Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
de 29/09 a 01/10 de 2017 Casa Petra São Paulo

Navegue como ou

Bate-papo sobre decoração de casamento com Patricia Vaks

Para Patricia VaksFornecedoresPATRICIA VAKSDecoração & CenografiaRio de JaneiroLeia mais, qualidade é sempre mais importante do que quantidade. Mas, se existe algo que, para ela, nunca é demais é a criatividade. A decoradora entrou para o mercado de festas por acaso, quando decidiu assinar o projeto do próprio casamento. E hoje, 10 anos depois, é reconhecida pelas decorações originais, que sempre contam com elementos inovadores! Cheia de ideias para surpreender os convidados, Patricia fala sobre inspiraçõesluxo em casamentodetalhes que fazem a diferença e dá dicas imperdíveis para as noivas.

– Como tudo começou?

Comecei com a produção do meu próprio casamento. Quando comecei a pesquisar decoradores que estivessem dentro do meu budget, percebi que nenhum se encaixava no que eu queria. Eu olhava muitas revistas, tinha muitas referências e acabei me apaixonando por um casamento do Vic Meirelles. A partir daí, criei a planta baixa, elaborei os arranjos de flores, pensei na iluminação e apresentei tudo isso para o Roberto CohenFornecedoresROBERTO COHEN CERIMONIALAssessoria & CerimonialRio de JaneiroLeia mais, que foi meu cerimonialista. Ele olhou para o projeto e disse “muito legal, mas você vai deixar o decorador mudar?”. Eu disse que não e ele me aconselhou a fazer a minha própria decoração. Como eu sou designer e, na época, trabalhava em uma agência de publicidade, fiz a identidade visual da festa e também o convite. E foi assim que decidi encarar esse desafio. Foi o Cohen quem me indicou todos os profissionais, com quem marquei reuniões e expliquei a situação. Eles não entenderam nada a princípio – uma noiva passando as informações da decoração? Rs… Mas deu tudo certo! A equipe do Cohen fez toda a montagem e eu fiquei só dando pitaco! Depois disso, me encantei pelo mercado e resolvi que queria virar decoradora de casamentos. Comecei a oferecer meu trabalho como um pacote, que contemplava desde a identidade visual até a decoração. Até que, em certo momento, vi que a dinâmica não funcionava – as coisas precisavam caminhar ao mesmo tempo. Então, foquei na decoração e aqui estou!

– Como você define o seu estilo de decoração?

Eu não tenho um estilo único. Meu estilo é o dos noivos, porque faço desde um casamento clássico no Copacabana PalaceFornecedoresBELMOND COPACABANA PALACEEspaçosRio de JaneiroLeia mais até um tropical em Búzios ou boho na Serra. Para cada casal, é uma história e um estilo diferentes. Então, baseada no estilo dos noivos, faço muitas pesquisas para poder traçar o caminho certo, sempre pensando em originalidade, personalização e inovação. Estou sempre em busca de ideias inovadoras e de soluções novas para usar nos espaços. Então, acho que é isso que meus clientes buscam: uma festa que fique marcada na memória dos convidados e não a sensação de “já vim nessa festa”. A ideia é transformar o casamento em um momento único.

Foto: Sergio Greif

– Quais são as suas principais inspirações?

Eu vejo inspiração em todos os lugares: viagens, vitrines, exposições, restaurantes, hotéis… Vou procurando em tudo, olhando cada detalhe e vendo tudo o que eu posso transformar em decoração de casamento. Sempre procuro me inspirar também no espaço da festa: se é dentro de um hotel, se é ao ar livre, na serra, se tem uma vista especial, se é no museu… Levo muito em consideração o que está ao redor.

– Para você, o que é luxo em decoração de casamento?

Luxo é fazer uma festa na medida, que não seja de mais nem de menos e que não agrida o espaço. Outro luxo é surpreender o convidado, com um projeto que esteja acima das expectativas de todo mundo, que seja inusitado.

Foto: Sergio Greif

– O que não pode faltar em uma festa de casamento?

A personalidade e o estilo dos noivos. Móveis bonitos, flores lindas, iluminação impecável e muita qualidade! Eu prezo sempre pela qualidade, e não pela quantidade.

– Sabemos que você viaja bastante em busca de referências e inspirações. Esteve no Salão do Móvel de Milão, por exemplo. O que você viu recentemente e acha que pode ser tendência em decoração de casamento para 2017?

Em Milão, vi o verde em várias tonalidades, aplicado em estofado, couro, veludo, camurça e junto com rosa seco, que sai das flores. O cobre continua super em alta e o que está sendo mais utilizado. Também vi muito paisagismo, mas não em vasos tradicionais, e sim em estruturas aéreas. Os jardins verticais continuam em alta.

Foto: Sergio Greif

– Você está sempre em São Paulo, vendo as novidades do mercado. O que você encontra por aqui de diferente?

Sempre priorizo meus parceiros do Rio, mas o que não encontro aqui, trago de São Paulo. Hoje em dia, acho que o mercado paulista tem mais variedade em mobiliário, tapetes mais modernos, louças estampadas, bandejas diferenciadas, pistas de dança que fogem do tradicional… E eu gosto sempre de inovar, de buscar elementos diferentes, então, procuro o que quero por todos os fornecedores do Brasil. Fico muito antenada para ver os lançamentos e trazer pro Rio o que tem de mais inovador.

– Como você acha que o design de móveis influencia na decoração de casamentos?

Hoje em dia, temos um leque de opções, então, conseguimos buscar móveis que combinem exatamente com o estilo da decoração. É mais uma ferramenta para compor a identidade da festa.

Foto: V Rebel

– Quais as principais diferenças entre um casamento na praia, no campo e na cidade?

Na praia ou no campo, precisamos levar em conta o ambiente e a paisagem. A ideia é valorizar o que está em volta do casamento e complementar o que a natureza já fez. Tudo isso já é lindo, nosso papel é complementar, não brigar. Já na cidade, em um salão fechado, é possível ousar mais na cenografia e construir paredes e fechamentos, criando diferentes ambientes.

– Uma coisa que sempre chama a nossa atenção nos seus projetos são os detalhes muito bem executados. Nas cerimônias, vemos as passadeiras sempre impecavelmente esticadas, sem uma ruguinha sequer, as cadeiras milimetricamente posicionadas… Na sua opinião, qual é o impacto desses detalhes no resultado final?

Sou muito exigente e perfeccionista. Busco os melhores profissionais para me ajudar na execução dos projetos. Eles também são muito exigentes e sabem que fico em cima de cada detalhe. Se eu tiver tempo, refaço o que for preciso até ficar perfeito. Meus olhos sempre buscam o melhor e a perfeição.

Foto: Sergio Greif

– Qual o segredo para a mesa de doces perfeita?

Em primeiro lugar, destacá-la, colocando-a, de preferência, na entrada, para que os convidados já fiquem encantados desde o início. Escolher uma mesa linda, ter muitos doces em bandejas incríveis, flores incríveis e, quando possível, apostar na decoração aérea. Pelo menos nas minhas decorações, a mesa de doces é como se fosse um projeto paralelo, que tem tanta importância quanto o conceito como um todo. Além disso, é um dos elementos que recebe mais investimento em uma decoração.

– Em que momento dos preparativos a noiva deve procurar você?

Um ano de antecedência é o ideal, para poder reservar a data. Mas começamos a preparar o projeto seis meses antes. Depende muito do tamanho da festa, da complexidade da decoração e, claro, do nível de ansiedade da noiva. Sigo muito o desejo dos clientes!

Foto: Sergio Greif

– Tem algum lugar onde você ainda não fez um casamento e que gostaria de fazer?

No Parque Lage, meu sonho! (NR: já viram o lindo editorial que fizemos com a Patricia no Parque Lage? Saiu na Revista Constance Zahn Nr. 3 e postamos aqui no site

– Já recebeu algum pedido inusitado?

Vários! Noivos que queriam transformar o Copacabana Palace no Fasano, festa sem paisagismo, decoração inspirada nos palácios da Disney…

Foto: Sergio Greif

– Quais as três dicas que você daria para as noivas em relação à decoração do casamento?

  1. O casamento tem que ter a cara dos noivos. Não copie outra festa que viu por aí e tente deixá-la o mais personalizada possível!
  2. Escolha os elementos que irão receber o maior investimento: mesa de doces, pista de dança, bar… Defina o que será prioridade para os noivos e o ponto alto da decoração.
  3. Priorize a qualidade e não a quantidade, em todos os itens da festa – flores, móveis, velas, etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *