichar bastante na decoração e colocar várias das lindas idéias em prática! Pode-se caprichar com canapés mais criativos, detalhes fofos na decoração das mesas, drinks diferentes… Coisas que não custam muito, mas fazem efeito.
Música? “Música-ambiente” é agradável. Já fui a um coquetel de casamento civil que teve músicos tocando bossa nova (apenas instrumental)… Lindo!! Mas para os meus ouvidos leigos poderia ter sido um CD/iPod… (até porque eles estavam em outra sala e não os vi na maior parte do tempo)
..
O que o noivo deve vestir? Depende do estilo dele e do que a noiva vai usar… o mais comum é calça social+camisa ou terno.
..
Precisa de convites por escrito? Não. Só se for algo bem formal.
..
Quem convidar? Família + padrinhos, pelo menos. Quanto mais “íntimo”, mais fácil é não-convidar certas pessoas, caso esta seja uma preocupação… (“era só para a família” não ofende)
..
Precisa contratar fotógrafo profissional?  Somos da opinião de que todo momento importante da vida deveria ser muito bem retratado, mas há quem não ligue tanto para isso…
..
Penso seguinte: dismitifiquem o assunto. Não precisa fazer mega produções. Pense como se fosse um aniversário… o que muda entre um almoço de aniversário e um almoço de casamento? Apenas o seu estado civil!rs Pois ambos podem ser descontraídos ou super formais. Para os casais mais práticos, o ideal é fazer o civil junto com o religioso.
.
.