Babies & Kids Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

4 dicas para acabar com a celulite

case-saudavel-1

case-saudavel-celulite

Que mulher não tem pavor de celulite? Existem pessoas que têm mais tendência a desenvolver o problema, enquanto outras são menos propensas. Mas, em geral, a mulherada costuma sofrer bastante com esse mal! A boa notícia, entretanto, é que nossa alimentação pode tanto prevenir quanto ajudar a melhorar (e muito!) o problema!

A celulite nada mais é do que um depósito de gordura e tecido fibroso, que pode causar ondulações ou irregularidades na pele. E aquela desagradável sensação de inchaço é causada pela retenção de líquidos e uma das principais razões para o aparecimento do problema. Isso porque o acúmulo de líquidos compromete o tecido conjuntivo e lesiona as fibras de colágeno da pele.

Sabendo disso, preparei um conjunto de estratégias alimentares capazes de ajudar a combater essas indesejadas marquinhas. Vamos a elas!

1. Abaixo a carga glicêmica

Isso significa evitar ao máximo os carboidratos simples, como pães, massas, bolachas, biscoitos, refrigerantes e açúcares em geral. O segredo é substituí-los por carboidratos de menor carga glicêmica e maior teor de fibras, como cereais integrais, batata doce, abóbora, mandioca, mandioquinha e quinoa. As frutas também exigem atenção, pois possuem frutose – que não deixa de ser um tipo de açúcar. Diminuindo essa carga glicêmica da sua alimentação, certamente, em pouco tempo, você já vai começar a notar algumas diferenças.

2. De olho no sódio

Se a retenção de líquidos é um dos problemas, é preciso evitá-la. Para isso é importante prestar atenção no consumo de sódio e nos alimentos que possuem sódio escondido em sua composição, como queijos, peito de peru, caldos prontos, bolachas de água e sal e alimentos industrializados em geral. Mas não para por aí. Também vale melhorar a excreção de sódio pelo seu organismo. Como? Consumindo alimentos ricos em potássio, como legumes e verduras cruas.

3. Alimentação que rejuvenesce

Os alimentos com propriedades antioxidantes, importantes no combate aos radicais livres, também ajudam na melhora da celulite, podendo ser encontrados em frutas vermelhas, laranja, brócolis, aspargos, abacate e variados tipos de chá, como o verde, de gengibre ou hibisco.

4. Ajudinha extra

Algumas suplementações, como ativos e fitoterápicos, podem vir a calhar. Entres eles, podemos citar a quercetina, extrato de melão cantalupe, extrato de opuntia-ficus, hibiscus, cavalinha e outros que podem ser indicados corretamente pelo seu nutricionista.

5. Bônus!

Não dá para encerrar essa coluna sem falar de algo essencial nesse processo: os exercícios físicos! A atividade física precisa fazer parte do seu dia a dia e quanto a isso não há discussão, choro, vela ou exceção. Ela é simplesmente infalível (claro, quando praticada com frequência e corretamente) na melhora do tônus muscular, o que consequentemente ajuda a diminuir a celulite. Colocar o corpo para trabalhar está entre um dos melhores (e, muitas vezes, mais baratos) remédios para controlar a danada.

E então, mãos à obra?

Até a próxima,

Karina

Drª Karina Al Assal é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em nutrição clínica pelo Hospital Sírio Libanês, especialista em nutrição clínica funcional pelo Instituto Valéria Paschoal e mestranda em nutrição e cirurgia metabólica do aparelho digestivo pela Faculdade de Medicina de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *