Babies & Kids Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

Bate-papo sobre vídeo de casamento com Guilherme Coelho

Descobrimos o trabalho de Guilherme CoelhoFornecedoresGUILHERME COELHOFilmagemSão Paulo (Capital)Leia mais com o casamento de Greisse Panazzolo. Na época, o vídeo nos chamou a atenção por ter uma linguagem super diferente, que nos lembrou os clipes de música americanos. Desde então, acompanhamos de perto o trabalho dele, que, com o casamento de Gabriela Pugliesi, ganhou ainda mais destaque! À frente da Rabbit Films, Guilherme prioriza sempre o que é espontâneo e natural. E, com imagens lindas edição impecável, o resultado não poderia ser outro: filmes deliciosos de assistir, que misturam o moderno com o romântico! Fizemos uma entrevista super legal com o film maker, que deu ótimas dicas sobre vídeos de casamento!

– Como tudo começou?

Comecei no ramo de eventos como bartender, em 2008. Depois, me tornei auxiliar de fotógrafo e também comecei a fazer mini-filmes de festas pelo Brasil. Esses filmes acabaram tomando todo meu tempo e, por isso, larguei a fotografia e me dediquei aos vídeos. Em seguida, um amigo me sugeriu deixar as festas e entrar no mercado de casamentos. Fui um caminho sem volta!rs

– E como você se consolidou no mercado de casamentos?

Foi por indicação mesmo. Algumas pessoas da área gostaram muito da minha visão e investiram nela. Para ter uma ideia, com meu primeiro filme, fechei quase 30 contratos, sem nem ter site!

– O que inspirou você a fazer vídeos de casamento?

Sempre gostei muito de toda a produção dos filmes. Mas o que realmente me motivou é que, como nunca fui um apaixonado por casamentos, comecei a fazer filmes com ideias que eu gostava, fugindo um pouco do padrão, e muita gente se identificou com isso! Hoje, meus vídeos são conhecidos exatamente por isso, por serem diferentes e longe do tradicional.

– O que define seu estilo?

Foco na celebração em si. A arte de fazer festa, curtir, beijar e dançar como se não houvesse amanhã.

– E como você alinha seu estilo com o dos noivos?

Isso é delicado, mas a gente não alinha. “Como assim, Guilherme??” Explico: a maioria dos casais nos procura pelo nosso estilo e nossa visão, e é isso que a gente vende. É óbvio que aceitamos sugestões e pedidos. Mas o estilo de captar as imagens e editá-las é nosso!

– Quais são as suas principais inspirações?

Pego algumas referências do cinema, mas minha inspiração mesmo é a música. Clipes, festivais, novidades, tendências…

– Como você acha que a internet transformou os vídeos de casamento?

A internet mudou o tempo que as empresas levam para entregar o vídeo. Hoje, tem que ser tudo muito rápido e funcional. Além disso, é preciso saber lidar com gráficos e dados. A empresa que não souber entender e administrar isso fica para trás. Outra mudança que vemos é em relação a tendências. O que um cara fez de legal de novo nessa semana, na próxima, já vai estar nos filmes de outras produtoras.

– O que torna um vídeo de casamento moderno?

Parece piada, mas a “receita do bolo” para um vídeo mais moderno é fugir ao máximo da cerimônia.

– E como manter o romantismo do vídeo?

Tudo está nos detalhes, tem que saber explorar. Uma das nossas prioridades é a troca de carinho espontânea. Ficamos muito atentos a isso, e não deixamos passar! Na edição, conseguimos passar a sensação de uma festa insana, que, intercalada com esses momentos do casal, combina romantismo e modernidade.

– O que é essencial para que um vídeo de casamento seja gostoso de assistir?

Essa pergunta é sensacional e, ao mesmo tempo, complicada! Eu acredito que parte da resposta não está no vídeo em si, mas no público que você atinge. Se você focar na audiência correta, todo mundo vai achar gostoso de assistir, mesmo que tenha 15 minutos de duração. Mas, falando sobre o filme, ele tem que ser dinâmico, tudo tem que acontecer rápido e, ao mesmo tempo, passar a informação desejada.

– O que os vídeos de destination wedding, que são a sua especialidade, têm de diferente?

Um casamento fora nos leva a cenários novos, situações diferentes, religiões diversas. E isso nos força a fazer sempre coisas novas. É o combustível que precisamos para criar mais e mais!

– Em que momento dos preparativos os noivos devem procurar você?

Pedimos cerca de um a dois anos de antecedência.

– Como funciona o atendimento de vocês?

Como fazemos muitos destination weddings, nunca paramos. Por isso, nosso atendimento é todo online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *