Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
de 29/09 a 01/10 de 2017 Casa Petra São Paulo
de 29/09 a 01/10 de 2017 Casa Petra - São Paulo

Navegue como ou

Bate-papo sobre lembrancinhas de casamento com Cadô Presentes

Ricardo Braghetta começou a Cadô PresentesFornecedoresCADÔ PRESENTESLembrancinhasSão Paulo (Capital)Leia mais em 2006, e ao longo destes 11 anos já desenvolveu mais de 3 mil produtos personalizados para casamentos. Com opções que vão do kit toilette até bazuca de CO2 e balões de led, Ricardo não para. Para 2017, sua aposta são os itens e presentes que trazem experiências aos convidados dentro e fora da festa. Para saber as novidades da Cadô Presentes e pegar boas dicas sobre quantidades, antecedência para encomendar e como distribuir cada item durante a festa, batemos um papo com o empresário. Vem ver o que ele nos contou:

– Como tudo começou?

Sempre gostei muito de personalizar os presentes de amigos, namoradas e familiares. Trabalhava em agência de publicidade, mas em paralelo fazia algumas lembranças sob encomenda. Comecei apenas com quadros de madeira. O cliente me dizia o que gostava, eu estilizava à mão, recortava na madeira para ficar tridimensional e pintava a óleo. Conforme a demanda foi crescendo, surgiram pedidos de coisas diferentes e que nunca tinha feito. Fui desenvolvendo produto a produto. As quantidades e modelos foram aumentando até os dias de hoje, onde tenho mais de 500 itens no catálogo e 3000 produtos desenvolvidos.

– E tem alguma coisa que você não faz?

A gente faz de tudo, até carrinho de pipoca personalizado para a porta da igreja ou festa! A gente desenvolve uma média de dois a três produtos por dia. Conseguimos criar qualquer tipo de presente/lembrancinha. E fazemos desde a criação visual até a execução. Os mais legais entram para o catálogo.

– Como entrou para o mercado de casamentos?

Foi total necessidade do mercado. Os assessores de casamentos começaram a me procurar para desenvolver itens personalizados, e assim a Cadô foi se envolvendo cada vez mais com os noivos.

– Esse bom relacionamento com os assessores é um dos seus diferenciais. Como esta troca de confiança se reflete no atendimento aos noivos?

Fico muito feliz de ter conquistado estas parceiras e mantê-las após 11 anos. Acho que isso se reflete de diversas maneiras. Além da tranquilidade que passamos para os noivos (eu e assessor) de que o produto será bom, há também alguma vantagens como: eles sabem que vou entregar tudo em perfeito estado direto na festa. Os noivos ou o assessor não precisam retirar nada aqui no escritório, nem mesmo levar até a festa horas antes.

– E qual o diferencial técnico da Cadô Presentes?

Temos toda a estrutura internamente, então conseguimos desenvolver desde a identidade visual do casamento, passando pela parte gráfica e estrutura do produto, até a logística de entrega. Este é o nosso maior diferencial, porque os noivos não precisam de ninguém externo para realizar qualquer etapa. Não há atrasos, erro de desenvolvimento, impressão e entrega. O produto final é exatamente como ele viu no começo da conversa. E como todo esse processo é nosso, a gente disponibiliza as artes sem custo extra para os noivos aplicarem em outros itens do casamento.

– Quais as principais diferenças que você vê no mercado de lembrancinhas ao longo destes 11 anos?

Muitas mudanças. Na verdade a gente percebe que hoje os noivos querem mais produtos que contribuam para o casamento durar mais. Ainda existe procura por lembrancinhas para levar embora ao final, como as caixinhas de amêndoas e santinhos, mas com muito menos frequência que antigamente. A experiência que pode ser proporcionada durante o casamento tem sido o foco dos últimos anos.

– Quais seriam os best-sellers pensando nesta experiência? Como eles contribuem para a festa?

A pista é o coração da festa, então a gente sempre pensa que ela precisa estar agitada o maior tempo possível. As Havaianas são as campeãs. Temos estudos que mostram que elas conseguem aumentar o tempo de curtição em 1h30. O bastão de led e balões metálicos são outros artifícios que ajudam e dão um pico de animação de mais 30 minutos no casamento. Sempre sugiro aos noivos que tragam o maior número de elementos para a festa e distribua-os de forma espaçada. Comece com a Havaianas, depois o led e por último os balões. Assim, a cada “queda” de animação o novo item dá um animo extra aos convidados sentados.

Balões e bastões de led

– E para a saída da festa?

Parece uma besteira, mas as garrafinhas de água são nossas campeãs. Além de ser uma forma gentil de agradecer a presença de cada um, ainda ajuda os convidados que passaram um pouquinho do limite no bar. É um custo benefício baixo, vale muito a pena. O home spray também tem uma procura alta nos dias de hoje.

– Como se calcula a quantidade das lembrancinhas/animadores de pista? 

As Havaianas a gente faz para 50% da festa. Aqui seria importante confirmar a maioria das numerações de pés antes do casamento. Os leds e balões, para 1/3 dos convidados, assim o cliente não fica com sobra de material, nem falta de item. Já as água da saída, o certo é ter uma para cada convidado. É possível deixar duas por carro no valet, mas neste caso os noivos correm o risco de um carro com mais ou menos pessoas.

– Pensando em um destination wedding, como funciona o transporte dos itens com led?

Todos os nossos produtos tem nota fiscal, inclusive para exportação se for o caso de um casamento fora do país. Tomamos os cuidados e precauções para os noivos não terem dor de cabeça no embarque. Basta declarar as quantidades na hora de viajar que está tudo certo.

Os carrinhos de pipoca para a porta da igreja e festa

– Qual sua aposta para 2017?

Seguindo esta tendência de busca por experiências, acabamos de lançar pacotes para padrinhos e pais dos noivos. Para os noivos que buscam uma alternativa para as caixas de champagne e docinhos, criamos várias atividades personalizadas: voo de balão, salto de paraquedas, rafting, corrida de carro no autódromo de Interlagos, day spa… E pode acreditar, o custo-benefício vale a pena. A diferença é pequena em relação às caixas personalizadas.

– Algum produto físico está entre as novidades?

Os adesivos porta-cartão para celular. Você cola nas costas do aparelho e coloca cartão de crédito e documento.

– Lembrancinha para um casamento no campo?

Repelente e protetor de salto para as mulheres não estragarem os sapatos.

– E para a praia?

Leque, chapéu Panamá, Havaianas…

– Quanto tempo antes você recomenda encomendar as lembrancinhas?

Como todas as etapas de produção, gráfica e logística são internas, consigo atender pedidos com dois dias de antecedência. Não é o ideal, mas é possível. A maioria dos clientes fecha 15, 30 dias antes do casamento. A maioria destes produtos de interação são importados, então sempre recomendamos que venham o quanto antes, porque os valores são bem diferentes ao longo do ano. Fora que não são perecíveis, dá para comprar um ano antes que não tem problema.

Três dicas para os noivos na hora de escolher as lembrancinhas:

– Façam lembranças e gifts que tenham a ver com vocês. Claro que tudo é permitido, mas se vocês são mais clássicos, não invistam só em bazuca de CO2, balões de led…
– Escolha sempre produtos úteis que façam sua festa render mais, ou que os convidados possam usar após o casamento.
– Monte o kit de animação com itens que se completem. O led é legal, mas sozinho ele pode perder a potência. Misturá-lo com balões, Havaianas e plaquinhas faz toda a diferença. E garanta uma programação para a distribuição destes itens ao longo do casamento. Nunca entregue todos de uma única vez.

(Fotos: Divulgação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *