Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
de 29/09 a 01/10 de 2017 Casa Petra São Paulo

Navegue como ou

Bate-papo com a She Said Jazz

A Jazz Side sempre foi uma agência especializada em eventos personalizados e “fora da caixa”. Quando os clientes começaram a procurá-la para a organização de casamentos, os sócios Mayra Miranda, Pedro Opice e Guilherme Gomes decidiram criar a She Said JazzFornecedoresSHE SAID JAZZAssessoria & CerimonialSão Paulo (Capital)Leia mais e convidaram a assessora de eventos Helena Freitas para comandar a nova empreitada. Totalmente voltada para o universo de casamentos, a She Said Jazz realiza desde o pedido até a festa, sempre com foco em ideias surpreendentes e criativas. Em um bate-papo com o site, Helena contou um pouco mais sobre a missão da She Said Jazz e os pedidos inusitados que já atenderam!

Bate-PapoMAYRA-HELENA

– Como tudo começou? 

Depois de terminar a faculdade de Desenho Industrial e passar uma temporada na Itália, comecei a busca pelo que eu realmente gostaria de fazer. Passei por ONGs, lojas e finalmente entrei no universo de casamentos. Trabalhei por 3 anos em uma assessoria que foi minha grande escola e aprendi muito. Ali me desenvolvi e decidi abraçar novos desafios.

 Como vocês chegaram ao universo de casamentos?

A Jazz Side é uma agência que, desde seu nascimento, foi especialista em realizar sonhos e promover experiências personalizadas e criativas. Ao longo dos anos, os sócios da agência – Mayra Miranda, Pedro Opice e Guilherme Gomes – sentiram uma demanda dos clientes, que eram fãs do serviço prestado pela agência, para realizar a assessoria de casamentos. Coincidentemente, na mesma época, tinha saído da antiga assessoria que trabalhava, para alçar um vôo solo. Eles acabaram me convidando para gerir o novo “braço” da Jazz, que carinhosamente batizamos de She Said Jazz. Hoje, estou à frente de toda a operação da SSJ e conto com todos os sócios para a parte mais estratégica, principalmente com a ajuda da Mayra, que é a responsável pelo Comercial e Marketing.

guia-fornecedores-she-said-jazz-1

– Quais as principais diferenças entre organizar um evento social e um casamento? 

O casamento muitas vezes chega com a expectativa de uma vida inteira! Muitas meninas sonham com este dia desde pequenas! Por isso, exige um cuidado especial para que tudo saia perfeito e como a noiva sempre imaginou. Para ela, é o dia mais importante de sua vida e tem muita emoção e sentimentos envolvidos!

– Trabalhar na área de casamentos já é realizar sonhos e vocês ainda buscam sempre por ideias fora da caixinha. Quais são os maiores desafios, dificuldades e recompensas? 

O maior desafio/dificuldade é convencer os noivos a terem ideias fora da caixa, serem criativos e abertos a novas ideias… Alguns até nos procuram falando que gostariam de fugir do tradicional, mas no fim acabam preferindo seguir o protocolo por insegurança ou até pela família que é mais “quadrada”. Quando os noivos “compram” nossas loucuras, a gente fica em êxtase! Em relação à recompensa, é uma emoção sem tamanho quando vemos a alegria no olhar dos noivos/familiares! Não tem preço quando percebemos que, além de felizes, os noivos tiveram as expectativas superadas, principalmente de algo que é “fora da caixa”.

guia-fornecedores-she-said-jazz-5

– Além da assessoria do mês e da assessoria completa, vocês oferecem o serviço de Madrinha. Como funciona exatamente? 

Essa opção foi criada para atender uma noiva que não tem a praticidade de ter apenas a assessoria do mês, e que prefere ter mais autonomia durante o processo. Nesse caso, somos como uma melhor amiga que entende de casamentos e que é uma super conselheira! Damos uma consultoria online em todas as contratações (e-mail, Whatsapp, ligações), validamos contratos, indicamos fornecedores e, principalmente, fazemos uma sugestão de cronograma de contratação e uma estimativa de custos de acordo com a expectativa da noiva. Assim ela consegue priorizar gastos, entender prazos específicos e se organizar melhor. A grande diferença entre o serviço de Madrinha e uma assessoria completa é que é uma opção mais econômica, não vamos acompanhar todas as reuniões com fornecedores, não solicitamos todos os orçamentos e é um trabalho mais passivo. Nós não entramos em contato. A noiva nos procura, ao invés de ficarmos cobrando de aprovações e lembrando de pagamentos, por exemplo.

– Qual foi a missão mais inusitada que receberam? 

Fechar uma cidade no interior da França para organizar um tour de bicicleta até uma fazenda de produção de queijo de cabra no dia anterior ao casamento. Eram cerca de 120 brasileiros e conseguimos uma autorização da prefeitura da cidade para travar o tráfego de carros. Foi inesquecível!!

Jazz_side

– Vocês também já realizaram pedidos de casamentos. Como foi? 

O cliente nos procurou com base em uma matéria que havia sido publicada sobre a Jazz Side realizando sonhos pelo mundo. O Pedro e o Guilherme, sócios fundadores da Jazz, marcaram um almoço com ele para que o briefing fosse passado. Ele viajaria com a namorada no final do ano para Nova York, o auge do inverno, e gostaria de pedi-la em casamento nessa mesma viagem. Durante uma conversa, foram apontadas algumas sutilezas sobre a futura noiva que chamaram nossa atenção: primeiro, ela era um pouco tímida e não iria gostar de algo que acontecesse na frente de várias pessoas. Segundo, o noivo tinha certeza de que, se ele escolhesse o anel, não acertaria exatamente o modelo preferido dela. Então voltamos para o escritório com a missão: pedido de casamento, NY, inverno, privativo e ainda pensando em uma operação que ela pudesse escolher o anel.

Com isso em mãos, partimos para a etapa de criação, análise de viabilidade. Durante esse processo, entramos em contato com lojas, marcas, equipe e construímos toda a operação para que o pedido acontecesse da maneira mais especial possível, seguindo exatamente o briefing com as características que ele havia nos passado. A equipe de criação da Jazz Side começou a ter ideias e a buscar referências. Chegou a conclusão de que o pedido deveria ser feito dentro da Tiffany & Co., com a loja fechada exclusivamente para o casal e em uma ocasião na qual a noiva pudesse escolher o anel. Mas isso ainda parecia muito simples, nada fora da caixa! Então, criamos a ideia de um caça ao tesouro que aconteceria ao longo de todo um dia em NY e que terminaria na Tiffany, inteira fechada para ela.

O dia começou com o noivo “fugindo” do hotel e deixando a primeira pista no quarto do casal. Quando a futura noiva saiu do banho, percebeu um bilhete que indicava que ela deveria se trocar e procurar um carro específico estacionado na rua do hotel. O carro a levou para uma primeira loja na qual já estava reservado um vestido. Ao se apresentar, a gerente da loja deu o vestido que continha, na etiqueta, a segunda dica. Esta levou a noiva à famosa Magnolia Bakery. Chegando lá e, novamente se apresentando, recebeu uma caixa de cupcakes. Na cobertura dos cupcakes, a terceira dica – “Acesse: www.eagorapaula.com.br”. Com essa dica em mãos, ela teve que encontrar o Starbucks mais próximo para ter acesso à internet e, assim, acessar o site. Nele, a próxima dica indicava que ela retornasse ao hotel, se arrumasse e seguisse para um próximo endereço. O endereço era o da loja da Tiffany’s em Wall Street. Chegando lá, ela se deparou com a loja fechada, embora uma pessoa que estivesse aguardando na porta perguntou o seu nome. Ao mencionar, ela teve acesso à loja. No display do segundo andar, estavam à disposição apenas alianças previamente selecionadas pela Jazz Side e pelo noivo. A gerente entrou e disse que, dado o dia intenso dela, ela havia ganhado um prêmio e que ela poderia escolher a aliança que quisesse daquele display. Ao escolher, a gerente se retirou e disse que iria apenas embalar o presente. Poucos segundos depois, o noivo apareceu com a aliança e, finalmente, fez o pedido, colocando a aliança escolhida no dedo da atual esposa.

– Em um casamento, os detalhes fazem toda a diferença. Para vocês, quais são os detalhes imprescindíveis?

A emoção na cerimônia e a animação dos noivos são essenciais para um casamento inesquecível! Sempre falamos que os noivos são o termômetro de um casamento e a pista está cheia quando eles estão lá transmitindo a alegria e o amor. Além disso, acreditamos que detalhes, músicas e itens que relembrem sua história e tradições de família, e que estejam de acordo com a personalidade deles, trazem um charme a mais para o casamento. Por acabar me tornando amigas dos noivos, consigo perceber essas características e sugerir essa “personalização”. Afinal cada casamento é único!

she-said-jazz-3

– Quais são os 3 conselhos que vocês dariam para uma noiva? 

A noiva precisa aproveitar todo o processo, pois o dia do casamento passa em um piscar de olhos. Precisa ser um momento de prazer, descontração e de leveza.

Escolher profissionais com quem ela se identifique e em quem ela realmente confie, assim fica ainda mais fácil se divertir durante o processo todo.

Deixar que os profissionais escolhidos deem o seu máximo para que o evento saia perfeito, e não ficar se preocupando se tudo está correndo bem. A noiva precisa aproveitar aquele dia tão sonhado de maneira completa e não se preocupar com nada mais do que isso!

(Fotos: Reprodução)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *