Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

Bate-papo com Milva Lopes, da Villa Jockey

Patrimônio histórico de São Paulo, não é à toa que a Villa JockeyFornecedoresVILLA JOCKEYEspaçosSão Paulo (Capital)Leia mais é referência quando o assunto são casamentos de luxo. Palco de festas importantes da sociedade paulistana, recentemente, o local passou por uma grande e merecida reforma, que teve o desafio de modernizar a infraestrutura sem perder as características originais de sua arquitetura art-déco. Para marcar a nova fase, a gastronomia da Villa JockeyFornecedoresVILLA JOCKEYEspaçosSão Paulo (Capital)Leia mais conta agora com a assinatura do chef Pascal Valero, que trabalhou em restaurantes estrelados pelo Guia Michelin. Em bate-papo com o blog, Milva Lopes, diretora da Villa JockeyFornecedoresVILLA JOCKEYEspaçosSão Paulo (Capital)Leia mais. contou mais sobre a importância histórica e a restauração do espaço, além de falar sobre o que é luxo em casamento.

Milva-Lopes-Diretora-Villa-Jockey-casamentos

– O que faz da Villa Jockey uma referência na área de eventos?

É um dos espaços mais bonitos da cidade, devido à vista deslumbrante. Além de ser de fácil acesso, também é um patrimônio histórico repleto de obras de arte e ainda conta com a alta gastronomia do chef Pascal Valero.

– A Villa Jockey passou por uma grande restauração recentemente. Qual foi o maior incentivo para a reforma?

Queríamos resgatar o glamour e a sofisticação que o Jockey Club de São Paulo viveu outrora. Sou fã da sofisticação e do requinte que, infelizmente, hoje em dia estão em falta.

 – Quais foram os grandes destaques da restauração?

Os pisos, tanto de mármore, quanto de parquet, foram restaurados, assim como os dois bares ingleses. Os dois salões nobres ganharam ar condicionado com cortina de ar e as partes elétrica e hidráulica, que estavam danificadas, foram recuperadas. Também montamos duas novas cozinhas com equipamentos de alta tecnologia e conseguimos trazer o piano Bechstein, além de lustres e peças de prata do acervo do Jockey Club. Por fim, criamos uma bela sala da noiva e um camarim, que antes não existiam.

home-entrada-jockey

– Quais são os principais pontos históricos da Villa Jockey?

As esculturas de Vitor Brecheret; os lustres e a prataria do Jockey Club; e o piano Bechstein, também do acervo do Jockey Club.

– Como mesclar a importância histórica do espaço à modernidade?

As pessoas que têm grande interesse por lugares com histórias desse tipo buscam a Villa Jockey a fim de resgatar o glamour e a sofisticação de outrora. Por nosso espaço já ter tanta beleza em suas paredes, esculturas, pisos e lustres antigos, a decoração se torna fácil e os jovens podem usar lounges e alguns móveis mais modernos para equilibrar as duas gerações. O resultado é esplendoroso!

– Recentemente, o chef Pascal Valero passou a assinar a gastronomia da Villa Jockey. O que ele trouxe de diferente?

O chef Pascal Valero criou menus especiais, e com preços variados, baseado em sua trajetória, que inclui restaurantes 3 estrelas Michelin, como Louis XV Allan Ducasse, em Mônaco, Taillevent, em Paris, e Le Petit Nice Passat, em Marselha.

© Marina Lomar Fotografia

– A Villa Jockey tem vários salões e comporta diferentes quantidades de convidados. Como orientar os noivos na hora de decidir quantos e quais usar?

Tudo depende da quantidade de convidados e se a cerimônia será ou não no local. Um exemplo: para um casamento com 250 convidados e sem cerimônia no local, indicamos um salão e uma varanda. Caso a cerimônia seja no local, sugerimos dois salões – um para o casamento em si e outro para a festa – e uma varanda.

– Existe restrição de horário para casamentos na Villa Jockey?

Apenas para eventos aos sábados, que devem começar após as 20h30. Porém, minha gestão conseguiu que o Jockey Club de São Paulo liberasse que a montagem de toda a varanda possa ser feita ao longo do dia. Desta forma, facilita e adianta-se a montagem da festa. 

villa-jockey-casamento-mesa-de-doces

– O que torna uma festa de casamento verdadeiramente luxuosa?

Ter amigos queridos, alta gastronomia e boa bebida.

– Você prefere o serviço empratado ou franco-americano?

Para os casamentos, acredito que o ideal seja o serviço americano, pois os convidados têm mais liberdade para interagir, dançar e usufruir do jantar no momento em que quiserem. Mas para bodas ou aniversário mais formais, não descarto a possibilidade do serviço empratado.

chivas

– Qual prato não pode faltar no casamento?

Uma pasta para as pessoas que têm restrições a carne ou peixes e uma carne bem elaborada.

– Qual a sobremesa que fecha a festa com chave de ouro?

O Mil Folhas com creme pâtisserie do chef Pascal Valero.

mil-folhas-buffet-casamento-pascal-valero-villa-jockey

– Quais são as 3 dicas que você daria para a noiva na hora de escolher o espaço para o casamento?

Optar pelo espaço que os noivos mais gostarem e se identificarem, independentemente da opinião de terceiros; escolher uma localização fácil e segura; investir em infraestrutura e gastronomia. 

(Fotos: Divulgação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *